A transformação digital está presente nos aspectos da vida moderna. Seja no âmbito social, profissional ou familiar, está cada vez mais difícil fugir dos reflexos culturais e comportamentais trazidos pela tecnologia. Será que estamos mesmo prontos para lidar com essa constante mudança e acompanhar sua velocidade? Como as empresas devem se posicionar para ganhar espaço nesse novo cenário?

Para esclarecer as questões que se escondem nesse horizonte, é preciso, antes de mais nada, buscar informações e manter a mente aberta. Afinal, a transformação digital envolve uma imersão em um mundo totalmente novo, extremamente dinâmico e reservado às empresas top of mind. Nesse contexto, quem não se adapta fica para trás.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então se concentre na leitura para entender como sua empresa deve se preparar para se destacar nesse mundo repleto de transformações digitais!

Como o mundo digital influencia na vida moderna?

O pioneirismo sempre foi o caminho para o destaque e um forte fator competitivo no mundo corporativo. Quem assume os riscos do desconhecido (obviamente, de forma calculada) e sai na frente, torna-se não somente um inovador, mas uma referência. Imagine, por exemplo, os aplicativos de comunicação instantânea e as redes sociais, como o YouTube e o Facebook. Antes do seu surgimento, como pessoas separadas por grandes distâncias geográficas se comunicavam? Quais eram as chances de manter contato com a realidade, os acontecimentos e até pessoas de países distantes?

Os impactos do mundo digital na rotina e nos relacionamentos

As redes sociais permitem essa interação que ultrapassa fronteiras e independe de distâncias. Essa onipresença virtual mudou as características do relacionamento interpessoal e, consequentemente, revolucionou a maneira como as relações construídas na rede são vistas. Não fica difícil concluir que essas interações impactam — e muito — nos caminhos e nas decisões de todos que usufruem da rede mundial.

As mudanças provocadas pelo advento digital nas empresas

Além da profunda modificação na vida das pessoas, há também um potente impacto de mercado nessa inovação. Novas tecnologias tornaram modelos de negócios obsoletos rapidamente e levaram consigo grandes empresas, que sumiram do mapa do dia para a noite. Isso aconteceu em setores como as telecomunicações e a fotografia, por exemplo, com os telefones públicos e as revelações fotográficas tendo caído por terra com o advento de inovações como o smartphone e as câmeras digitais.

Cada vez mais, empresas de todo porte incorporam novas tecnologias, influenciando ou sendo influenciadas por outras em suas relações. A rotina da inovação também se expande pelo exemplo, modificando a forma de se enxergar uma empresa. No segmento B2B, ao lidar com processos e ambientes que têm implantada a cultura da inovação, a diferença no nível de assertividade e confiabilidade é notável, principalmente quando comparada a outros que ainda estão agarrados às velhas rotinas.

Entre esses 2 tipos de empresa, qual se tornaria uma referência de organização e eficiência? Negócios modernos despendem menos gastos operacionais em seus processos e, por isso, conseguem entregar serviços e produtos melhores e mais econômicos. É negociando com eles que os parceiros se sentem mais seguros. A lógica é simples: empresas e pessoas tendem a se espelhar nos melhores modelos que encontram, absorvendo deles uma influência positiva e transformadora.

Como a presença on-line participa do processo de transformação digital?

Em virtude dessa necessidade de aderir à inovação, as empresas precisam buscar o que de melhor está sendo praticado tanto em seu mercado como fora dele. Ter presença on-line é um ponto crucial na era digital. Se, há alguns anos, o vínculo corporativo com a internet era impensável, hoje é simplesmente inconcebível desfazer esse laço.

Os benefícios da presença on-line para as empresas

Com o acesso às ferramentas da era digital, os sites começaram a inundar a internet. E os grandes agentes responsáveis por impulsionar o surgimento desses espaços digitais foram:

  • A redução de custos;
  • A ampliação de fronteiras de atuação;
  • A disseminação de informações;
  • O aumento das capacidades tecnológicas.

