A assinatura eletrônica no setor de telecomunicações pode ser a melhor saída para um serviço que vive altos e baixos. Apesar do crescente acesso à banda larga e da cobertura 3G e 4G, os números no geral apresentam variações que podem indicar pontos de melhorias.

De acordo com a Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), 2018 foi um ano que confirmou a recuperação do setor. Foram adquiridos 4% a mais de celulares e o crescimento de 9% nos planos de banda larga. Além disso, os dados nos celulares representaram 70% da receita média por cliente ( ARPU).

Para manter a crescente nesse setor é preciso explorar novas regiões e atingir mais clientes. Principalmente em uma área que está mostrando uma retomada com números positivos no investimento e na receita gerada. Uma das maneiras de acompanhar essa evolução é investindo em soluções tecnológicas como a assinatura eletrônica.

Preparamos esse texto para mostrar como ela funciona e pode ajudar o seu negócio a ampliar os números e cativar ainda mais seus clientes. Acompanhe a leitura com a gente!

O que é assinatura eletrônica?

Assinatura eletrônica é uma maneira de firmar contrato online sem a necessidade de assinatura física em papel. Esses documentos possuem a mesma validade jurídica dos acordos feitos da forma tradicional, com papel e caneta, mas é totalmente realizado em ambiente digital. É um processo rápido e muito usado por empresas que querem diminuir a burocracia das suas operações.

A tecnologia Agreement Cloud, da qual a assinatura eletrônica faz parte, permite que além de assinar os acordos, também seja possível criar e gerenciá-los por meio de ferramentas para o controle de documentos. Esse pode ser considerado o primeiro passo para modernizar e automatizar os processos das empresas.

Dotado de um sistema de armazenamento em nuvem, o gestor elimina os processos manuais, ganha mais eficiência nas etapas do serviço e permite que eles sejam consultados em qualquer lugar e hora.

Essa solução pode ser usada em documentos para fechar a assinatura de algum serviço, como no caso das empresas de telecomunicação, em que é possível fechar contratos de internet, planos telefônicos, troca ou venda de dispositivos móveis e equipamentos rapidamente. Ou por exemplo quando o técnico vai até a sua casa realizar a instalação, esta tecnologia elimina a etapa em papel permitindo que a guia seja assinada eletronicamente.

Todos os arquivos gerados por meio dessa tecnologia são criptografados, ou seja, têm uma série de protocolos que impedem a invasão e alteração dos documentos por pessoas não autorizadas. Isso aumenta a segurança e garante que não haverá fraudes durante a validação e execução daquele contrato.

Como usar essa solução no setor de telecomunicações?

As empresas de telecom são constantemente bombardeadas por novas possibilidades de serviços em todas as direções da cadeia de valor. Como a disputa por espaço com as plataformas de Over The Top (OTT) — Netflix e Amazon Prime. Isso gerou a necessidade de oferecer soluções de Internet Protocol Television (IPTV), que permitiu ao usuário assistir TV em qualquer hora sem importar o meio e o local.

Outro ponto que deve ser observado é o número de brasileiros com acesso à internet. São 31 milhões de habitantes conectados em 2018, segundo levantamento da Teleco.  Ou seja, a necessidade de levar o sinal de telefone e internet para locais remotos com nenhuma ou baixa qualidade de serviço é um grande desafio para essas empresas.

Para isso, as empresas precisam contar com contratos e negociações delicadas para alugar estruturas de Estações Rádio Base (ERB), antena que permite a conexão entre os celulares e a companhia telefônica. Que pode ser do tipo Greenfield, instalados no solo ou Roof Top, colocados nos pavimentos de cobertura de prédios.

Também é preciso alinhar os times de manutenção, vistoria, atendentes de telemarketing, operadores, fornecedores etc. que estão diariamente em campo atendendo as demandas e resolvendo pendências. Eles devem estar conectados para prestar um serviço superior aos concorrentes, melhorar a experiência do cliente e manter uma base sólida de consumidores.

