Na primeira quinzena de abril, a Superintendência de Seguros Privados (Susep), vinculada ao Ministério da Fazenda e responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguro, divulgou uma circular Nº 533 onde deixa claro a exigência de certificado digital no padrão de Chaves Públicas Brasileiras – ICP Brasil.

O que essa circular muda? É que, desde a data de divulgação no Diário Oficial da União, torna-se obrigatória o uso de assinaturas digital para os documentos de conteúdo decisório com circulação externa, para atos regulamentares dos mercados supervisionados e outros procedimentos que precisam de comprovação de autoria e integridade fora da Susep.

Renato Martini, diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), defendeu que o sistema eletrônico ao dispor do corretor de seguros traz mais segurança, legalidade nas transações e economia de tempo e recursos, além da possibilidade de auditar qualquer apólice. “É coletar informação para produzir inteligência.” Ou seja, é mais um passo importante rumo à revolução digital, particularmente na área de Seguros.

Vale lembrar que a DocYouSign é autorizada e apta a criar esse tipo de certificação no Brasil, estando em conformidade com a legislação brasileira – incluindo, mas não se limitando, à Medida Provisória 2.200-2, Código Civil Brasileiro, Resoluções do Comitê Gestor do ICP e Instruções Normativas do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) e que regulam a matéria.

Assim, ao adquirir nossos serviços, sua empresa não apenas irá se adequar às exigências do mercado, como também irá ganhar competitividade, agilidade e segurança – diferenciais fundamentais na hora de fechar bons negócios.

Já conhece nossos benefícios? Faça o teste de 30 dias gratuito e aproveite nossas funcionalidades.

(Visited 68 times, 1 visits today)

Tags