A importância dos canais digitais para o relacionamento com clientes

Hoje, não basta ter um site ou um perfil nas redes sociais. É preciso disponibilizar canais de comunicação para que o público consiga efetivamente interagir com a marca. Mas atenção: isso não exclui a necessidade de se apresentar de forma adequada para seus clientes! São, portanto, partes importantíssimas do processo:

  • Estruturar bem suas vitrines digitais;
  • Facilitar o acesso mobile;
  • Entender como se comunicar com seu público-alvo.

Tudo isso deve ser feito sempre com foco na aproximação de empresas e clientes, aumentando sua identificação mútua, bem como os níveis de confiabilidade. A ausência desses blocos de contato causa um buraco no relacionamento com o cliente e, consequentemente, na competitividade perante o mercado. Já sua presença transmite acessibilidade, solidez, disponibilidade, responsabilidade e uma série de outras virtudes muito bem recebidas pelo público. Pode acreditar: sua audiência está sim conectada e, por isso, é essencial que você também esteja.

Os ambientes digitais: se não pode vencê-los, junte-se a eles

Você provavelmente já teve que dividir a atenção de alguém com uma tela de smartphone. E não adianta se aborrecer, porque não há nenhuma perspectiva de que isso mude tão cedo. Mas não se preocupe, porque não há nada de errado nesse cenário! O erro das empresas vai justamente na direção oposta, quando tentam disputar a atenção de seus leads nesse ambiente usando estratégias tradicionais de marketing.

Para onde seus clientes olham enquanto se distraem? Para as redes sociais disponíveis logo ali, no dispositivo em seu bolso. É aí que uma das oportunidades de se destacar está. Com isso em mente, ofereça algo atrativo, para que esses usuários se interessem e se mantenham conectados à sua marca.

Como se destacar em meio a um mercado competitivo?

Não competir com o que está ganhando espaço na mente do público é uma questão de inteligência e sobrevivência. O que se destaca no mundo da inovação precisa ser aplicado à realidade de um negócio que almeja crescer. Assim é com a presença on-line e com as inovações de forma geral.

O aumento de margens de lucro e volume de negócios com o digital

A transformação digital de um negócio ultrapassa a necessidade de se diferenciar somente por sua qualidade de atendimento. Ela traz a solução para alguns dos problemas mais característicos das empresas, pois as ações que proporciona transformam completamente relações e resultados. Quer um exemplo? Falemos da diminuição das margens de lucro. São 2 seus principais causadores:

  • O constante e natural aumento de custos, já que os insumos aumentam de preço;
  • A árdua concorrência, característica do livre mercado.

A saída? Correr atrás daquilo que buscam todos os gestores: aumentar vendas e minimizar custos de processos. E como a transformação digital pode apoiar essas mudanças? Avalie conosco o que ela faz:

  • Proporciona ganho de espaço no mercado e ajuda a maximizar resultados por meio da ampliação da base de clientes, agilizando o fechamento de negócios (quanto mais rápido um negócio se conclui, mais livre está a empresa para o próximo);
  • Permite buscar novos métodos de trabalho, capazes de enxugar rotinas, demandando menos mão de obra e melhorando margens de lucro em cada produto ou serviço oferecido.

A força competitiva das empresas inovadoras

Aí mora a importância do diferencial competitivo. Há quem equivocadamente pense que se diferenciar da concorrência é uma questão minoritária e, assim, tem importância secundária. Essas pessoas acreditam que é possível se manter estável no mercado sem se preocupar com a diferenciação, uma vez que todos têm seu lugar ao sol. Mas a realidade não é bem por aí.

O diferencial é tão importante quanto manter o equilíbrio financeiro da empresa. É baseado nele que seus clientes escolherão você em vez do seu concorrente. Aliás, essa questão envolve muito mais olhar para si do que observar o outro. Analise seus processos internos e sua capacidade de melhoria constante. A concorrência deve sim ser observada, mas para servir de exemplo de melhores práticas e modernização de negócio. O ideal, inclusive, é que o concorrente olhe para você e enxergue na sua empresa esses pontos, tendo sua marca como referência de qualidade, eficiência e eficácia.

