ISO 27001: por que essa certificação é importante no quesito segurança

A segurança da informação é uma demanda de grande importância diante da realidade digital e globalizada em que vivemos. Para lidar com esse desafio de forma sistêmica e efetiva, foi criada a ISO 27001, uma norma de padronização internacional.

Esse regulamento tem o objetivo de proteger os dados das empresas, oferecendo as melhores práticas para detectar, avaliar e definir a proteção de registros. Além disso, garante a confidencialidade e a integridade de informações essenciais aos negócios.

Neste conteúdo, você vai entender por que a certificação ISO 27001 é indispensável para uma gestão segura de dados nas empresas. Confira.

O que é a ISO 27001?

É uma norma global que apresenta critérios para resguardar as informações de forma sistêmica, por meio do Sistema de Gerenciamento de Segurança da Informação (SGSI). Ela foi apresentada, em 2005, pela Internacional Electrotechnical Commission e pela International Organizational for Standardization (ISO).

A ISO 27001 pode ser implantada em qualquer tipo de companhia, independentemente do porte ou segmento de mercado. Sua função é potencializar a segurança de dados e mitigar riscos por meio do SGSI. Os efeitos da certificação podem ser sentidos em todos os departamentos da instituição, além de ser vistos como um diferencial perante o mercado comercial.

Por ora, vale dizer que a adesão dessa certificação não é obrigatória, mas essa pode ser uma exigência de parceiros e clientes antes de firmarem contrato com a sua marca. Logo, implementar os padrões da norma é uma prática estratégica, que deve ser realizada conforme a atuação e as necessidades do negócio.

O que a ISO 27001 tem a ver com a Lei Geral de Proteção de Dados?

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) foi sancionada em 2018 e entrou em vigor em maio de 2021, lançando os requisitos legais para a utilização, manutenção e tratamento de informações pelas empresas. Ela é de grande importância para avançar os direitos individuais no país, além de gerar segurança jurídica para as empresas, que cada vez mais coletam e usam dados.

A adesão às exigências da LGPD, que se aplicam a todas as companhias que prestam serviços no Brasil e lidam com informações de pessoas, não força a implantação da ISO 27001. Porém, as empresas que têm a norma internacional conseguem se adequar à legislação com facilidade, graças aos requisitos contidos nela. Portanto, essa é uma ótima oportunidade para obter a certificação.

Como funciona a implementação da ISO 27001?

A ISO 27001 é embasada nos pilares da segurança da informação (confidencialidade, integridade e disponibilidade). Ela visa à detecção de riscos, criação de estratégias para o seu impedimento e implantação de medidas de proteção.

A seguir, reunimos as características dessa norma. Veja.

Análise de risco

O regulamento exige que a instituição analise riscos de segurança regularmente e sempre que alterações forem realizadas. Para que isso seja feito com eficiência, é necessário definir critérios de “aceitação de ameaças”, bem como determinar como serão medidos.

Além disso, é preciso analisar os possíveis efeitos dos riscos identificados, a probabilidade de ocorrerem e seus níveis de periculosidade.

Participação da alta gestão

A norma também recomenda que gestores demonstrem comprometimento com o SGSI. A liderança também é responsável por garantir que todas as ferramentas necessárias estejam alocadas e disponíveis corretamente, a fim de gerenciar as equipes para que o processo de certificação seja um sucesso.

Definição de objetivos e estratégias

Durante a etapa de planejamento, é necessário definir os procedimentos de segurança e as estratégias para atingir esse objetivo. Esse propósito não pode ser genérico, deve contar com medidas mensuráveis e acatar critérios de segurança.

Adesão a recursos e competências

A empresa precisa assegurar que os recursos necessários não só para a implantação, mas também, para a preservação do SGSI, estejam disponíveis. Ademais, é necessário conhecer as competências necessárias e se certificar de que os profissionais responsáveis são capacitados para tocar o processo de implementação.

Qual a relevância da norma para as empresas?

A importância da ISO 27001 é evidenciada por meio das seguintes vantagens.

Conformidade

A norma deixa sua empresa em conformidade com a lei e requisitos contratuais, potencializando a gestão de riscos e o gerenciamento corporativo. Ou seja, essa certificação coloca o empreendimento em conformidade com as legislações de segurança de dados da atualidade.

Redução de riscos

Com a avaliação de riscos e seu plano de tratamento, os controles de proteção são direcionados para impedir que qualquer fraqueza do sistema seja explorada por criminosos virtuais, que atuam para roubar registros confidenciais e vender.

Redução de custos

Com uma avaliação de riscos robusta, o direcionamento de recursos se torna mais preciso. Ou seja, os investimentos serão aplicados para amenizar ameaças de maneira global, em vez de concentrar em um único departamento e deixar os demais expostos.

Vantagem competitiva

Ter a certificação ISO 27001 comprova que a empresa está compromissada com a segurança da informação. Assim, o nível de confiança do público consumidor em relação à marca cresce de forma considerável.

Além disso, uma companhia certificada tem maiores oportunidades de negócios, visto que muitos fornecedores e parceiros, no momento da contratação, priorizam a adesão à norma como garantia de conformidade com a legislação de proteção de dados.

Organização interna da empresa

A padronização dessa ISO favorece a definição de ações e esclarece objetivos para garantir uma performance operacional mais efetiva. Sem falar que ela eleva o grau de aderência do pessoal, potencializando o engajamento de funcionários quanto à segurança da informação.

Integração de sistemas de gestão

A metodologia PDCA (planejar, fazer, verificar e agir) é uma das bases da ISO 27001, que também faz parte de diversos sistemas de gestão organizacionais. Dessa forma, fica mais fácil desenvolver uma ferramenta de gerenciamento única, que atenda aos critérios de outras normas, como a ISO 9001 (Sistema de Gestão da Qualidade — SGQ).

Melhoria contínua

É uma das características mais evidentes dessa norma, já que indica a necessidade de melhorar operações de gestão sempre que possível. Nesse sentido, auditorias internas periódicas são realizadas para a companhia ter a chance de revistar, avaliar e mudar seus processos, caso seja necessário lidar com gargalos ou oportunidades.

Como visto, a certificação ISO 27001 é muito importante para proteger dados nas empresas. Ela também favorece a gestão de documentos e a segurança dos contratos comerciais digitais. Portanto, investir nessa medida protetiva é essencial para melhorar processos de compra e venda, além de chamar a atenção de clientes e fornecedores que priorizam o resguardo efetivo de registros confidenciais.

Publicados
Temas relacionados