Conhecer o modo como o RH digital está transformando o modo de atuação no departamento pessoal das empresas é essencial à gestão. Na era contemporânea, tanto as coisas como as pessoas influenciam bastante as relações de trabalho.

Estar a par dessas mudanças, adequar-se à realidade imposta pelo poder da tecnologia e manter-se alinhado às exigências do universo corporativo são fatores primordiais para o crescimento dos negócios. Apesar de ser válida em qualquer ramo de atuação, essa realidade é mais presente entre os profissionais de RH.

Nesse sentido, se você gostaria de conhecer um pouco mais sobre RH digital, os benefícios que ele pode proporcionar e como implementar esse recurso em sua empresa, este artigo foi feito para você! Continue a leitura e veja como dinamizar a gestão de RH e impulsionar o crescimento de sua empresa!

O que é RH digital?

A revolução tecnológica tem permitido diversas mudanças em todos os setores das empresas, independentemente do segmento ou do tamanho da instituição. Assim, o departamento de gestão de pessoas não ficou imune a essas transformações, pois, nessa área, as mudanças no modo de trabalho são percebidas primeiro.

A proposta do RH digital é modernizar a forma como as tarefas administrativas desse setor são feitas. Isso sugere duas importantes alterações: reduzir o uso de papel — o que resulta em economia para as empresas — e tornar os processos de recrutamento, seleção e treinamento bem mais dinâmico.

Permite, ainda, que todos os colaboradores tenham à disposição os recursos que o uso da tecnologia de RH proporciona. O uso de plataformas integradas facilitará o acesso à comunicação, ao recrutamento, à análise individual para o acompanhamento quanto ao alcance das metas, assim como outras responsabilidades dos Recursos Humanos.

Os empreendedores que já adotaram essa ferramenta afirmam que a mudança para o RH digital resultou em diferentes impactos, sobretudo no que se refere ao planejamento estratégico desse importante setor. Poder contar com as facilidades propostas por essa tecnologia auxilia bastante no cotidiano da gestão, além de promover a integração do RH com os outros setores.

Outro aspecto relevante é a possibilidade de flexibilizar horários dos programas de treinamento e cursos de atualização, já que muitas dessas atividades podem ser alocadas na nuvem. Essa vantagem torna-se um importante diferencial, já que facilita o acesso aos materiais de treinamento de acordo com a disponibilidade do colaborador.

Logo, a evolução do RH tradicional para a modalidade digital pode representar incontáveis benefícios, além de tornar a gestão bem mais dinâmica, integrada, moderna e eficaz. Tais critérios são imprescindíveis para a captação, avaliação e retenção de talentos. Mais do que isso: influencia bastante o desempenho das equipes e o direcionamento do fluxo de trabalho.

Há algumas décadas, quase nem se pensava em automatização, principalmente em relação às estratégias de negócios. Hoje, porém, a realidade é bem distinta, pois a adoção do RH digital trouxe significativas mudanças ao universo corporativo.

Outra possibilidade para auxiliar na rotina é a utilização de um software de assinatura eletrônica. Percebe-se, então, que, para os gestores que almejam adequar-se às tendências de mercado, a opção pelos processos automatizados não pode ser vista como uma mera adaptação, mas como uma necessidade.

Qual é a estrutura e os desafios desse novo RH?

A estrutura do RH digital possibilita o desenvolvimento de novas propostas e delineia novas práticas de trabalho sob uma visão mais ampliada do verdadeiro papel do RH: integrar o colaborador com a empresa e apoiar soluções mais assertivas.

Nesse sentido, o papel desse departamento deve permanecer focado nas estratégias de negócios que possam conectar, realmente, os talentos disponíveis às estratégias da instituição. É necessário, pois, estabelecer claramente a função de cada peça e, no final, montar um quebra-cabeça que simbolize a realidade da empresa.