Diferenciar-se em um mercado que diariamente equipara os fortes e distancia os fracos é uma luta constante. Lembre-se de que estar entre os fortes independe do seu tamanho, pois está muito mais relacionado à sua forma de atuação.

Como fazer da inovação a marca de uma empresa?

Atenção ao que acabamos de falar: ser observado pelo concorrente e servir de referência para ele é uma grande conquista. Tornar-se um modelo é possível quando você faz da inovação sua marca. E esse é apenas um entre seus diversos benefícios. Mas até que ponto inovar significa se destacar? Antes, dizia-se que a diferença entre as empresas era dada pelo atendimento, sobretudo quando os produtos e serviços se tornaram mais equiparáveis. Hoje, perceptivelmente, não é esse o ponto principal de destaque nas maiores referências atuais. Não que o atendimento deva ser desmerecido, mas ele apenas precisa ser enxergado como mais um fruto sustentado pela árvore da inovação.

A transformação digital inclui sua empresa em outra realidade e nos mais seus diversos aspectos. Ela tem 4 importantes pilares, todos eles com consequências diretas na impressão do cliente. Veja:

1. Gestão de processos de negócios

Transformados em tarefas modernizadas pela era digital, os mecanismos diários de execução das atividades agilizam a entrega de demandas e melhoram a elaboração dos produtos finais. Com isso, garantem a qualidade no atendimento a prazos, atendem aos requisitos de segurança e dão conta de outros critérios visíveis ao cliente.

2. Gestão de pessoas

A modernização digital minimiza o esforço das tarefas repetitivas, protege a equipe de erros e facilita seus controles. Na prática, pessoas com meios de gestão automatizados têm acesso a seus resultados operacionais, bem como a métodos de capacitação internos (como as universidades corporativas), aos registros de ponto e outras tarefas de praxe do RH e do departamento pessoal, tudo com muito mais facilidade e assertividade.

Com rotinas padronizadas e informatizadas, é natural que essas melhorias reflitam no atendimento ao cliente.

3. Gestão de valor

A qualidade da análise ganha contornos bem mais claros, tendo em vista que a modernização possibilita a realização de análises qualitativas mais objetivas, saindo do universo do feeling e da subjetividade para a assertividade baseada em fatos e dados.

Parar de embasar resultados em análises quantitativas dá à empresa a capacidade de focar na sua rentabilidade, na melhoria de seus serviços e em outros índices diretamente ligados à concepção de valor que o negócio tem e que transmite a todos com os seus stakeholders.

4. Gestão de tecnologia

Por fim, inserida no ambiente digital, presente nas mídias sociais e acessível por dispositivos móveis, a empresa está pronta para diversificar seus canais de atendimento e fortalecer sua marca.

Já no âmbito interno, é a gestão de tecnologia que dá as bases para que a organização consiga metrificar, alcançar e gerenciar seus resultados. Sistemas como ERPs, automação de processos e controle de estoque, por exemplo, são essenciais para a administração de todos os aspectos internos que buscam aprimorar os procedimentos já recorrentes da organização, facilitando a implantação de novos.

Por que buscar soluções na cloud computing?

Ciente da necessidade de fazer da inovação a sua marca, você precisa começar a buscar novas tecnologias, com as respostas exatas para sua empresa e seu modelo de negócio. E quando se fala em modernização, a cloud computing é citada como uma das últimas tendências de mercado. É, assim, mais que possível que ela esteja entre suas primeiras estratégias de inovação, trazendo consigo uma outra realidade para os parques tecnológicos das empresas de todos os tamanhos.

