Rubens Benini aposta na restauração das matas nativas como ponto de partida

dificuldades enfrentadas para desacelerar o desmatamento

Este blog post faz parte de uma série de posts da campanha Agentes de Transformação

No sentido primordial, o verbo “transformar” indica mudar a feição, caracterizando uma nova fase. No entanto, se expandirmos o termo, pode significar também passar de uma condição a outra, mesmo que a meta já tenha sido a realidade de outros tempos. Portanto restaurar também é transformar. E, muitas vezes, essa tarefa é ainda mais complicada do que começar do zero.

O engenheiro florestal Rubens Benini, líder da estratégia de restauração de florestas da organização ambiental The Nature Conservancy (TNC), defende uma causa vista com simpatia pela maioria esmagadora das pessoas, mas, em um país de dimensões continentais como o Brasil, a dificuldade de convergir forças torna a luta inglória. Acreditar e partir para a ação ajudou a colocar a transformação em curso.

Rubens é um dos personagens do documentário “Agentes de Transformação”, que apresenta relatos de pessoas que conseguiram sincronizar criatividade e empreendedorismo com os atalhos proporcionados pelas plataformas tecnológicas, produzindo avanços em diversas áreas de trabalho.

Em outros tempos, Rubens não esperava se deparar com um cenário de florestas tão ameaçadas e escassez de combustíveis fósseis e outras fontes de energia. Ou seja, território fértil para pandemias — segundo ele.

Transformar a agenda ambiental

Em sua infância em Sinop/MT, região de transição entre o Pantanal e a Floresta Amazônica, Rubens vivia em meio à mentalidade predatória. “O discurso de todos girava sempre em torno de derrubar, extrair e ocupar, sem qualquer responsabilidade ambiental” — relembra. Mesmo não existindo uma agenda ambiental na época, o instinto de preservação já se ativava no futuro engenheiro. Desta consciência, nasceu a paixão pela mata nativa e o desejo de recuperar áreas degradadas na América Latina.

Para ajudar a empreender a mudança que deseja para o mundo, Rubens teve que sair de sua área de conforto e se reinventar profissionalmente. Nessa transição, a fé nos ideais foi o motor da transformação. 

Descubra como Rubens Benini e outros transformadores partiram da ideia para a ação no filme “Agentes de Transformação”: 

Impulsione a produtividade da sua equipe e acelere os seus fluxos de trabalho otimizando os processos que envolvem contratos. Fale com um de nossos especialistas e confira como a assinatura eletrônica e outras soluções da DocuSign conseguem se integrar às ferramentas que você já usa, reduzir o uso de papel, cortar custos, atenuar riscos e acelerar as suas negociações.   

 

Publicados
Temas relacionados