O sucesso de uma empresa no universo corporativo está diretamente relacionado ao modo como ela é organizada e às estratégias utilizadas para conduzir a sua gestão. Esse cenário faz com que o desenvolvimento e a aplicação da inteligência comercial em um negócio sejam fundamentais para que ele alcance altos índices de produtividade e possa se tornar cada vez mais competitivo.

Levando isso em conta, preparamos este texto para você. Nele, vamos explicar o que é a inteligência comercial e como é possível aplicá-la em corporações de qualquer segmento de mercado. Também apontaremos quais as principais tendências de inteligência comercial que podem ser utilizadas em sua empresa, com ênfase para os recursos tecnológicos disponíveis. Confira agora mesmo!

Entenda o que é a inteligência comercial

De modo geral, a inteligência pode ser entendida como a capacidade que as pessoas desenvolvem para encontrar soluções voltadas à resolução de problemas de diferentes ordens. Quando é usado no mundo corporativo, esse conceito diz respeito à competência gestora para criação e implementação de alternativas que têm como objetivo a obtenção de melhorias na comercialização que é feita por um determinado negócio.

Dessa maneira, a inteligência comercial refere-se tanto à formulação quanto ao uso contínuo de um conjunto de ações estratégicas cuja função principal é alavancar os resultados obtidos por uma empresa em suas atividades mercadológicas. Essas ações têm como base a coleta e a análise sistematizada de dados quantitativos e qualitativos relativos a todos os setores do negócio.

A partir do emprego da inteligência comercial, a companhia é capaz de cruzar informações de diferentes fontes, de forma a, por exemplo, articular dados relativos aos seus clientes com variáveis mercadológicas, como índices econômicos e indicadores financeiros. Essas associações permitem à empresa obter conhecimentos úteis para embasar as suas diferentes modalidades de planejamento e fundamentar o seu processo de tomada de decisões.

As informações coletadas e devidamente tratadas possibilitam que os gestores enxerguem com maior precisão o contexto em que a companhia está inserida, de modo a observarem os fatores que influenciam em seu desempenho. Com base nisso, são criadas condições favoráveis para encontrar estratégias mais eficientes à otimização dos meios de operação, recrutar e fidelizar clientes, assim como melhorar a experiência com os serviços ou produtos oferecidos.

Ao aplicar a inteligência comercial em suas atividades,  a companhia modifica toda a sua dinâmica de funcionamento. Portanto,  a empresa deixa de simplesmente atender às necessidades do mercado e passa a atuar de forma antecipada, assumindo o protagonismo e a autonomia em seu segmento de negócios. A corporação se torna responsável por ditar o ritmo que deve ser seguido pela concorrência.

Essa nova postura no cenário mercadológico traz duas importantes vantagens para o negócio. Em primeiro lugar, a corporação adquire maior poder competitivo, sendo capaz de inovar frente às suas concorrentes. Em consequência disso, a companhia ganha chances reais de aplicar melhorias à sua cadeia produtiva como um todo, o que contribui para aumentar a eficiência operacional e elevar os lucros alcançados. .

Veja como aplicar a inteligência comercial

O uso da inteligência comercial no ambiente corporativo fundamenta-se na articulação de três grandes eixos: clientes, concorrência e mercado. Com base na identificação e análise das características desses pilares, a equipe gestora pode contar com informações em quantidade o bastante e nível de detalhamento suficiente para estruturar a sua organização e planejar as ações empresariais a curto, médio e longo prazo.

Nessa ótica, para aplicar a inteligência comercial em suas operações, é fundamental que a companhia busque responder a questões como: para quem a empresa vende? O time de vendas está devidamente preparado para lidar com essa clientela? Quem são e como trabalham os principais concorrentes da corporação em seu nicho de atuação? Que estratégias a concorrência emprega? Que produtos e serviços estão disponíveis no mercado?

A atribuição de respostas a esses questionamentos é capaz de contribuir para o mapeamento dos perfis dos clientes da empresa, das companhias que concorrem com ela em um ramo de negócios e do segmento de mercado do qual faz parte. Obter essas informações é essencial para que a companhia crie propostas comerciais que, ao mesmo tempo, atendam às demandas do mercado, sejam mais atrativas que as da concorrência e satisfaçam os consumidores.

Tendências de inteligência comercial para o seu negócio

Para produzir efeitos significativos na empresa, as estratégias de inteligência comercial devem estar associadas à utilização de recursos tecnológicos. É justamente o uso da tecnologia que possibilitará que os dados da companhia sejam tratados com alto grau de objetividade e precisão, além de tornar o processo de negociação bem mais ágil. Na sequência, vamos abordar as tendências tecnológicas de inteligência comercial mais eficientes.

Big Data

Esse recurso tecnológico permite que conjuntos de dados extensos, volumosos e de naturezas diversas possam ser tratados de forma simples, inequívoca e muito rápida. Assim, softwares que utilizam a tecnologia Big Data são capazes de articular diferentes fontes de informações internas e externas à empresa, gerando relatórios altamente detalhados, que têm potencial para auxiliar na realização de planejamento e no processo de tomada de decisões.

Sistema CRM

CRM consiste em um recurso voltado para a gestão de clientes e o gerenciamento de vendas. Por meio desse sistema, a equipe que opera diretamente com as transações comerciais tem acesso aos dados da clientela que consome os produtos ou os serviços da empresa e ao registro das comercializações que foram fechadas. Conhecer essas informações é fundamental para que os vendedores planejem as suas ações junto aos consumidores, além de ser importante para a criação de estratégias de marketing.

Assinatura eletrônica

uso da assinatura eletrônica pelo time de vendas da empresa contribui para tornar as transações muito mais dinâmicas, eficientes e cômodas, além de dar mais opções de negócios para a companhia, que com essa ferramenta, pode investir em comercialização virtual, por exemplo. Permitindo também mais mobilidade para o time de vendas que consegue enviar um contrato para assinatura de qualquer lugar usando seu celular ou tablet. Uma vez que se trata de um recurso tecnológico seguro e válido juridicamente, a assinatura eletrônica figura como uma ferramenta estratégica para o fluxo operacional da corporação. É muito mais simples para o time de vendas e para o cliente. Elimina custos com impressão, papel, transporte e armazenamento de documentos físicos.

O emprego da inteligência comercial na rotina operacional da empresa é um diferencial competitivo para qualquer negócio. Com a criação de estratégias de atuação mercadológica e o uso de ferramentas tecnológicas adequadas, a  companhia é capaz de otimizar o seu fluxo produtivo, ganhar destaque entre os concorrentes, melhorar o posicionamento da marca e, é claro, elevar a obtenção de lucro.

Entre em contato conosco e conheça recursos tecnológicos que vão conferir inteligência comercial ao seu negócio! Ou realize um teste grátis da plataforma de assinatura eletrônica da DocuSign.