Estrutura física interna x cloud computing

Manter uma infraestrutura (muitas vezes cara e pesada) para atender às necessidades de TI da empresa é uma prática bem onerosa. Também por isso, a cloud computing vem ganhando tantos adeptos e se consolidando cada dia mais. A verdade é que não é nada barato (tampouco seguro) contar com uma estrutura física de servidores in loco, com profissionais responsáveis, resfriamento, atualizações de software e todas as outras necessidades que essa escolha traz.

Quando essa gestão é terceirizada, por meio da computação em nuvem, o provedor do serviço dispõe de uma série de recursos de segurança e backup que garantem a proteção dos dados, independentemente de qualquer imprevisto. Para uma empresa dispor de um nível de segurança equivalente, os custos são altíssimos, o que torna essa prática insustentável. Buscar soluções em nuvem é uma excelente maneira de transformar digitalmente a empresa e melhorar sua rentabilidade. E existem diversos tipos de serviço para isso, desde depósitos de arquivos até gestão financeira. Procure aquele que se encaixa melhor na realidade da sua empresa e dê início a essa revolução!

Quais as vantagens dos documentos eletrônicos?

Esse ponto ainda causa alguma estranheza nos mais próximos da forma antiga de se trabalhar, mas é inerente a essa imersão digital própria do mundo moderno. Se os negócios são fechados em meio eletrônico, como documentá-los? E quais são os benefícios? Não somente pela economia de tempo e agilidade na conclusão de transações, mas a implantação desses métodos pode ser benéfica também pelos seguintes motivos:

  • Redução de custos, já que documentos não são impressos em igual volume e há economia em papel, equipamentos e insumos de impressão;
  • Alinhamento com a crescente (e correta) mobilização pela sustentabilidade e postura ecologicamente amigável;
  • Possibilidade de enxugar seu quadro de funcionários, principalmente os envolvidos na logística de entrega desses documentos.

Percebeu que quanto mais tratamos sobre a transformação digital, mais facilmente conseguimos elencar benefícios? Ainda no campo das vantagens, retomando um pouco a questão da documentação dos negócios virtuais, há alguns pontos importantes a esclarecer:

  • O processo conta com validade jurídica, sendo reconhecido pela legislação vigente;
  • assinatura eletrônica tem poder para validar o fechamento do contrato da mesma forma que uma assinatura em documento impresso;
  • Há diversos recursos de segurança (como token, SMS, GPS e senha) que concedem um alto nível de tranquilidade a esse tipo de negócio, garantindo a segurança das transações.

Dessa forma, a localização do seu cliente e a natureza da prestação dos seus serviços não influenciam, por exemplo, em sua liberdade de atuação e na possibilidade de exploração de novos mercados. Para isso, você é amparado pela documentação eletrônica.

É possível negociar com segurança no meio virtual?

Agora que você já entende a importância da transformação digital para sua empresa e tem todas as ferramentas e os processos implementados, surge a dúvida: há realmente segurança na negociação virtual? É fato: ao mesmo tempo em que as fraudes on-line estão presentes, a cada dia cresce mais a segurança no fechamento de negócios virtuais. Hoje, há diversas formas de se precaver contra esse tipo de problema, buscando garantias e fechando brechas para possíveis prejuízos.

Com a assinatura eletrônica, a segurança nos negócios virtuais vem ganhando novas nuances, valendo-se inclusive de segurança jurídica. Esses negócios, uma vez amparados pela formalização legal e feitos dentro dos moldes esperados, garantem segurança superior aos fechamentos por assinatura física de documentos, processo que pode ter que lidar com diversos empecilhos, como:

  • Possibilidade de fraude;
  • Invalidação por rasura;
  • Esquecimento de assinatura de vias;
  • Riscos de danos por falhas no arquivamento;
  • Avarias causadas por intempéries climáticas.

Com as ferramentas disponíveis no mercado advindas da transformação digital, é possível minimizar todas essas ocorrências de maneira eficaz e transparente. Não é por acaso que o e-commerce é uma das formas de negócio mais expressivas do país. Seus investidores e os grandes players do mercado conhecem seu potencial e entendem que as tecnologias para manter os negócios funcionando demandam atualização constante.

