Todo trabalho exige que o profissional tenha um conjunto de habilidades específicas. Afinal, as competências necessárias para ser um ótimo vendedor não são as mesmas requeridas para ser um contador impecável, por exemplo. E o mesmo vale para o gestor de compras, que, devido às particularidades de suas atividades, deve ter uma bagagem própria de percepções e características.

Que tal conhecer algumas das principais habilidades para se destacar nesse cargo? Basta acompanhar nosso post de hoje!

1. Foco na economia

O primeiro item da nossa lista não deve ser surpresa. Afinal, na maioria dos casos, o gestor de compras é contratado para ajudar a empresa a reduzir custos. Esse profissional precisa, portanto, ter a habilidade de tomar decisões sempre com foco na economia.

Pessoas que tendem a comprar o item mais caro da loja simplesmente pelo fato de ser mais caro, por exemplo, podem ter sérias dificuldades para se adaptar a esse trabalho.

2. Mira na qualidade

Como o gestor de compras pode ter foco na economia e mirar na qualidade ao mesmo tempo? Ao contrário do que a maioria das pessoas pode pensar, essas características não são mutuamente excludentes.

Na verdade, a habilidade de tomar decisões visando o custo-benefício (produtos de qualidade a um custo reduzido) é justamente o que destaca os melhores profissionais da área de compras!

3. Capacidade de negociação

Infelizmente, nem sempre é fácil reduzir os custos. Na maioria dos casos, é preciso negociar para atingir as condições desejadas. Tomando a capacidade de negociação como base, podemos enumerar uma série de outras habilidades que entram no mesmo pacote, como:

  • firmeza;
  • ousadia;
  • empatia;
  • facilidade para se comunicar;
  • pensamento cooperativo.

4. Ética profissional

Não poderíamos falar sobre as habilidades de um gestor de compras sem mencionar a ética profissional. É claro que essa habilidade é desejável em qualquer área, mas ela tem um significado especial nesse caso.

Quem nunca ouviu falar sobre algum profissional que se aproveitou de sua posição para obter benefícios? Para evitar esse tipo de situação, as empresas esperam que o gestor de compras tenha conhecimento das normas de compliance e, acima de tudo, que as respeite.

5. Uso de métricas

O correto uso das métricas é uma habilidade essencial para que o gestor de compras possa apresentar resultados progressivamente melhores em seu trabalho. Assim é possível identificar para onde se está indo e, se necessário, tomar medidas para corrigir o rumo.

6. Postura proativa

No caso do gestor de compras, a proatividade tem a ver com não se acomodar. Depois que você está em um cargo há algum tempo, a tendência é que a inércia bata à porta. Afinal, se você já tem uma carteira de fornecedores, com datas de compra e até quantidades definidas, por que buscar novidades?

O problema é que, nesse meio-tempo, a empresa perde oportunidades de descobrir ótimas alternativas. No fim das contas, isso pode ser prejudicial tanto para o negócio como para você mesmo! Para evitar que isso aconteça, esteja sempre em busca de brechas para a otimização e a inovação.

7. Atualização constante

Já vimos como a inércia no trabalho é ruim e por que você deve estar sempre pesquisando alternativas. Pois a lógica é bem parecida em relação ao conhecimento. Pergunte constantemente a si mesmo o quanto você sabe sobre:

  • compras;
  • contratos;
  • pagamentos;
  • procurement;
  • prospecção de fornecedores.

Mesmo que a resposta seja muito, ainda é preciso continuar estudando para se manter atualizado sobre novas práticas. Lembre-se de que a tendência é incorporar a tecnologia em tudo (a chamada transformação digital), inclusive nos processos de compras.

8. Habilidade de se adaptar

Como já dissemos, existe uma tendência para que todos os processos se tornem digitais, sejam automatizados e incorporem a mobilidade. Tudo bem que conhecer esse movimento é muito importante, mas também é essencial que o gestor de compras tenha a habilidade de se adaptar a ele.

Alguns profissionais apresentam forte resistência a mudanças. O motivo pode ser a convicção de que seu jeito é melhor ou simplesmente o medo de não acompanhar a nova realidade. Mas ficar para trás não é a solução! Em vez disso, esteja aberto para aprender, especialmente com as novas gerações.

9. Desapego à burocracia

Esse é um caso interessante: a habilidade de não fazer. Para o gestor de compras, é importante não ser apegado a burocracias. Já vimos que esse cargo exige foco na economia e que a economia, por sua vez, está também nos detalhes — economia de papel, de tempo, de espaço e assim por diante.

É possível conquistar tudo isso a partir do momento em que você corta processos burocráticos, como a necessidade de que todas as ordens de compra sejam impressas, assinadas à mão e arquivadas fisicamente. Que tal adotar a assinatura eletrônica?

10. Responsabilidade social e ecológica

Melhor classificada como um valor, a responsabilidade social e ecológica deve permear as decisões do gestor de compras. Afinal, como sua atividade profissional está diretamente relacionada ao consumo, acaba afetando todas as relações sociais, além do meio ambiente.

Para ficar mais claro, vamos a um exemplo. Todo gestor de compras deve considerar, antes de fechar qualquer contrato, as condições que o fornecedor oferece aos trabalhadores. Nada de estabelecer relações comerciais com uma empresa que expõe os funcionários a condições degradantes, por exemplo, sob pena de estimular tal comportamento.

Só mais um exemplo para não restarem dúvidas. Ao prospectar possíveis fornecedores, observe as práticas produtivas de cada um. Se a empresa polui o ar ou a água para fabricar seus produtos ou prestar seus serviços, pense 2 vezes antes de bater o martelo.

11. Estabelecimento de prioridades

A lista de compras de qualquer empresa é sempre grande, o que torna praticamente impossível o atendimento imediato a todas as demandas. Para o gestor de compras, a solução é definir quais são mais importantes e quais podem esperar. Por esse motivo, a habilidade de estabelecer prioridades é vital.

Esse profissional precisa não só ter critérios objetivos e relevantes, mas, acima de tudo, ser imparcial. Caso contrário, ao privilegiar as solicitações de um colega ou de um departamento específico sem embasamento, pode criar conflitos no ambiente de trabalho.

E aí estão 11 das principais habilidades que um gestor de compras deve desenvolver! Por fim, agora que você já sabe qual é o perfil ideal para trabalhar nessa área, que tal conhecer um pouco mais sobre outro setor da empresa? Confira este post sobre vendas B2B e aprenda quais são os maiores desafios enfrentados pela equipe comercial!

(Visited 810 times, 3 visits today)

Tags