Entretanto, priorizar o alinhamento com os moldes tecnológicos e adaptar os interesses da organização exige o envolvimento dos designers, dos colaboradores pensantes e dos experts que conseguem perceber o que é preciso para superar os desafios do RH. Assim, o compartilhamento de ideias e a adequação aos serviços automatizados tornam-se o cerne da estrutura do RH digital.

Quais os benefícios do RH 3.0 para as empresas?

Destacamos alguns dos benefícios mais importantes que o RH 3.0 pode proporcionar à sua instituição. Veja quais são!

Promove uma visão mais humanizada do colaborador

A necessidade de promover uma visão mais humana do colaborador é uma das premissas mais relevantes do departamento de RH. Quando a gestão é baseada em princípios que defendem essa visão, há maior engajamento e resultados mais eficazes.

Trabalhar dessa forma — e manter os propósitos alinhados — é bom para ambos os lados, já que as empresas que mais crescem são aquelas que consideram o capital intelectual o seu maior patrimônio.

Muitas dessas práticas podem ser simplificadas com o RH digital. O estímulo à inovação e às condutas sustentáveis e a aplicação de estratégias diferenciadas tornam-se, aos poucos, algo natural dentro da organização.

Assim, o profissional de RH está sendo moldado de acordo com a evolução desse departamento. Torna-se cada vez mais necessário que ele esteja alinhado ao aspecto tecnológico para desenvolver técnicas adequadas para lidar com a demanda de informação, sobretudo no que se refere às variáveis comportamentais.

Melhora a rotina de departamento pessoal

Para o crescimento da empresa, é necessário buscar medidas que renovem as rotinas e tornem as tarefas diárias do departamento pessoal mais dinâmicas e eficientes. A substituição do papel pela tela dos dispositivos eletrônicos favorece essas mudanças, promove melhor administração do tempo e outros benefícios.

Por isso, a tecnologia empregada pelo RH 3.0 objetiva melhorar os processos e integrar as equipes de diferentes setores. As mudanças nas rotinas de trabalho possibilitarão maior produtividade e melhoria na qualidade dos serviços prestados, o que reflete diretamente na lucratividade da empresa.

Torna as tarefas bem mais dinâmicas

A modalidade digital favorece bastante a automação da rotina de RH. No entanto, é necessário que a liderança mantenha o foco nos pontos mais importantes a fim de que as metas sejam alcançadas.

Manter a organização e o planejamento é essencial para preparar a empresa para as transformações necessárias ao sucesso da implantação de novas políticas e diretrizes. Nesse contexto, a liderança deverá investir em capacidade técnica e treinar os colaboradores para que eles consigam acompanhar o ritmo das mudanças.

As mudanças propostas pela adequação das novas tecnologias são percebidas aos poucos. Porém, a gestão deve trabalhar incessantemente para que as tarefas de rotina se tornem realmente dinâmicas, mas com um padrão de excelência desejável.

Em todas as empresas, esse setor precisa ter agilidade, eficácia e uma liderança capaz de acompanhar a evolução dos funcionários. Esses fatores adquirem relevância considerável na hora de aplicar novas tecnologias alinhadas à quantidade de informação.

Organiza as responsabilidades

Simplificar as tarefas e organizar as responsabilidades dentro de uma instituição é indispensável à gestão do capital humano. Isso gera benefícios mútuos, já que assegura maior confiança ao time e, ao mesmo tempo, os colaboradores exercem suas obrigações com maior tranquilidade.

Por conseguinte, ambas as partes só terão a ganhar: as equipes experimentarão novas experiências que favorecerão o desempenho de todos, enquanto a empresa crescerá continuamente. Nesse contexto, a aposta em inovações como o RH 3.0 tem sido a mola propulsora para potencializar empreendimentos em diferentes ramos de atuação.

Melhora a experiência do usuário

As transformações da era contemporânea e a maior disponibilidade de produtos e serviços estão moldando o comportamento do cliente moderno. Mediante isso, para conquistá-lo é necessário buscar novas alternativas e investir em tecnologias que ofereçam mais qualidade aos serviços e produtos.

