Tanto na esfera pessoal como no âmbito corporativo, é simplesmente impossível ignorar a importância da discussão sobre a sustentabilidade hoje em dia. No caso das empresas, a cobrança por parte da sociedade e dos clientes só aumenta, reivindicando a adoção de uma postura mais ativa em relação à responsabilidade ambiental.

O que as organizações precisam entender de uma vez por todas é que pensar de forma mais verde, incorporando valores de respeito ao meio ambiente em sua cultura, representa uma excelente oportunidade de crescimento! Afinal de contas, o negócio recebe em troca uma série de vantagens, que vão do reforço da sua imagem à redução de custos.

É possível perceber, assim, que ser sustentável também pode ser considerado um artifício para ajudar a empresa a alcançar sucesso e competitividade. Aliás, sabia que diversas grandes corporações se tornaram referência no quesito responsabilidade social?

No entanto, por mais que muitos negócios já tenham incorporado hábitos para economizar recursos essenciais, como energia elétrica e água, é possível ir além.

A essa altura, você deve estar aí se perguntando: mas como exatamente ir além do óbvio, empreendendo essa mudança de valores dentro da empresa para se diferenciar no mercado? Pois conheça agora mesmo 9 ações de responsabilidade ambiental para colocar em prática no seu negócio o quanto antes!

1. Acompanhe a emissão de carbono

Neutralizar as emissões de carbono produzidas pelas operações das empresas: essa é uma demanda cada vez mais real. A boa notícia é que, com a ajuda de softwares especializados, hoje é relativamente fácil calcular a pegada ambiental de uma organização, descobrindo a quantidade de árvores que precisa ser plantada para compensar o lançamento de gases maléficos na atmosfera.

Referência no mercado de papel e celulose, a Suzano elaborou um plano para neutralizar aquelas emissões de gases causadoras do efeito estufa. Na prática, a organização já conseguiu reduzir em 67% a geração dessas toxinas.

2. Incorpore uma rotina paperless

É fato: a tecnologia oferece uma série de facilidades para a vida corporativa. Disso você já sabe, certo? Mas será que sabe também que uma dessas facilidades envolve a possibilidade de compartilhar e armazenar documentos on-line sem que eles precisem ser impressos?

Proporcionando muito mais praticidade, agilidade nos processos e economia de recursos (como papel, tinta, espaço e energia), a cloud computing já é amplamente adotada em diversas empresas ao redor do mundo. E seu sucesso é simplesmente inquestionável.

Ao menos teoricamente, contudo, um aspecto que impediria as empresas de serem paperless (operando totalmente sem papel) seria a necessidade de imprimir e armazenar documentos assinados. Mas isso já não é uma questão hoje em dia! Afinal, a tecnologia das assinaturas eletrônicas permite que negócios ganhem produtividade máxima sem os custos do papel.

3. Considere todo o ciclo do produto

Se você parar para pensar por um minuto sequer, verá que a produção de bens envolve não apenas muitos custos como também o esgotamento de recursos naturais.

Para ser ambientalmente mais responsável, o ideal é, assim, buscar formas de manter o pensamento verde desde o momento da compra de insumos até sua venda e respectiva distribuição. A logística reversa é um exemplo de uma boa prática sustentável, pois lida com o descarte ecologicamente correto de embalagens e outros componentes.

A Unilever, por exemplo, uma das maiores produtoras de bens de consumo do mundo, criou o Plano de vida sustentável, que almeja, entre outros objetivos, reduzir pela metade todo o impacto ambiental da empresa até 2030. Para isso, tem investido em ações para repensar suas embalagens, o número de veículos usados na distribuição e até a composição de seus produtos.

4. Flexibilize o regime de trabalho

Se você ainda não percebeu, saiba: as empresas modernas estão priorizando novos valores, como inovação e satisfação da equipe, para ter mais produtividade e bons resultados. Nesse cenário, por que se apegar às rotinas tradicionais de trabalho?

