Como fazer um recrutamento online e quais as vantagens?

recrutamento online

Anúncio de vagas no jornal, recebimento de pilhas de currículos, dificuldade para fazer o primeiro filtro de CVs, semanas perdidas com dinâmicas de grupo, testes e entrevistas intermináveis para, ao final, o aprovado ficar menos de 1 ano na empresa e forçar o reinício de todo esse longo e custoso processo de seleção. Ainda bem que hoje é possível fazer recrutamento online.

Essa rotina descrita era parte integrante dos esforços operacionais de RH no mundo todo até meados de 2000. Custava caro e era ineficiente, haja vista que, por melhor e mais numerosa que fosse a equipe de psicólogos, analistas de seleção e gestores de RH, há variáveis no comportamento dos candidatos (e em suas competências) que escapam aos olhos humanos.

Nos dias de hoje, em uma era marcada por tecnologias como computação cognitiva, Internet das Coisas, Big Data e realidade virtual, não faz mais sentido continuar perdendo tempo e dinheiro com processos de RH ineficientes. Vamos entender como o recrutamento online pode mudar a cara de sua empresa?

Os custos da má contratação

Recrutamento e seleção são alguns dos mais difíceis processos de uma empresa. A simples análise de currículo + entrevista não é suficiente para abraçar a infinidade de variáveis que devem ser meticulosamente estudadas em cada candidato para concluir quem é o mais adequado ao cargo em aberto.

O problema é que um erro de “intuição” acarreta pesados custos diretos/indiretos à organização, como indenizações trabalhistas, custo com divulgação de vagas em veículos de comunicação/sites especializados, mais trabalho da equipe interna para formular novos processos de seleção, contratação de consultorias, entrevistas etc.

Não recorrer ao recrutamento online custa caro às empresas. Segundo o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos, o preço de uma má contratação chega a 30% dos rendimentos que o empregado receberia no 1º ano. Já no Brasil, país cujo custo de contratação ultrapassa os 100% do valor do salário, um erro pode custar 3 vezes o valor dos rendimentos do colaborador.

Como funciona o recrutamento online?

Com as modernas soluções de Big Data a serviço da Gestão de Pessoas, já não são poucas as empresas que trocaram o alto custo das consultorias externas pelo recrutamento 100% digital (feito dentro da própria companhia), a maioria, colhendo resultados extremamente satisfatórios.

A admissão online se inicia na fase de captação de talentos, mineração que pode ser feita em tempo real por algoritmos que cruzam milhões de dados em redes sociais (como LinkedIn), sites de recolocação profissional, bem como no banco de dados do próprio RH da empresa.

Os candidatos recrutados são contactados eletronicamente e, em datas agendadas por robôs, submetidos a uma bateria de testes online. Todas as avaliações são elaboradas por soluções de análise de dados e computação cognitiva, capazes de criar desafios e proposições sob medida para cada cargo, no ritmo das exigências da vaga.

Considerando que quase todos os rastros dos seres humanos passam hoje por via computacional, não é difícil para sistemas com alto poder de processamento coletar um universo de dados psicológicos, profissionais e comportamentais de cada candidato, cruzando mais de 10 mil dados com todas as variáveis ligadas ao perfil do cargo em aberto.

O resultado desse RH automatizado são contratações mais precisas, aumento de produtividade, derrubada dos custos de recrutamento/seleção e, é claro, muito mais competitividade no mercado.

Como funciona o processo de recrutamento online e sua respectiva seleção?

As novas formas de aquisição de soluções de TI, como Software como Serviço (em que o cliente adquire recursos tecnológicos que rodam em servidores externos, pagando apenas pela assinatura do serviço, sem a necessidade de gastar rios de dinheiro em infraestrutura), deram — até mesmo às PMEs — acesso a tecnologias que antes eram reservadas apenas aos gigantes do mundo corporativo.

Com isso, tornou-se acessível a empresas de todos os portes a implementação de soluções de análise de dados, que se integram aos sistemas de gestão existentes na empresa, capturando dados de fontes internas e internas para processamento e entrega de diagnósticos exatos às necessidades corporativas.

O processo de captação e análise costuma ser feito em etapas. Após a busca de perfis em plataformas diversas, um assistente virtual pode ser colocado à disposição dos candidatos para sanar dúvidas sobre o processo seletivo ou sobre a empresa.

Em seguida, diversas avaliações podem ser agendadas, iniciando pelos testes técnicos (competências) e passando por análises que avaliam as inclinações psicológicas e comportamentais do profissional (como inteligência emocional, resiliência, capacidade para trabalhar em equipe, proatividade, criatividade etc.).