Os novos consumidores valorizam empresas que atendem às suas expectativas em diferentes sentidos. Priorizar um atendimento eficaz, padronizado, versátil e com um nível de qualidade bem acima da média é um quesito essencial à sustentabilidade dos negócios. Certamente, o investimento em RH digital favorecerá o alcance dessa meta.

Como implementar o RH digital na minha empresa?

O investimento nesse recurso assegura inúmeras vantagens que resultarão em um expressivo crescimento. E isso, em curto espaço de tempo. Entretanto, saber como implementar o RH digital faz toda a diferença para o sucesso dessa ação.

Para tanto, a gestão do departamento de pessoal precisa se organizar e definir as metas que pretende alcançar com esse investimento. Veja, agora, quais os critérios que merecem atenção na hora de modificar a modalidade de RH em sua instituição. Acompanhe!

Defina as suas expectativas

Um dos principais aspectos é a definição clara das principais metas e objetivos que pretende alcançar. Antes de substituir toda a papelada ou programas arcaicos de computador por uma estratégia de nuvem, é preciso uma análise minuciosa da atual situação do departamento.

Logo, é responsabilidade da liderança pensar estrategicamente e delinear em quais pontos essas mudanças representarão benefícios mais promissores. Essa avaliação sistêmica é fundamental para a tomada de decisão e o alcance dos objetivos desafiadores. Para isso, priorize a aplicação de táticas funcionais e favoráveis ao crescimento.

Saiba explorar a tecnologia

Na atualidade, é praticamente impossível processar quaisquer mudanças e tornar o RH estratégico sem explorar os recursos oferecidos pela inovação tecnológica. Muitas das funções de RH dependem da boa aplicação da tecnologia para que sejam eficazes e bem-sucedidas.

Um exemplo clássico é o recrutamento e seleção de novos colaboradores. Nessa ação, as vagas são anunciadas via web: tanto nas redes sociais como em sites de emprego, o uso da funcionalidade digital é determinante para a tramitação desse processo. Percebe-se, então, que hoje a agilidade e a eficiência do setor de RH estão intrinsecamente relacionadas aos moldes digitais.

Forme equipes alinhadas à cultura organizacional

O RH tradicional sempre contratou profissionais com base em competências técnicas, mas já está comprovado que isso não é suficiente. Na verdade, a gestão precisa seguir as tendências e observar as habilidades individuais. Isso favorece a contratação daqueles mais alinhados à cultura e à política da instituição.

Esse processo é bastante delicado e exige bastante capacidade técnica e percepção dos gestores de recrutamento pessoal. Vale destacar que algumas competências e habilidades podem ser aprimoradas. Porém, outras, como espírito de equipe, inteligência emocional e idoneidade devem compor o perfil do candidato.

Invista em novas metodologias de gestão

No universo corporativo, as transformações são constantes. Com isso, novas metodologias de liderança empresarial surgem a cada instante. Felizmente, muitas podem ajudar a melhorar o desempenho da gestão de RH e dar um “up” na área.

Por esse motivo, os gestores precisam manter a mente aberta às novas possibilidades e buscar incessantemente elevar a qualidade dos serviços. Modificar a estrutura organizacional e investir em uma nova performance dos colaboradores contribui para assegurar a continuidade dos negócios.

Quais são as ferramentas que otimizam o RH digital?

Listamos algumas ferramentas que podem ser utilizadas para otimizar o RH digital. Veja quais são!

Inteligência Artificial (IA)

O uso de sistemas que exploram a Inteligência Artificial (IA) possibilita a análise de dados e facilita o reconhecimento dos padrões mais relevantes para o auxílio da liderança na hora de tomar decisão. De forma contextualizada, essa ferramenta contribui consideravelmente para a escolha e o desenvolvimento de estratégias internas mais adequadas ao ramo de atuação.

Para os Recursos Humanos, esses benefícios são interessantes, já que o uso de métricas da força trabalhista favorece a obtenção de dados mais assertivos. Além do mais, permite o aprimoramento da experiência das equipes por meio de ferramentas rápidas, atualizadas e eficazes. E tudo isso ainda pode ser feito em tempo real.