Com esse pensamento, você pode oferecer a possibilidade de home office para os colaboradores e, no caso de reuniões, optar por sistemas de teleconferência. Acredite: só essas mudanças já proporcionam uma boa economia de recursos ao escritório, ainda reduzindo o trânsito nas ruas e, consequentemente, as emissões de carbono.

5. Aperfeiçoe em vez de substituir

Estamos acostumados a substituir equipamentos por novos assim que eles apresentam algum sinal de defeito, certo? O detalhe é que maximizar o tempo de vida das máquinas no escritório é uma maneira de minimizar o lixo eletrônico e, ainda, de poupar dinheiro. Na próxima oportunidade, assim, avalie a possibilidade de consertar ou fazer upgrades nos aparelhos da empresa em vez de descartá-los!

6. Faça escolhas conscientes

Pegando um gancho com o tópico anterior, uma boa ideia é, sempre que necessário, substituir os móveis ou materiais do escritório de modo sustentável. Nesse sentido, dê preferência a peças feitas com matéria-prima reciclada ou até mesmo adote itens usados, como os mobiliários vintage. Essa é uma forma bastante inovadora de reciclar.

Starbucks, por exemplo, maior rede de cafeterias do mundo, já coloca essa iniciativa em prática ao procurar construir lojas mais sustentáveis com o uso de materiais reciclados e devidamente certificados. Simples e eficiente!

7. Estimule o uso de transportes alternativos

Uma empresa que pensa ecologicamente encoraja o uso do transporte público, de bicicletas e até mesmo de caminhadas para ir e vir do escritório. O problema é que não é assim tão fácil convencer aqueles funcionários que não querem abrir mão do conforto do carro. Mas aí surge o sistema de carona solidária a fim de maximizar a utilização dos veículos!

Seguindo essa tendência, muitas empresas escolheram inclusive lançar mão de carros alugados para serem compartilhados entre os funcionários, com um software ajudando na gestão das reservas e na disponibilidade dos veículos.

8. Adote a responsabilidade ambiental como valor

Economizar energia, eliminar copos de plástico e reciclar materiais não é suficiente. Encoraje seus funcionários a abraçarem uma nova visão! Para isso, crie metas coletivas de sustentabilidade, mensure resultados e celebre cada conquista da equipe. Mostre que essa mudança de pensamento deve ser levada a sério, pois faz parte dos valores da empresa.

A Natura, uma das maiores produtoras brasileiras de cosméticos, é pioneira no desenvolvimento de projetos sustentáveis, tendo incorporado a responsabilidade ambiental em seu DNA. Por conta disso, o negócio recebeu em 2015 o prêmio Campeões da Terra na categoria visão empresarial, dado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

9. Forme boas parcerias

As parcerias firmadas e os fornecedores contratados pela empresa contribuem para compor sua imagem diante do público. Portanto, antes de estabelecer essas associações, é preciso pesquisar bastante. A partir de agora, o processo de escolha de parceiros da sua empresa deve ser mais rigoroso, levando em conta seus padrões de sustentabilidade.

Ao buscar fornecedores, procure saber se eles se movimentam rumo à responsabilidade ambiental, seja usando materiais atóxicos ou adotando processos menos poluentes. Sabia que a gigante Walmartconseguiu persuadir seus principais fornecedores (como a Johnson & Johnson) a rever seus processos e adotar práticas mais sustentáveis?

Ao seguir essas dicas, sua empresa conseguirá não apenas economizar, mas também imprimir uma imagem muito mais positiva e consciente diante de seus clientes e do mercado! Assim, agregará mais valor e competitividade ao negócio.

Agora que você já está pronto para apostar na responsabilidade ambiental como estratégia, que tal compartilhar nossas dicas em suas redes sociais? Ajude seus amigos e colegas a serem mais sustentáveis também!

(Visited 11 times, 1 visits today)