IoT, Carros Autônomos, Machine Learning, Inteligência Artificial, Big Data, Computação em Nuvem, Computação Cognitiva… Estes são apenas alguns exemplos de termos que tem presença garantida no dia a dia das pessoas que estão antenadas com as novidades que a tecnologia está nos proporcionando. Mas isso é Transformação Digital?

Dentre as várias definições que podem ser encontradas na Internet, nenhuma delas irá fugir muito de que trata-se de um processo de aprimoramento aplicado a uma determinada situação, suportado pela tecnologia, para melhorar resultados. Pergunte aos seus amigos e familiares se dentro das empresas deles existe algum projeto de Transformação Digital. Na maioria esmagadora das vezes, a resposta será: sim.Mas a pergunta correta não é esta. O que realmente importa é: Quais resultados estão sendo alcançados nos projetos de Transformação Digital da sua empresa?

As instituições de ensino têm motivos de sobra para surfar a onda. Nas últimas décadas a disputa por alunos ficou cada vez mais acirrada entre as instituições e a recente falta de crédito agravou ainda mais essa situação. Transformar processos que, por um lado, melhoram a experiência do aluno, e por outro promovem redução de custo, governança e sustentabilidade é algo que realmente faz sentido neste cenário.

Você pode imaginar o número de documentos que uma instituição de ensino superior emite e assina todos os dias? Contrato de matrícula, rematrícula, declarações, certificados, históricos escolares e por aí vai… Uma instituição com 10 mil alunos pode chegar a emitir até 240 mil documentos acadêmicos por ano. E todos eles precisam ser assinados, às vezes pela instituição, às vezes pelo aluno e outras pelos dois.

A demora e a dificuldade para realizar uma matrícula, pode ser determinante para que um aluno escolha entre uma instituição e outra. O atraso na emissão de uma declaração de matricula ou de um certificado de conclusão de curso, pode impactar diretamente um aluno que está se candidatando para uma vaga de emprego.

A mudança em prol da eficiência operacional e da boa experiência do aluno se  chama assinatura eletrônica, que permite a instituição de ensino abandonar o papel e realizar todo o ciclo de forma eletrônica. Ao tornar o processo de emissão destes documentos  totalmente digitais, ou seja, desde a solicitação, passando pelas assinaturas eletrônicas até a sua distribuição, é possível reduzir o tempo de execução deste processo de 3 dias para alguns minutos – resultado com impacto direto na experiência do aluno – e do lado da instituição coloca mais segurança e governança na assinatura deste tipo de documento, além de reduzir drasticamente o consumo de papel e gastos com impressão. Isso é Transformação Digital com resultados, gerando uma real economia de tempo e de dinheiro.

Ficou intressado? Saiba como a DocuSign pode gerar eficiência operacional para a sua instituição, acesse nosso free trial e teste por 30 dias gratuitamente.

Autor do texto – Rodrigo Cesar de Souza– Account Executive

(Visited 274 times, 1 visits today)

Tags