People Analytics

No setor de RH, o People Analytics é uma ferramenta que consiste em captar, resumir, compilar e avaliar o comportamento e os métodos de trabalho utilizados pelas equipes. A partir disso, a análise dos resultados é utilizada para aplicar medidas que tornem os profissionais mais engajados, eficientes e produtivos.

A aplicação dessa modalidade de tecnologia no RH permite realizar contratações muito mais assertivas, eficazes e alinhadas às expectativas do departamento. Possibilita, ainda, múltiplas formas de desenvolver técnicas profissionais que fomentam o desenvolvimento das equipes.

Mobile

Há diferentes soluções de RH que já ajudam a gestão gerenciar melhor suas equipes. E isso, em qualquer hora e lugar. Por isso, as soluções mobile para RH são as estratégias mais valorizadas entre os serviços de computação em nuvem.

A possibilidade de executar ações por meio de um dispositivo móvel facilita a integração entre o funcionário e os gestores. Implica, ainda, na oportunidade de poder acompanhar, aprovar, reprovar ou revisar determinadas tarefas em um ambiente online. Esse benefício torna o cotidiano bem mais dinâmico e otimiza as decisões. Com a assinatura eletrônica você pode assinar documentos via um dispositivo móvel de dentro do taxi ou no aeroporto, por exemplo.

DocuSign Agreement Cloud

Baseado em nuvem, essa suite de soluções com recursos que permitem que empresas de todos os tamanhos e de diversos segmentos modernizem e digitalizem rapidamente todos os processos que envolvem um contrato em qualquer departamento, inclusive o RH.

Isso inclui desde a preparação do documento até a assinatura, execução e gerenciamento em qualquer hora e lugar, por meio do uso de um dispositivo eletrônico. Entre as ferramentas mais relevantes estão a assinatura eletrônica e a assinatura digital. Além de proporcionar mais segurança, elas facilitam e agilizam a execução dos contratos.

Como tornar o RH digital ainda mais estratégico?

Selecionamos alguns critérios e práticas que ajudam a alterar o RH tradicional e transformá-lo em um setor ainda mais estratégico. Confira!

Compromisso

Basicamente, o compromisso e o engajamento do colaborador são as primeiras conquistas percebidas com a implementação dessa nova modalidade de RH.

Mas, para isso, é necessário implantar um RH digital bem estruturado, eficiente e planejado. Sem dúvida, esses primeiros resultados abrirão caminho para diferentes respostas do colaborador em relação ao investimento realizado pela empresa.

Em pouco tempo, todos perceberão que a estratégia de RH digital está construindo uma cultura organizacional mais coerente e sólida. Essa percepção fomentará novas posturas e tornará a rotina de trabalho bem mais fluida e produtiva.

Produtividade

A partir do engajamento e do compromisso, todo o restante virá como um resultado da sensível transformação imposta pela aplicabilidade eficaz da tecnologia.

Ao trabalhar mais alinhado aos propósitos da organização, o funcionário sentirá orgulho de fazer parte dessa missão e de poder contribuir para o crescimento da organização. Consequentemente, seu desempenho e produtividade aumentarão nitidamente, o que implicará diretamente no padrão de desenvolvimento da empresa.

Rotatividade

A rotatividade também é um fator que será bastante afetado pela implementação do RH digital. Como o engajamento interno exercerá forte influência no padrão comportamental e no nível de engajamento dos colaboradores, certamente a rotatividade terá um considerável declínio.

Além do engajamento, a estratégia de RH digital também será extremamente eficaz para que a gestão trabalhe outras medidas que objetivem a retenção de talentos. Entre elas, o planejamento das ações e a análise de desempenho adquirem maior relevância.

Nas empresas de sucesso, a melhor forma de descobrir novos talentos e de otimizar a assertividade nos processos seletivos é por meio da exploração de estratégias que utilizam tecnologias diversas. Ou seja, o uso do RH digital pode potencializar esses processos e direcionar as decisões mais relevantes.

