Ao contrário do que muita gente pode pensar, uma imobiliária verdadeiramente on-line é muito mais que uma simples página da empresa na web com anúncios de imóveis. Hoje, com tecnologias cada vez mais práticas e modernas, é possível oferecer uma experiência de imobiliária digital de ponta a ponta, aproveitando ao máximo a inovação.

Nesse cenário, um cliente pode conhecer seu futuro imóvel na web, compará-lo com inúmeras outras opções e visitá-lo pessoalmente apenas uma vez até fechar o contrato. Isso sem falar na redução da burocracia da compra pelo meio digital!

A compreensão de como esses recursos tecnológicos disruptivos não só podem como devem ser aplicados é fundamental para a sobrevivência das imobiliárias nessa nova era. E foi pensando nisso que resolvemos explicar melhor o que caracteriza uma imobiliária on-line e quais são as tendências do setor. Acompanhe!

Disponibilize informações sobre os imóveis na web

No passado, o corretor de imóveis era quem abria o menu de opções de casas e apartamentos para seus clientes. Hoje, no entanto, isso mudou muito. Graças à ampla disponibilidade de informações nas mídias digitais, o consumidor está cada vez mais informado e com um comportamento bem diferente. E isso vale para todos os setores!

Atualmente, a tendência é que o comprador busque o corretor e não o contrário. E o profissional deve estar preparado para esse encontro. Afinal, quanto mais cara e importante é a compra, mais pesquisas esse potencial cliente faz sobre o produto. Como o investimento em um imóvel é sempre significativo, os interessados se aprofundam bem, já sabendo tudo sobre o imóvel que deseja e as opções disponíveis antes mesmo de entrar em contato com a imobiliária.

Para conquistar o cliente moderno, portanto, a imobiliária deve investir em formas de apresentar seus imóveis na web de maneira convincente. Isso significa boas fotos, descrições precisas e muitas informações, mas também uma formatação do anúncio que faça com que ele alcance e impacte esse possível consumidor. Um exemplo de empresa que usa bem essa estratégia é a brasileira QuintoAndar, imobiliária totalmente digital voltada para o mercado residencial.

Comunique-se com o cliente nos meios certos

Por mais que o telefone já tenha sido a principal forma de estabelecer contato entre corretores e clientes, essa realidade mudou. Hoje, nem todo mundo usa chamadas de voz como seu principal meio de comunicação. Estamos na era dos aplicativos de troca de mensagens de texto, formas mais práticas e comuns de contato interpessoal. Muitas vezes, os consumidores preferem usar essa mídia, pois não precisam dedicar atenção total nem ter a disponibilidade imediata exigida por uma ligação.

Além disso, esse tipo de aplicativo também facilita a troca de fotos e links, recursos que costumam ser bastante úteis durante o processo de pesquisa do cliente. O mesmo vale para as redes sociais, que também têm mostrado ser plataformas bem interessantes para a comunicação entre imobiliária e público.

Naturalmente, a ideia é conversar com os potenciais consumidores nas mídias em que eles se sentirem mais confortáveis. Portanto, antes de enviar mensagens por WhatsApp ou pelo Facebook, peça permissão para esse consumidor em um contato pessoal. Isso, claro, se não tiver sido o próprio cliente a tomar a iniciativa de usar esses canais.

Agilize contratos de locação com a assinatura eletrônica

A burocracia envolvendo contratos de locação no papel pode fazer com que a concretização de negócios demore dias ou, às vezes, até semanas! Especialmente para clientes que têm certa urgência em se mudar, essa lentidão representa uma frustração imensa. Para o locatário e a imobiliária, por sua vez, a espera significa prejuízo. Afinal, é tempo sem receber o valor do aluguel!

Felizmente, as novas tecnologias permitem acelerar todo esse processo. Hoje em dia, é possível resolver um contrato de locação em uma plataforma totalmente digital, sem a necessidade de papéis. Aí é que entra a assinatura eletrônica. Para você ter uma ideia, a RE/MAX, maior rede de franquias imobiliárias do mundo, adotou esse tipo de solução. Com ela, o fechamento dos contratos de locação passou de 15 dias para menos de 24 horas!

Além de ser um método mais seguro e transparente para os clientes, a assinatura eletrônica também corta significativamente o tempo de trânsito que o documento precisaria percorrer se fosse físico até circular pelas mãos de todos envolvidos na transação.

Mas é importante destacar que, apesar de a assinatura eletrônica já ser aceita normalmente para contratos de locação, a compra e venda de imóveis ainda exige um documento físico com a assinatura dos envolvidos no papel, além de uma jornada maior e um processo burocrático muito mais complexo para sua concretização.

Apresente apartamentos com a realidade virtual

Também chamada de RV ou VR, a realidade virtual ainda é uma tecnologia relativamente recente, mas já provou ser uma excelente ferramenta para apresentação de imóveis. Com ela, um potencial cliente pode conhecer dezenas de apartamentos, casas e salas sem precisar ir fisicamente até eles, por meio de uma experiência imersiva. É possível inclusive ver um imóvel que ainda está na planta e até testar diferentes decorações e revestimentos.

Naturalmente, antes de fechar uma locação ou venda, é provável que o cliente queira ver o imóvel com seus próprios olhos. Ainda assim, a possibilidade de apresentar um tour do local por meio da realidade virtual pode economizar gastos com deslocamento e tempo na agenda dos corretores.

Assim como fotos do local e plantas baixas, a experiência com a realidade virtual ajuda no processo de tomada de decisões de cliente. Além disso, como a tecnologia ainda é uma novidade, a experiência pode fazer parte da estratégia de conquista do vendedor!

Além da realidade virtual, outra ferramenta tecnológica similar que pode ser empregada no contexto imobiliário é a realidade aumentada (AR). Enquanto na VR o usuário visita um ambiente totalmente digital, a AR é capaz de incrementar um local físico na tela de um dispositivo com câmera. Logo, é possível usar aplicativos de AR para, por exemplo, testar revestimentos diferentes em um imóvel ou verificar se um móvel vai caber na sala.

E agora que você já sabe como é uma imobiliária on-line e como a tecnologia está transformando esse setor, aproveite para saber como a RE/MAX fez para digitalizar seus processos com validade jurídica usando a assinatura eletrônica!

(Visited 34 times, 1 visits today)

Tags