Em meio a escândalos internacionais, como o Panama Papers, surgimento de coletivos internacionais de hackers, como o Anonymous, e sites especializados em vazar documentos importantes, como o Wikileaks, é normal que qualquer pessoa que tenha acesso à internet tenha medo de ter seus dados e segredos jogados na rede. E uma vez vazados, não tem mais volta. Então, como garantir a segurança dos dados e deixar os usuários mais tranquilos? A boa notícia é que existem várias maneiras certificadas de manter o sigilo das informações.

Investir em TI é o primeiro passo. Bons profissionais são essenciais para tomar as decisões certas acerca das medidas de segurança a serem admitidas. Ter uma rede segura – pensando além da segurança padronizada – é o começo do processo de oferecer bons serviços. Quando se lida com dados pessoais, todo cuidado é importante. Buscar softwares que intensifiquem a proteção deve ser prioridade. Das informações sobre vendas, valores e estoque, clientes e administração da empresa, todas devem receber tratamento sigiloso.

No entanto, não são apenas os dados cadastrados na empresa que devem ser protegidos. Transações também devem receber o mesmo cuidado, até mesmo para que não sofram alterações que venham modificar toda a estrutura já existente. O serviço de assinatura eletrônica oferecida pela DocYouSign, por exemplo, é seguro, rápido, fácil de usar e transparente, permitindo total monitoramento das etapas que fazem parte do processo de assinatura de contratos, seu acesso a eles e eventuais alterações. Através da Gestão de Transações Digitais (Digital Transaction Management, DTM), padrão internacional de segurança estabelecido pela empresa, os usuários podem usufruir de avançadas tecnologias de autenticação, com criptografia de nível bancário e que vai de acordo com as normas técnicas nacionais e exigências dos Estados Unidos e União Europeia.

Outra medida importante para proteger os dados é restringir quem pode acessá-los. Implantar diferentes senhas de segurança com diferentes permissões de acesso para os funcionários também ajuda a evitar o vazamento indevido de informações. A intenção é dificultar ao máximo a possibilidade de chegar aos dados para quem não deveria ter acesso a eles. Da mesma forma, também é importante que seja simples conceder e revogar essa permissão, pois em caso de emergência pode ser necessário usar o recurso com urgência.

Por fim, é importante entender que esta proteção não é um evento único e sim um processo que precisa de constantes manutenções e investimentos. Com a atualização dos malwares, como spywares e ransonwares, é fundamental dar continuidade às modernizações das tecnologias dentro da empresa. A proteção de dados é primordial para o bom funcionamento e sucesso nos negócios.

(Visited 93 times, 1 visits today)