Diversas ferramentas devem ser usadas para que todas essas nuances trabalhem em prol das metas da empresa. Portanto, é essencial entender mais dos recursos que estão disponíveis para esse fim.

Por que estabelecer um fluxo de trabalho digital?

Tocamos no ponto de melhoria de processos para alcançar o diferencial competitivo e também falamos sobre ganhar espaço na quantidade, ampliando sua fatia de mercado e seu índice de fechamento de negócios. Agora é hora de falarmos sobre a digitalização para a melhoria do fluxo do negócio. Nesse contexto, já podemos adiantar que uma das características mais importantes da transformação digital é a velocidade em relação ao fechamento de negócios. E essa agilidade se dá por diversos fatores:

  • As tarefas acontecem de forma fluida, sem intervenientes mais graves e sem demoras excessivas;
  • A documentação de todas as etapas da elaboração do produto ou do fluxo de seu serviço registra os passos dados e garante mais segurança ao processo;
  • A divisão de atividades por etapas permite que mais processos aconteçam simultaneamente, pois o controle sobre o fluxo de trabalho digital é muito maior;
  • O produto ou serviço chega às mãos do cliente em menos tempo, assim como contratos são fechados mais rapidamente que nas vias físicas e manuais;
  • O feedback chega de forma mais rápida, permitindo antecipar a avaliação do negócio e promover mudanças sempre que necessário, estabelecendo melhorias que não chegarão a afetar os próximos clientes;
  • O volume de negócios é favorecido, uma vez que fluxos de trabalho mais rápidos geram mais possibilidades de reiniciar o processo e aumentar a base de contratos e vendas.

As equipes também precisam vestir a camisa da inovação?

Além de todo o esforço por modernização, para que sua empresa esteja, de uma vez por todas, alinhada com o processo de transformação digital, precisa se preocupar também com a conscientização e o engajamento do seu corpo de colaboradores. O esforço coletivo é essencial para que tudo aconteça da melhor maneira possível. Pense bem: pouco adianta realizar horas de treinamento e gastar dinheiro em investimentos se nem todos aderirem às novas práticas.

A vontade de voltar aos velhos costumes, que é recorrente, pode atrasar o aparecimento de resultados sólidos. Por isso, é fundamental trabalhar internamente para desfazer possíveis mitos e inseguranças a respeito da atualização tecnológica, garantindo que todos os colaboradores conheçam a importância de estar em sintonia com as mudanças trazidas pela transformação digital à empresa. Com o melhor desempenho causado pela tecnologia, o mais provável é que eventuais sobrecargas de trabalho sejam reduzidas, o que também é muito positivo para todos. Então trabalhe sempre para envolvê-los e engajar cada um, podendo contar com grandes parceiros nesse processo!

Como dar continuidade à transformação digital e fazer dela uma constante?

Agora que já falamos bastante sobre a transformação digital, precisamos salientar um ponto essencial: o dinamismo da tecnologia. Por mais que você já tenha investido em tecnologia e modernização no passado, deve ter sempre em mente que esse investimento precisa ser constante. Afinal, as tecnologias evoluem muito rápido e sua empresa deve acompanhar o ritmo para não ficar para trás.

Habitue seus funcionários, agora engajados na atualização tecnológica, a terem um olhar crítico sobre cada atividade realizada, sempre comparando novas possibilidades de atuação para sugerir mudanças positivas. Além de fazer com que seus colaboradores estejam sempre a par das últimas tecnologias, você pode escolher quais se encaixam melhor na rotina da empresa, personalizando as inserções e, consequentemente, cortando gastos. É isso mesmo: é mais econômico realizar essas atualizações de forma constante que periodicamente!

Pronto para dar o pontapé inicial em seu processo de transformação digital? Que tal, antes, compartilhar este conteúdo em suas redes sociais e disseminar a importância da atualização tecnológica para todos os empreendedores que conhece?

(Visited 534 times, 1 visits today)

Tags