Quando entrei na DocuSign em janeiro do ano passado, lembro de ter ficado incrivelmente impressionado com a plataforma SaaS (Software como Serviço) da empresa e o senso de propósito da equipe, com foco em impulsionar os negócios dos clientes e causar um impacto positivo em nossas comunidades.

Hoje, enquanto estou aqui no mercado de ações da Nasdaq, em Nova York, refletindo sobre aquele momento, percebo o quanto isso ainda é verdade. Nós nos importamos com as mesmas coisas, operamos da mesma maneira e estamos nos esforçando para sermos melhores sempre. Mas agora, a principal diferença é que somos uma empresa maior, criamos dinheiro em vez de consumi-lo e, há alguns minutos, nos tornamos uma empresa pública (Nasdaq: DOCU).

Estou muito orgulhoso do time da DocuSign nesse momento. E, ao contrário do contexto da nossa Oferta Pública Inicial (IPO) – a qual vejo como um começo, não uma linha de chegada –, eu quero falar um pouco sobre o que acontece a seguir.

Vivemos em um mundo completamente acelerado, onde a tecnologia permite que os negócios sejam feitos com agilidade, mais facilidade e a um custo menor do que nunca. Para se adaptar a essa mudança, muitas organizações realizaram projetos de Transformação Digital. O papel da DocuSign nessa realidade foi ajudar a digitalizar e automatizar os processos de contratações e acordos – algo que tem sido tradicionalmente impregnado por papel, impressão, fax, digitalização de documentos, envio por e-mail, correspondência e outras atividades manuais.

Foi um desafio tecnológico único. Ao lidar com essas oportunidades desde 2003, construímos um negócio com receita de mais de US$ 500 milhões no ano fiscal de 2018 (já mencionei o fluxo de caixa positivo?), mais de 370.000 clientes e centenas de milhões de usuários em mais de 180 países.

A razão para o sucesso e crescimento é simples: ao eliminar o papel e automatizar os processos, permitimos que nossos clientes reduzam o tempo de resposta para minutos, ao invés de dias, diminuam custos, eliminem erros e possibilitem uma experiência melhor e mais rápida para seus clientes, funcionários e parceiros. Em resumo, aceleramos os negócios e simplificamos a vida.

Nossa experiência como líder no mercado de Assinatura Eletrônica também nos proporcionou uma visão única de todo o ciclo de vida do contrato – o que é preciso para digitalizar, simplificar e otimizar tudo, desde a preparação e produção do documento, coleta de assinatura, execução e gerenciamento de contratos.

Chamamos isso de “System of Agreement”. Toda empresa já possui a sua, mesmo que não seja eficiente, integrada ou totalmente digital. Além disso, quase ninguém está pronto para lidar com as pressões do mundo acelerado de hoje, quanto mais no de amanhã. Então, para o futuro, pretendemos evoluir nossa base de assinatura eletrônica para um objetivo mais amplo: ajudar as organizações a modernizar e digitalizar seus processos.

Procure acelerar ainda mais a forma como os negócios são feitos, continue a simplificar o cotidiano e mostre a milhões de pessoas por que, nos momentos mais importantes do mundo dos negócios e da vida, #WeDocuSign.

Daqui para o futuro.

– Dan, CEO DocuSign.

(Visited 100 times, 1 visits today)