Saiba como contornar o desafio de trabalhar Home Office com crianças

Trabalhador home office com crianças

O home office vem se tornando uma opção de formato de trabalho tanto para as empresas como para os profissionais. E não poderia ser diferente, uma vez que essa modalidade traz uma série de vantagens, como a otimização do tempo, a redução de gastos com transporte e infraestrutura, a possibilidade real de aumentar a produtividade e, claro, o maior conforto para o colaborador.

O problema é que todas essas vantagens podem ir por água abaixo se o funcionário tiver que trabalhar com crianças em casa, mas não se preparar para isso. Então, como é possível realizar um bom trabalho e ainda manter a companhia infantil sob controle?

Para chegar a essa valiosa resposta, você precisa conferir este post. Aqui, vamos explicar quais os principais benefícios proporcionados pelo home office, além de apontar quais os maiores desafios de desenvolver o trabalho remoto com crianças em casa. E mais: vamos mostrar as melhores práticas para trabalhar no conforto do seu lar com os pequenos.

 

Os benefícios do home office

A revolução tecnológica diversificou as formas de interação, relacionamento, entretenimento, estudos e atuação profissional, oferecendo uma série de opções para quem não quer ou mesmo não pode se locomover com frequência.

Uma importante consequência disso é o surgimento de novos modelos de trabalho, como o home office, que, ao permitir que o colaborador de uma empresa desempenhe as funções e responsabilidades que cabem a ele a partir de sua casa, traz diversos benefícios, mas também desafios para o profissional que trabalha nesse formato.

Quem não gostaria de acordar mais tarde todos os dias, se livrar do trânsito e ter mais tempo para se dedicar a si mesmo ou às pessoas que ama? Pois esses são alguns dos benefícios gerados pelo trabalho remoto, que proporciona ao profissional o conforto de trabalhar em sua própria casa sem ter que se preocupar com as instabilidades da mobilidade urbana, as oscilações do clima, as filas dos restaurantes ou as marmitas frias.

Não há dúvidas: o home office traz comodidade, flexibilidade, assim como economia de tempo e dinheiro para o trabalhador. Em conjunto, essas vantagens contribuem para melhorar a qualidade de vida do colaborador e reforçar os vínculos que ele mantém com os familiares dele. No entanto, é preciso ter cuidado para que o trabalho remoto não provoque efeitos contrários aos desejados.

Isso porque, para que o home office realmente funcione, o profissional precisa ter disciplina e concentração, delimitar o seu espaço de trabalho, bem como estabelecer regras de organização que harmonizem o convívio familiar durante o período diário de trabalho.

 

Os desafios do trabalho home office com crianças em casa

Os desafios naturais do home office ganham uma dimensão particular quando há crianças em casa. Barulhos, ações para chamar a atenção, pedidos de diversos tipos e o mais corriqueiro dos convites — “vamos brincar?” — são algumas das circunstâncias que podem dificultar o trabalho remoto.

Somam-se a isso os afazeres domésticos, o cansaço do dia a dia e os momentos inevitáveis de falta de paciência. Esse conjunto de fatores pode ser bombástico para a eficiência do trabalho em casa.

O fato é que a mobilidade no futuro dos negócios já está se configurando agora, o que torna fundamental superar o desafio de trabalhar em casa na companhia dos pequenos. Portanto, por mais que conciliar as demandas de trabalho com a presença infantil não seja uma tarefa tão simples, com o crescimento da modalidade home office, o profissional terá que buscar estratégias para isso.

No próximo tópico, vamos dar uma mãozinha, listando as práticas que mais funcionam.

 

As melhores práticas para trabalhar Home Office junto às crianças

 

Criar uma rotina também para as crianças

Trata-se de estruturar os afazeres da criança, com a definição dos horários de banho, alimentação, brincadeiras, entretenimento e estudos (caso ela já esteja na escola). Com a criação dessa rotina, o trabalhador é capaz não só de otimizar a organização do seu tempo enquanto profissional e responsável pela criança, como a ajuda a desenvolver sua autonomia.

 

Listar as tarefas de trabalho para se manter mais produtivo

Um grande desafio do home office é manter a produtividade, já que, com a maior possibilidade de distração ocasionada pela presença de crianças, o profissional pode perder o foco. Listar as tarefas de trabalho diárias e semanais, estabelecendo uma ordem de prioridade, é uma forma de evitar essa situação, além de contribuir para a entrega dos resultados nos prazos.

 

Organizar horários de trabalho, de cuidados com as crianças e dos afazeres domésticos

O profissional deve estabelecer horários específicos para o trabalho, para o cumprimento de responsabilidades com as crianças e para o atendimento a demandas domésticas. É essa organização que possibilita o equilíbrio entre as várias atividades diárias, de modo que nenhuma delas deixe de ser executada ou tenha o seu desenvolvimento precarizado.

 

Conversar com as crianças e estabelecer limites

Ainda que as crianças, especialmente as mais novas, não tenham maturidade o suficiente para entender que precisam contribuir para que o adulto trabalhe em casa, é preciso conversar com elas e explicar a situação. O diálogo constante leva ao entendimento infantil e ajuda a estabelecer limites baseados não apenas na imposição de regras, mas também na empatia e compreensão.

 

Planejar atividades lúdicas para os pequenos

Também vale a pena estimular as crianças a brincarem sozinhas ou de forma coletiva em casa enquanto o responsável está trabalhando. Para isso, o profissional pode propor a elas que façam, de modo silencioso e organizado, determinadas brincadeiras que já conhecem ou mesmo atividades lúdicas novas, ensinadas pelo próprio adulto.

 

Usar as facilidades da tecnologia

Em termos operacionais, o profissional pode contar com ferramentas como a assinatura eletrônica e as plataformas em nuvem para dinamizar e dar mais eficiência ao seu trabalho cotidiano. Além disso, a tecnologia ainda oferece opções recreativas e pedagógicas para entreter, divertir e ensinar as crianças, como é o caso dos jogos digitais com natureza educativa, disponíveis em computadores, celulares e videogames.

 

Aproveitar os períodos de lazer com as crianças nos momentos livres

Também é importante que, nos momentos livres, o profissional dê a devida atenção às crianças, aproveitando com elas os seus períodos de lazer e entretenimento. Além de ser divertida e prazerosa, essa prática faz com que os pequenos, aos poucos, entendam que existem as horas certas para realizar cada tipo de atividade, passando a respeitá-las.

Como vimos, trabalhar com crianças em casa pode não ser a coisa mais fácil do mundo, mas também não é um bicho de sete cabeças. Com planejamento, organização, criação de rotinas tanto para o profissional quanto para os pequenos e o apoio da tecnologia, é possível desenvolver as tarefas de trabalho com qualidade e alto nível de produtividade.

Que tal otimizar ainda mais seu home office? Conheça 7 tipos de ferramentas que garantem a produtividade no trabalho remoto! Ou realize um teste grátis da plataforma de assinatura eletrônica da DocuSign.

Publicados
Temas relacionados