A tecnologia está evoluindo rapidamente e, por isso, o fluxo de informações também cresce de maneira expansiva. O problema é que muitas empresas sobrecarregam seus funcionários com tarefas cotidianas para controlar essa demanda de dados, de documentos e de assinaturas.

Porém, poderiam automatizar esses processos com ferramentas digitais, economizando gastos e, principalmente, tempo, para aplicar em coisas mais importantes para o negócio.   

Esses erros no processo tradicional geralmente tem um grande responsável que é o papel, ele atrasa entregas, pois pode ser danificado, extraviado, entre outros possíveis problemas recorrentes. Por isso, quando são substituídos por alternativas digitais, o processo se torna automatizado, com menos erros e mais rapidez para finalização de atividade cotidianas.

Um exemplo dessas ferramentas é a assinatura eletrônica, que é um dos produtos do DocuSign Agreement Cloud. A suíte de soluções ajuda empresas a modernizar inteiramente seus System of Agreement – o processo de como preparar, assinar, agir e gerenciar contratos.

Recentemente, a DocuSign publicou um estudo em parceria com a Forrester Consulting, Total Economic Impact™ (TEI), que mostrou os benefícios que a assinatura eletrônica trouxe para dois de seus clientes. Os resultados foram além do retorno sob o investimento (ROI), já que também abordou o quanto melhoraram os processos, automatizando-os e deixando mais rápidos com os produtos DocuSign.

Um dos benefícios inclusive foi o aumento da produtividade dos funcionários, com processos de documentação mais eficientes. Para entender melhor essa melhora, foi realizado uma quantificação dos erros durante um contrato ou processo de contratação, o qual chamamos de NIGO (“Not-in-good-order”).

Esses problemas causam atrasos ou até criam a necessidade de começar uma atividade do zero e isso resulta na perda da produtividade dos funcionários envolvidos.

Durante a pesquisa, a Forrester Consulting juntou os resultados dos dois clientes da DocuSign, e fez uma média deles, que resultou na criação da Laud Insurance, empresa fictícia, que representa esses números.

A taxa de NIGO melhorou em 73% na Laud Insurance, o que acarretou em mais produtividade dos funcionários.

Com a implementação da assinatura eletrônica da DocuSign, foi registrado uma redução no tempo de conclusão de um contrato de venda. Antes eram 9 dias para finalizar, mas com a melhoria em 73% na taxa de NIGO por causa da ferramenta digital, a empresa analisada leva apenas um dia para fechar um contrato.

Essa velocidade para finalização do processo melhorou a experiência do cliente e gerou 12,9% de retenção de clientes, que mudou de 85% para 96%.

Outro ponto que viabilizou a melhoria na interação com o cliente é a automatização de processos internos. Por exemplo, os executivos ganham mais autonomia quando precisam revisar, assinar e aprovar documentos, enquanto os administradores lidam com os outros aspectos administrativos do processo de contratação.

O  que antes levava 90 minutos para concluir o processo, com uma taxa de NIGO em 15%.  Já com a assinatura eletrônica, a finalização diminuiu para 36 minutos, com taxa de NIGO em 4%.

Ou seja, a taxa de NIGO reflete em todo o processo, desde o manuseio com os documentos, até o tempo e produtividade dos envolvidos.

Com a implementação da assinatura eletrônica da DocuSign, a empresa e conquistou os seguintes benefícios:

  • Experiência satisfatória dos clientes.
  • Melhorar a eficiência e a precisão dos processos de contratação.
  • Redução das perdas de receita de vendas.
  • Processo interno de contratação aprimorado.
  • Despesas operacionais reduzidas.

Conheça a pesquisa da Forrester Consulting e os outros benefícios quantitativos que a DoucSign proporcionou para seus dois clientes.

Tema mais dúvidas sobre a assinatura eletrônica e o DocuSign Agreement Cloud? Converse com a nossa equipe de vendas.

Você também pode testar a ferramenta digital da DocuSign por 30 dias grátis aqui.