Nossa série, “Women in Tech”, coloca os holofotes em funcionárias que trabalham com tecnologia. Aqui, elas nos contam os motivos pelos quais escolheram essa carreira, suas funções na DocuSign, quem são seus exemplos de vida e muito mais. Na DocuSign, nós acreditamos na próxima geração de líderes femininas na tecnologia e queremos ajudá-las a trilhar o melhor caminho. Nessa semana, sentamos com Casey Hillyer, nossa engenheira de produtos alocada em Seattle, para saber mais sobre sua carreira.

 Qual é sua atual função na DocuSign e o que você faz durante sua rotina?

Eu trabalho junto das equipes de engenharia, operações, suporte, produtos e vendas para garantir que as atividades de lançamentos sejam executadas conforme planejamos e os códigos sejam espalhados pelos diferentes ambientes seguindo procedimentos pré-estabelecidos. Minha função é checar o progresso e resolver qualquer conflito do sistema ou dos consumidores imediatamente.

O que seus filhos, amigos e família pensam que você faz?

Assim que eu começo a falar sobre o meu trabalho, a cabeça da minha família começa a divagar. Se eu perguntar, eles devem achar que eu organizo os lançamentos da DocuSign da mesma forma que eu organizo a vida deles em casa. Meus amigos sabem que eu trabalho em horários esquisitos e suspeitam que eu seja uma agente da CIA.

Quando você escolheu trabalhar em tecnologia e por quê?

Como cresci em Seattle e estudei negócios na Universidade de Washington, eu senti que a tecnologia me escolheu. As oportunidades que surgiram por onde eu passei foram fantásticas e eu fico muito feliz que meu início de carreira me preparou para trabalhar tanto com suporte quanto com QA (garantia de qualidade). Isso me deu um enorme embasamento, tanto técnico quanto teórico, que é indispensável na minha função atual. É engraçado: você não necessariamente escolhe quais oportunidades chegam a você, mas você pode ter total controle sobre como explorá-las da melhor forma. Eu sou muito grata pelas oportunidades que tive aqui na DocuSign e aproveitei minha caminhada por todas.

O que mais te anima em trabalhar na DocuSign e por quê?

É brega, mas é verdade: as pessoas aqui são fantásticas! A engenharia é um ambiente rápido, dinâmico e caótico onde nenhum dia é igual ao outro. Você deve estar disposto a usar suas habilidades de pensamento crítico constantemente para aliviar e resolver problemas que muitas vezes surgem simultaneamente. Sempre têm coisas a serem resolvidas e decisões a serem tomadas em situações nas quais pessoas que eu gosto e respeito dependem de mim.  Junte isso tudo ao fato de oferecermos uma oferta de produtos enorme para nossos clientes. Mesmo assim, eu não acho que vir trabalhar seja pesaroso – muito pelo contrário, inclusive.

Como uma mulher neste setor, você leva alguma pessoa como exemplo para sua carreira? Quem são eles(as) e por que você os(as) admira?

Tive sorte por ter trabalhado com vários grandes exemplos durante a minha carreira, tanto homens quanto mulheres. Meu “espírito animal” atualmente é Elena Cuneo, uma líder de engenharia excepcional que trabalha nos nossos escritórios em San Francisco. Ela tem uma abordagem prática e objetiva para construir softwares e fazê-los funcionarem, e ela é absurdamente esperta na hora de identificar e resolver alguns dos bugs mais complexos de nosso sistema. Quando você trabalha com ela, ela automaticamente te torna melhor.

Que conselho você daria para as mulheres que consideram fazer carreira na tecnologia?

O melhor conselho que recebi foi aquele “não cuspa no poço, você pode precisar beber dele”. Em outras palavras, é preciso evitar confusões pois a comunidade da tecnologia é pequena. Ao invés disso, aprofunde e expanda as relações que você já construiu, porque às vezes a pessoa que você menos imagina pode ser importante para você conseguir seu próximo emprego, por exemplo. Sério, falo por experiência própria. Além disso, confie no seu conhecimento e em suas habilidades, sempre aprenda e seja curioso. Saiba que lutar pelo que é certo por seus clientes, por si mesmo e por sua empresa exige iniciativa e esforço. Nem sempre é fácil, mas eu costumo ser mais satisfeita completando as tarefas difíceis do que as fáceis.

Quer seguir carreira em tecnologia na DocuSign? Fique de olho nas nossas vagas abertas!