Bem-vindo a DocuSign

Blog DocuSign

Inovação em serviços: veja como a tecnologia tem ajudado

Todo negócio busca aprimorar os seus processos operacionais e, em consequência, elevar os seus níveis de produtividade, bem como tornar-se mais competitivo no nicho de mercado em que atua. No contexto corporativo atual, apenas as empresas capazes de se diferenciar dos seus concorrentes têm condições de alcançar esses objetivos. Para tanto, é essencial que sejam feitos investimentos relativos à inovação em serviços.

Tendo isso em vista, vamos abordar os principais desafios que as empresas enfrentam para inovarem nos dias de hoje. Explicaremos o que é a inovação, em especial a voltada para serviços, a importância dessa prática e os seus principais tipos. Também apontaremos alguns dos percalços com os quais as empresas que não inovam se deparam e como a tecnologia pode contribuir para a inovação em serviços. Confira já!

O que é a inovação em serviços e qual sua importância?

Antes mesmo de definir a inovação em serviços e apontar a sua importância, é preciso entender o que é a inovação. Em termos gerais, trata-se da ação ou do efeito de inovar. Dessa maneira, a partir da modificação de um estado inicial — de um processo, objeto, comportamento etc. —, há a criação de uma reorganização, uma novidade, sempre voltada à aplicação de melhorias ao que foi inovado.

O conceito de inovação é bastante usado no universo corporativo. Nesse contexto, a ação de inovar representa a necessidade de buscar formas para otimizar o desempenho de uma empresa, tendo, portanto, uma função estratégica. Assim, a inovação empresarial demanda a criação de caminhos diferentes daqueles usados habitualmente para alcançar os objetivos traçados nos diferentes setores da companhia para melhorar ferramentas, processos ou serviços.

Nessa perspectiva, a inovação em serviços é uma prática que faz parte das estratégias utilizadas no âmbito da inovação empresarial. Conceitualmente, a inovação em serviço pode ser definida como o conjunto de ações elaboradas e implementadas com o objetivo de otimizar tanto o que a empresa oferece aos seus clientes quanto os processos desenvolvidos em seu interior para que a companhia possa desenvolver a sua atividade fim.

Essa prática tem importância crucial para todo o funcionamento de uma empresa, incidindo não apenas sobre a gestão da inovação, mas sobre a produtividade e a lucratividade do negócio. Isso porque a companhia que investe na inovação em serviços tende a se diferenciar positivamente de seus concorrentes, melhorar quantitativa e qualitativamente as operações da sua cadeia produtiva e, com isso, aumentar os seus ganhos financeiros reais.

Quais são os principais tipos de inovação?

Além da inovação em serviços, há outros tipos de inovação que são comumente implementadas no universo corporativo, entre os quais estão a inovação em processos, a inovação em mercado e a inovação organizacional. Na sequência, vamos abordar cada um deles.

Inovação em processos

Esse tipo de inovação diz respeito à elaboração de melhorias em um processo que articula estruturas, habilidades e tecnologias necessárias para produzir e entregar um produto ou serviço que é oferecido pela empresa. Alguns exemplos de aplicação da inovação em processos são o uso de novas técnicas ou equipamentos ao longo da cadeia produtiva e a modificação de procedimentos relativos às etapas de produção da companhia.

Inovação em mercado

Trata-se de uma modalidade de inovação em que a companhia que a implementa busca ampliar os seus horizontes de atuação para novos locais de operação (relativos a atividades de produção ou vendas), segmentos diversificados e diferentes perfis de público-alvo. Um exemplo de inovação de mercado seria a adaptação de estratégias de marketing e de processos de atendimento de clientes para aumentar o leque de consumidores.

Inovação organizacional

Esse formato de inovação refere-se à modificação dos métodos e das técnicas de negócio da companhia, os quais compreendem mudanças na organização das instalações, estruturação da equipe de colaboradores e relações mercadológicas da empresa. A operação empresarial baseada em uma gestão integrada e participativa, com a valorização das habilidades dos funcionários da companhia, é um exemplo de inovação organizacional.

Quais são os desafios das empresas que não apostam em inovação?

Uma das consequências mais significativas de uma empresa ignorar a inovação no universo corporativo é a perda de competitividade no seu ramo de atuação. Desse modo, um negócio que deixa de implementar estratégias inovadoras em seu funcionamento precisa lidar com as dificuldades de se manter ativo no mercado, de forma a buscar formas de reter os seus clientes e não perder espaço para os concorrentes.

Além disso, a própria eficiência operacional da empresa tende a ser comprometida se ela não investir em práticas de inovação. Isso porque a contínua evolução tecnológica que influencia o mercado exige que qualquer tipo de negócio invista em tecnologias que otimizem a sua produtividade, melhorem a sua estrutura organizacional e aprimorem a relação com os clientes. Sem isso, a companhia tem tudo para se tornar obsoleta.

Como a tecnologia pode contribuir para a inovação em serviços?

A depender do serviço que será otimizado na empresa, há diferentes recursos tecnológicos uteis para promover a inovação. Assim, se o objetivo é tornar o processamento ou a troca de informações internas e externas entre os diferentes setores do negócio, o Big Data  — tecnologia que possibilita o tratamento eficiente de grande volumes de dados  — consiste em uma ótima opção. Essa ferramenta também contribui para a tomada de decisões dos gestores.

Se o serviço a ser inovado está relacionado ao atendimento aos clientes da companhia, a tecnologia oferece diferentes alternativas. Com a automação empresarial, a empresa pode investir no uso de chatbot, um assistente virtual automático que utiliza a inteligência artificial para trocar mensagens com o consumidor. Outra opção é o omnichannel, recurso que possibilita que todos os canais de contato do cliente integrem-se a uma única central de atendimento.

A inovação em serviços também deve ser aplicada aos fluxos de tramitação de documentos e ao fechamento de negócios junto ao cliente. Dessa maneira, a assinatura eletrônica torna-se uma ferramenta indispensável na hora de celebrar contratos em ambiente digital, tornando o processo muito mais simples, organizado, rápido e cômodo, principalmente para o consumidor.

Inovar é uma ação crucial para que um negócio atinja e seja capaz de manter o sucesso. Nesse sentido, a inovação em serviços constitui uma prática obrigatória, já que esse tipo de inovação impacta positivamente a imagem da empresa, aumenta a sua produtividade e contribui de forma considerável para a satisfação dos seus clientes. Para que esse patamar seja alcançado, investir em tecnologia é pré-requisito.

Vamos utilizar a tecnologia para inovar os serviços de sua empresa? Entre em contato com a DocuSign e conheça recursos super eficientes!

1 Comentário

  1. Tecnologia sempre vem a calhar, não importa para quem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado

*