O papel do RH para promover um trabalho colaborativo na empresa

O papel colaborativo do RH

Já pensou em ter uma equipe que traga boas ideias com frequência? Que tenha profissionais alinhados, proativos e que se ajudam entre si? Ou que, quando existem desafios, todos os envolvidos se unem para superá-los? Tudo isso faz parte do trabalho colaborativo promovido pelo RH, em que todos os funcionários querem ajudar a empresa e seus colegas da melhor forma possível.

Isso não se resume a agir em momentos de urgência, mas também, contribuir com a conquista de objetivos em comum para fazer a companhia crescer no mercado. Ter um ambiente laboral favorável é essencial para todo tipo de empresa, independentemente de ser pequena, média ou grande.

Neste post, você vai saber como o RH deve atuar para proporcionar um trabalho colaborativo na empresa. Veja.

Qual a importância de desenvolver um ambiente colaborativo na empresa?

A colaboração nas empresas nada mais é do que a união de forças em prol de atingir determinado objetivo. Isso significa que a equipe oferece ajuda, troca conhecimentos e coopera de forma mútua.

Esses fatores já evidenciam a importância de ter um ambiente colaborativo no trabalho. Essa característica gera vantagens diretas e indiretas para o negócio — enriquece as atividades, torna os serviços mais eficientes e garante os melhores resultados para a empresa.

Contar com talentos que unam forças é indispensável para ter uma marca competitiva e próspera. Isso só se torna possível quando temos um time amigo e que trabalha em conjunto. Veja as vantagens que podem ser conseguidas com esse modo de gerir pessoas.

Maior produtividade

A colaboração é uma conduta fundamental para o aumento da produtividade. Afinal, duas cabeças pensam melhor que uma. Quando dois ou mais talentos se unem para entregar um projeto ou resolver um problema, o desfecho será mais rápido e eficiente.

Conhecimento coletivo

A interação coletiva gera novos conhecimentos para todos os envolvidos. Quando há uma cultura colaborativa no ambiente de trabalho, outras percepções surgem, gerando novos conhecimentos e habilidades. Isso significa que os funcionários estarão sempre aprendendo coisas novas juntos, resultando na construção coletiva de competências.

Motivação

Hoje, as pessoas querem trabalhar em empresas onde possam contribuir de forma concreta. Elas desejam aprender e crescer por meio da interação com profissionais de diversas hierarquias e perfis de conhecimento. Nesse caso, uma companhia que incentiva a coletividade tende a contar com colaboradores mais engajados e motivados.

Clima organizacional positivo

Estar em contato constante com todos que fazem parte da instituição, prestando afazeres e superando desafios, torna o clima organizacional mais favorável. Isso faz com que a empatia entre as equipes se torne maior, deixando o ambiente interno mais amigável. Essa parceria é muito importante para refletir os valores da empresa no mercado.

Qual o papel do RH para promover esse tipo de ambiente?

Há um bom tempo, o papel do RH deixou de ser resumido ao recrutamento e seleção, passando a ter uma função estratégica na gestão de pessoas. Os profissionais desse setor precisam lidar com diversas atribuições que envolvem o capital humano.

Para que tudo funcione da melhor forma, é preciso ter um time de RH que desempenhe as atividades com eficiência. Existem algumas características e atividades que devem fazer parte daqueles que atuam neste departamento, como:

●   agir como instrutores motivacionais, instruindo e desafiando pessoas constantemente;

●   comunicar-se com clareza e objetividade para evitar ruídos;

●   estabelecer um ambiente laboral inclusivo, livre de preconceitos;

●   aplicar estratégias para orientar colaboradores e apoiar o desenvolvimento de carreiras;

●   promover o uso de ferramentas tecnológicas para melhorar a rotina do setor, potencializar a gestão de pessoas e reduzir custos;

●   tomar decisões com base em dados completos e fiéis.

Quais as melhores práticas para criar um ambiente colaborativo?

Para construir um ambiente com trabalho colaborativo, é preciso que o RH (junto a gestores e líderes) promova e implemente algumas práticas pontuais. Veja as recomendações, a seguir.

Valorize as diferenças

Projetos grandes e complexos exigem habilidades distintas. Existem profissionais que são excelentes em planejamento, mas precisam de apoio para executá-los. Do mesmo modo, alguns funcionários têm maior facilidade para visualizar o quadro geral, enquanto outros conseguem identificar e lidar com detalhes.

Logo, uma equipe inovadora deve ser eclética para que tudo corra bem. Antes de montar o time, é necessário detectar os pontos fortes e fracos de cada um para que se complementem no decorrer da operação.

Inspire objetivos comuns

Equipes eficientes e competitivas são aquelas que aplicam qualificações diferentes para atingir um objetivo comum. Nesse sentido, inspire seus talentos com intenções nobres e metas ousadas, mas realistas — para não gerar frustrações. Dessa forma, você engaja todos e estimula a cooperação.

Ofereça espaços diferenciados

Ambientes monótonos e tediosos impedem inovações. Por isso, é preciso oferecer locais diferenciados para estimular a criatividade e a interação entre a equipe. Se o orçamento permitir, coloque poltronas e sofás confortáveis em algumas áreas comuns para facilitar conversas produtivas. Use quadros brancos para que as pessoas registrem pensamentos e esquematizem soluções.

Aposte no desenvolvimento de pessoas

As grandes ideias só surgem em mentes férteis e preparadas para soluções. Elas reorganizam experiências e fazem tentativas prévias, manifestadas por meio de observações ou de esforços de aprendizagem. Logo, a companhia que deseja inovações focadas em colaboração deve investir no desenvolvimento de talentos.

Cursos, treinamentos, palestras, conferências e workshops: todas essas abordagens ajudam a construir conhecimentos, o que favorece a geração de insights relevantes e melhora a experiência do funcionário.

Invista em tecnologia colaborativa

Para que um trabalho colaborativo se torne constante, é preciso que tudo flua com naturalidade. Isso não ocorre quando os profissionais enfrentam obstáculos à comunicação ou dificuldades de acesso a informações.

Por isso, é importante investir em tecnologia para facilitar a colaboração do ambiente laboral. Existem ferramentas que otimizam processos e ajudam os profissionais a centralizarem dados relevantes de forma integrada, ou seja, tudo fica acessível em um único local.

Esse tipo de aplicação ajuda cada integrante do grupo a executar suas tarefas, conhecer os passos anteriores dos projetos para contribuir da melhor forma, além de compartilhar resultados com outros usuários.

Além disso, é possível gerar economias na gestão de pessoas reduzindo a emissão de documentos do RH. Afinal, existem arquivos de rotina que não precisam ser gerados fisicamente para que alguns processos prossigam.

Nesse sentido, existem as soluções do DocuSign Agreement Cloud, que podem inovar seu RH de ponta a ponta, desde a contratação até aposentadoria. Veja mais:

●   DocuSign eSignature: módulo que envia e capta assinaturas para contratos e documentações de colaboradores de maneira eficiente, em praticamente qualquer dispositivo móvel;

●   DocuSign CLM: otimiza o ciclo de vida de contratos de forma automatizada e dinâmica, sendo possível centralizá-los e definir permissões para fazer pesquisas ou recuperações.

Ao desburocratizar o RH, você e toda sua equipe terão tempo de sobra para promover um trabalho colaborativo na empresa, focando o desenvolvimento do time em tempo integral. Assim, as recomendações mencionadas acima podem ser implementadas de maneira estratégica.

Entre em contato conosco para tirar dúvidas e conhecer nosso catálogo de soluções para Recursos Humanos.

Publicados
Temas relacionados