Os consumidores estão mais exigentes, o mercado demanda que sua empresa faça parte da Transformação Digital e a tecnologia avança cada vez mais rápido. Muita coisa boa aconteceu, uma delas é o amplo uso de ferramentas digitais, que ajudam a deixar mais rápido e eficiente os processos internos.

Ao se apropriar de novas tecnologias, é possível automatizar tarefas corriqueiras e ganhar tempo para focar no que realmente importa, assim, a empresa pode alcançar mais autonomia e produtividade para aplicar na inteligência da gestão.

Com isso, funções como gerir o negócio também se transformaram. Antes, esses profissionais eram focados em processos e ferramentas mais analógicas e, hoje, se dedicam a equipe, aprendizado e estratégias para alavancar as vendas e a produção.

Para a roda da empresa girar, a engrenagem tem que funcionar muito bem, e a ferramenta que faz isso é o gestor. Agora, se esse profissional passa horas do dia, assinando papéis, encaminhando eles e saindo do seu espaço para ir buscar por outras autorizações, ele acaba não conseguindo fazer seu verdadeiro papel, que é gerir a equipe.

Com a implementação de ferramentas digitais, como a assinatura eletrônica, por exemplo, é possível deixar os processos cotidianos automatizados e focar mais na gestão. Afinal, a tecnologia é só o meio facilitador, mas que possibilitou o repensar das lideranças nas organizações.

Esse profissional agora tem funções diferentes, que atentam a outros fatores. Ele se tornou mais próximo dos colaboradores, o que possibilitou humanizar as rotinas de trabalho e as interações dentro da empresa, isso permite aprimorar as relações de trabalhos em equipe, por exemplo.

Com isso, o time se torna mais engajado e possibilita que novas lideranças surjam naturalmente, o que traz mais autoridade para essas pessoas experimentarem, errarem, consertarem e criarem com mais disposição e o tão falado “pensamento fora da caixa” .

 Veja os principais pontos que seus gestores precisam se atentar para se encaixar nesse perfil:

  • Gestor mais qualificado: a tecnologia automatiza as tarefas cotidianas e exige mais da pessoa como profissional, no sentido de qualidade da mão de obra, ou seja, gestores que ajudam na inovação de processos.
  • Infraestrutura: Para a equipe se tornar cada vez mais forte, o gestor também precisa pensar em toda a estrutura física, ou seja, as ferramentas que são utilizadas precisam ser cada vez mais eficientes e o digital é a melhor escolha para suprir as necessidades do sistema.
  • Performance e evolução: Outro ponto que o gestor precisa aprimorar é em descobrir maneiras de melhorar a utilização dessas ferramentas para que seja revertido em melhorias na performance. Assim como na evolução do uso delas, como por exemplo, em integrações. Com a assinatura eletrônica, por exemplo, é possível integrar em outras plataformas, como a SAP, Microsoft e Salesforce.

Sabe porque tanto se fala em Transformação Digital? Porque quando se muda questões cotidianas, não só focando no cliente, mas também na equipe, a geração de benefícios para a empresa é certa! Mude para o digital e tenha uma gestão mais focada em se dedicar ao que faz de melhor.

Dê o primeiro passo para conquistar mais tempo para seus gestores, ou até mesmo, de começar sua Transformação Digital na empresa. Conheça a suíte de produtos DocuSign Agreement Cloud, que oferece a assinatura eletrônica e outras soluções que substituem processos tradicionais e lentos.

Faça o teste gratuito da assinatura eletrônica por 30 dias, ou fale com a equipe de vendas DocuSign e conheça cases de sucesso que já saíram na frente com uma gestão mais moderna.