Por fim, uma entrevista por videoconferência pode ser agendada, especialmente no caso dos gestores que querem guardar algum nível de avaliação “orgânica” em seu processo de recrutamento e seleção. Tudo isso sem perder tempo e maximizando as chances de colocar a pessoa certa no posto certo.

Quais as vantagens de fazer recrutamento online?

São muitos os benefícios de adotar um recrutamento 100% digital, alguns dos quais já citamos aqui. Mas para além do que foi descrito, um RH digital na captura de talentos promove várias vantagens.

Agilidade

Um estudo feito há alguns anos pela Universidade de São Paulo (USP) mostrou, por meio de uma pesquisa de campo na área da saúde, o quanto os processos seletivos minam a energia das organizações.

Para um processo admissional feito no Hospital Universitário da instituição mencionada (visando ao preenchimento de 10 vagas), todo o procedimento consumiu 14.509,2 minutos (quase 242 horas), distribuídos da seguinte forma:

  • seleção: 52,33% (126 horas);
  • planejamento: 19,57% (47 horas);
  • treinamento admissional: 15,37% (37 horas);
  • contratação: 7,79% (19 horas);
  • recrutamento: 4,93% (12 horas).

Um processo como esse, se contasse com auxílio de ferramentas digitais, não consumiria nem 20% de todo esse tempo perdido.

Menor custo

O custo de contratação de uma consultoria de RH externa é bastante elevado. Por outro lado, fazer todo o processo in company também é muitas vezes inviável, especialmente pelo desvio temporário de mão de obra. Além disso, toda a logística de anúncios, contratação/manutenção de psicólogos e treinamento admissional subtrai recursos valiosos da empresa.

Toda essa dinâmica pode ser enxugada quando um único sistema é capaz de passar por todas as etapas da prospecção, avaliação e treinamento inicial. Com muito mais rapidez e apenas o custo de assinatura do software. Isso é recrutamento online.

Além disso é possível automatizar toda a parte de assinatura de documentos com um sistema de assinatura eletrônica, desde a carta oferta até templates para convênio médico. É possível inclusive conectar com sistemas que você já usa na sua empresa, deixando todo o fluxo online e permitindo que o candidato assine eletronicamente via celular de onde ele estiver. Eliminando a burocracia e os custos do papel físico.

Maior poder de alcance de talentos

Em uma era de computação em nuvem, em que a assinatura eletrônica se tornou fundamental e em que o papel começa a entrar em extinção em muitas organizações, o trabalho remoto não é uma tendência, e sim uma certeza para o crescimento corporativo.

Se sua empresa pode trabalhar com colaboradores espalhados por diversas áreas geográficas, abre-se a possibilidade de ter como parceiros os melhores talentos do Brasil e do mundo, não se limitando mais à força de trabalho de sua cidade. Para isso, entretanto, recrutamento online é imprescindível.

Maior motivação ao futuro funcionário

A área de Gestão de Pessoas é abundante em estudos acadêmicos que mostram que apenas a remuneração não é suficiente para manter um talento na empresa. A aclamada “Teoria dos Dois Fatores” de Herzberg, por exemplo, entende que a motivação dos profissionais é resultado de dois fatores:

  • Fatores higiênicos — também chamados de fatores “extrínsecos”, referem-se a tudo o que circunda o ambiente de trabalho, como relacionamento com os colegas, salário e benefícios. Apenas evita a insatisfação;
  • Fatores motivacionais — também chamados de fatores “intrínsecos”, referem-se ao “núcleo” do trabalho (variáveis ligadas à autoestima profissional), como desafio das atribuições, reconhecimento e oportunidades de crescimento. Contribui para a satisfação.

O recrutamento online e sua seleção por via computacional oferecem uma ampla gama de recursos para que o candidato possa conhecer mais a empresa e se motivar com os desafios do novo emprego, sendo o principal deles, simulações do ambiente laboral em aplicações de realidade virtual.

Ter um RH digital na era da Revolução 4.0 é elementar para que o administrativo atue alinhado ao setor produtivo — também digital. Entretanto, é preciso lembrar que o passo inicial para essa transformação profunda é dispor de uma Gestão de Pessoas paperless, o que depende da implementação de uma solução de assinatura eletrônica.

É somente após esse processo de digitalização que a empresa estará pronta para utilizar o máximo das potencialidades de soluções como Big Data e Internet das Coisas no RH.

Comece hoje a levar sua empresa à era dos negócios digitais: teste gratuitamente, por 30 dias, a solução de assinatura eletrônica usada por mais de 200 milhões de usuários ao redor do mundo e dê o primeiro passo para adotar recrutamento online na empresa!

Publicados