O cloud computing já faz parte da rotina de várias empresas. Muitos gestores optam por um sistema na nuvem para otimizar rotinas e melhorar a prestação de serviços do negócio. Assim, com a empresa mais competitiva, é possível atingir novos mercados e obter receitas maiores.

Nos próximos anos, muitas empresas devem migrar as suas operações para a nuvem. Seja em busca de processos mais flexíveis, maior escalabilidade operacional ou capacidade de responder às demandas do mercado, negócios terão a nuvem como o ponto principal de suas operações. Quer saber os motivos? Então veja a nossa lista abaixo!

1. Cloud computing proporciona redução de custos operacionais

Em tempos de crise, reduzir custos operacionais é fundamental para manter um negócio com alto nível de competitividade. Em pequenas empresas, especificamente, possuir uma cadeia operacional com baixo nível de desperdícios é crítico, uma vez que essas empresas possuem um orçamento enxuto. Nesse cenário, um sistema na nuvem pode ser visto como uma alternativa para empreendimentos que pretendem otimizar as suas rotinas.

O custo de licenciamento de software e plataformas de processamento de dados, por exemplo, torna-se mais preciso e, a longo prazo, menor. Empresas que trabalham com modelos como o Software as a Service pagam apenas pela quantidade de usuários que existem em um sistema. Dessa forma, o gasto com licenças que não estão sendo utilizadas é eliminado, aumentando o ROI proporcionado por esse tipo de investimento.

2. A nuvem possui mais disponibilidade

Uma boa solução de TI não é apenas a que possui boa performance, mas também a que apresenta um alto nível de disponibilidade. Nesse cenário, as ferramentas de cloud computing se destacam por utilizarem técnicas que garantem o acesso a dados sempre que for necessário, bastando apenas uma conexão com a web de qualidade.

Empresas que possuem serviços que demandam o deslocamento de profissionais ou o acesso a documentos fora do local de trabalho, por exemplo, podem se beneficiar dessa característica. Com o auxílio da nuvem, a visualização de documentos online ocorrerá em smartphones, tablets e qualquer outro aparelho com uma conexão com a internet, tornando serviços e processos de tomada de decisão mais eficazes e precisos.

3. Sistemas na nuvem dão mobilidade

Os últimos anos foram marcados pela popularização das conexões mobile de alta velocidade e dos smartphones. Eles tornaram a rotina de profissionais mais flexíveis e aumentaram a capacidade de empreendimentos atenderem às demandas do mercado. Além disso, com o auxílio da computação na nuvem, foi possível implementar políticas como as de home office com maior segurança e performance.

Nesse sentido, a nuvem pode ser utilizada para a flexibilização de vários processos. O acesso a dados, como já citado anteriormente, torna-se mais simples com a sincronização de arquivos com um serviço de cloud storage. Será possível editar e visualizar documentos internos em qualquer local com uma conexão web.

Da mesma forma, profissionais que trabalham em regimes de home office podem melhorar a sua performance sem comprometer a segurança do empreendimento. Eles poderão trabalhar com os mesmos sistemas que utilizam no local de trabalho, sem precisar instalar softwares ou aplicativos adicionais em suas máquinas pessoas. Assim, o risco de informações corporativas ficarem armazenadas em dispositivos que não são controlados pelo departamento de TI é reduzido.

4. A gestão de TI se torna mais simples

Processos de instalação, gestão e atualização de sistemas corporativos podem ter um grande custo operacional para o negócio. Em grandes empresas, por exemplo, a migração para um novo sistema ou a mudança de versão pode demorar meses. Gestores de TI precisam lidar com processos de homologação, treinamento e suporte a usuários, o que acaba aumentando os prazos para instalação completa da solução de TI que será implementada.

Com o uso de um sistema na nuvem, grande parte desses problemas são eliminados. A atualização de um sistema pode ser distribuída com maior agilidade, uma vez que os sistemas não são executados localmente. Da mesma forma, o tempo necessário para a adaptação de funcionários a nova plataforma será menor, uma vez que as novas funções podem ser implementadas gradativamente.

5. Sistemas na nuvem são mais flexíveis

Os serviços que são executados em ambientes de computação na nuvem são conhecidos por possuírem mais flexibilidade. Empresas podem adotar soluções personalizadas de acordo com a sua necessidade, tornando os seus processos internos mais eficientes e com maior confiabilidade. Além disso, é possível integrar ferramentas, permitindo a troca de dados entre softwares diversos.

Uma solução de cloud storage, por exemplo, pode ser contratada de acordo com o número de usuários e dados que precisam ser armazenados na nuvem. De acordo com a quantidade de documentos que o empreendimento possuir e o seu valor agregado, o gestor de TI pode escolher uma ferramenta com opções de segurança mais complexas ou maior controle de acesso a dados. Além disso, a quantidade de recursos contratados pode ser modificada sempre que for necessário.

Já os modelos de negócio se adaptam às necessidades dos seus usuários. Em geral, serviços de computação na nuvem cobra apenas pelos recursos utilizados. Com isso, a empresa passa a ter um custo de manutenção de software mais preciso, eliminando gastos com a manutenção de serviços que não são utilizados.

6. A nuvem é segura

Virus e técnicas de hacking ganharam complexidade ao longo dos últimos anos com o aumento da presença da tecnologia no ambiente corporativo. O roubo de dados é um problema frequente em vários empreendimentos e, diante disso, é fundamental que empresas consigam implementar soluções capazes de garantir a possibilidade dos profissionais trocarem dados em segurança. Nesse sentido, a computação na nuvem se destaca por permitir o uso de soluções completas com alta confiabilidade.

Sistemas de gestão integrada e cloud storage, por exemplo, utilizam conexões HTPPS e outros mecanismos de segurança para garantir que todos os dados trocados entre o dispositivo do usuário e os servidores do serviço estarão protegidos contra acesso não autorizado. E com o uso de políticas de backup e controle de acesso, plataformas na nuvem podem eliminar tentativas de invasão de data centers com maior precisão. Além disso, funções como a autenticação de dois passos e alertas de login auxiliam o usuário a verificar se a sua conta foi comprometida.

E ai, gostou da nossa lista e quer saber mais sobre computação na nuvem e gestão de documentos digitais? Então baixe agora mesmo o nosso material gratuito e entenda de uma vez por todas, como a computação na nuvem vem revolucionando o mercado!

(Visited 764 times, 1 visits today)