O que diferencia o RH 3.0 do modelo tradicional?

Nos dias atuais, as facilidades tecnológicas e o amplo acesso aos meios de comunicação digital tornaram o consumidor bem mais dinâmico. Esse tom diferenciado — que modula o relacionamento entre cliente e empresa — sugere a necessidade de se adaptar às exigências do mercado para que a gestão não fique para trás.

Esse novo modelo que reestrutura as relações de poder nas instituições contemporâneas fomenta a necessidade de investir em técnicas modernas e de desenvolver habilidades distintas.

Uma das diferenças mais marcantes entre o RH estratégico e o tradicional está na forma como os profissionais são vistos e nas metodologias de gestão utilizadas. Essa compreensão é essencial para que a liderança do departamento de pessoal domine as estratégias escolhidas e alcance melhores resultados.

Em linhas gerais, pode-se afirmar que o RH tradicional vê as pessoas como recursos que podem ser explorados. Ou seja, esse setor não desenvolveu o hábito de valorizá-los como parceiros. Essa visão ultrapassada coloca as equipes de trabalho no mesmo patamar dos insumos e materiais utilizados pela empresa.

Logo, essa visão do trabalhador como um mero “objeto” não reflete a verdadeira missão desse departamento. Por isso, essa evolução para a nova modalidade desse setor é urgente e necessária, já que esse novo modelo de RH favorece uma mudança estrutural na performance organizacional.

O RH estratégico, no entanto, utiliza uma nova postura e considera os profissionais como pessoas. Num sentido mais humanizado, ele as enxerga como seres dotados de forças e fraquezas, mas com habilidades e talentos que podem ser desenvolvidos e depois explorados de acordo com os interesses em comum.

Essa diferença na visão entre os modelos de RH muda muita coisa. A princípio, é necessário mudar o método de gestão. Pois, quando o departamento percebe as motivações individuais de cada colaborador, é mais fácil induzi-lo ao engajamento com os verdadeiros propósitos da instituição.

Quais as estimativas para o futuro do RH?

A submissão — ou não — aos moldes propostos pela revolução tecnológica é o que desenha o futuro de cada empreendimento. Afinal, devido à capacidade de impulsionar mudanças, esse critério tem sido cada vez mais determinante para o sucesso das instituições inovadoras.

Mas nem sempre as organizações percebem a real dimensão do impacto que um RH digital pode gerar na vida da empresa, na visão dos colaboradores e no futuro de um empreendimento. No entanto, essa mudança do RH tradicional para o digital objetiva muito mais que melhorar a rotina. Diante disso, o futuro do RH é a reestruturação completa desse departamento e a adaptação às inovações da tecnologia.

Assim, manter o foco nas mudanças propostas — e na capacidade de transformação associada a essa estratégia — influencia a dinâmica e a qualidade dos serviços, tanto agora como no futuro. Essa visão é imprescindível para que a gestão de RH consiga evoluir cada vez mais e assegurar os benefícios oriundos desse recurso.

É exatamente por isso que essa área necessita ganhar mais dinamismo, agilidade e flexibilidade para acompanhar as transformações resultantes das inovações da tecnologia. Para tanto, os gestores devem analisar suas práticas, rever seus processos e se adaptar às mudanças. Isso possibilita um melhor alinhamento com o mercado e promove a adequação aos padrões do novo RH.

Como vimos, o setor de RH foi, ao longo da história, passando por importantes mudanças. Todas essas transformações foram essenciais ao desenvolvimento dessa área, e imprescindíveis à organização dos demais setores e à valorização do capital humano.

Hoje, é possível entender melhor como a tecnologia digital aplicada a esse departamento auxilia na compreensão dos valores e no direcionamento das decisões. O uso do RH digital representa, portanto, a possibilidade de administrar pessoas e processos, e de alinhar os interesses da empresa rumo ao sucesso.

Gostou deste artigo? Faça já um teste grátis da plataforma da DocuSign e introduza a assinatura eletrônica na sua rotina!

assinatura eletrônica