Todos precisam recolher assinaturas para comprovar alguma parte do processo e esse fluxo precisa ser ágil. Imagine a dificuldade de fazer a gestão desses contratos se forem feitos de forma física? São inúmeros papéis para organizar e consultar no futuro. A mudança para o digital reduz esse consumo exagerado de papel, impressão e energia.

O sistema, como o oferecido pela DocuSign, permite gerar, assinar, arquivar e enviar todos os contratos em questão de minutos. Com o software instalado em um dispositivo móvel, os colaboradores ganham mais agilidade para recolher a assinatura dos clientes, ou o gestor pode fechar um contrato de parceria a qualquer momento, sem correr o risco de perder o negócio, por exemplo.

A empresa de telecom que usa esse tipo de solução, ganha produtividade, melhora o convívio com os clientes e consolida a sua posição no mercado. A transformação digital, principalmente para as companhias que vendem produtos ligados à tecnologia, precisa ser vista como prioridade pelos administradores.

Quais os benefícios de usar essa solução no setor de telecomunicação?

Em um segmento em que o trato com o cliente final é fundamental, o atendimento deve ser rápido e eficiente para fidelizar. Com a assinatura eletrônica é possível melhorar a qualidade do atendimento e padronizar as operações com o público em geral. Seja para responder dúvidas sobre a prestação de serviço, solicitar uma manutenção, instalação ou fechamento de uma venda.

Como vimos, a questão do aluguel de antenas para a expansão do sinal também pode ser um processo muito burocrático. Com a ajuda de um gerenciador de documentos, é possível fazer a negociação a distância, gerar o arquivo e enviá-lo ao final do acordo. Isso economiza tempo, dinheiro e permite que a companhia gaste energia com outros investimentos. Ou, como citado anteriormente, o técnico que vai instalar ou prestar manutenção na casa do cliente final pode realizar a assinatura da guia eletronicamente e não mais em um papel.

Para os clientes que vão até a loja física, ele tem a garantia que qualquer ação que for feita lá dentro, será resolvida no mesmo dia. A contratação de um novo plano, a atualização de um cadastro, alteração do titular da conta e outras opções são feitas na hora, sem nenhuma burocracia. Diminuindo o tempo de espera na loja e o intervalo entre a solicitação e a mudança no sistema interno da companhia.

Case T-Mobile

No caso da T-Mobile, um companhia alemã de telefonia muito conhecida globalmente. Quando um cliente chegava para solicitar um serviço, se deparava com um contrato físico de 7 páginas. Ao fechar a parceria com a DocuSign, que possui um sistema para gestão de documentos, ela conseguiu colocar todos os atendentes com tablets para fechar os acordos em poucos minutos.

Assim, o cliente passou a ter apenas uma página para ler e passou a receber os contratos via e-mail. Esse processo teve impacto direto nas operações que tiveram uma economia de até 4 minutos por operação. Com a agilidade, o público passou a fazer propaganda orgânica para a empresa e a procura pelo serviço teve aumento significativo.

A assinatura eletrônica pode ser a melhor solução para a sua empresa reduzir as burocracias dos processos e cativar mais clientes, que estão sempre em busca de empresas que possam resolver seus problemas de forma rápida e prática. Uma das saídas é investindo em um gerenciador de documentos como a DocuSign.

Quer saber mais como adquirir essa ferramenta e como ela pode ajudar o seu empreendimento a ser ágil e ainda econômico? Entre em contato conosco e descubra as vantagens de usar a assinatura eletrônica no setor de telecomunicações.

https://go.docusign.com/trial/productshot-brasil-hphero/?Channel=DDCUS000017037994&cName=Blog&ECID=16088&LS=LATAM_Dem_Both_Blog%20-%20Free%20Trial_2018-11&elqCampaignId=16088&utm_campaign=LATAM_Dem_Both_Blog%20-%20Free%20Trial_2018-11