Com o desenvolvimento de tecnologias cada vez mais sofisticadas, em todo o universo corporativo vêm sendo utilizadas ferramentas que coletam, tratam, fornecem e gerenciam informações mercadológicas dos mais diferentes tipos. Nesse contexto, torna-se fundamental que as empresas invistam na criação e implementação de uma estratégia de TI que seja capaz de integrar os recursos computacionais usados nas etapas de sua rotina operacional.

Tendo isso em vista, vamos mostrar neste post por que o seu negócio precisa se preocupar com a realização de integrações entre as tecnologias usadas no ambiente empresarial. Abordaremos como funciona uma integração de software, as razões que a tornam tão importante para a companhia e quais são os tipos mais utilizados. Também vamos explicar por que efetuar essa implementação é uma boa estratégia de TI. Saiba tudo agora mesmo!

Como funciona uma integração de software?

era digital trouxe uma nova dinâmica para o mundo dos negócios, fazendo uma verdadeira transformação tanto nas formas de operação das cadeias produtivas das empresas quanto no formato dos dados que circulam em seus diferentes setores. Com isso, os processos de obtenção e transmissão de informações, assim como os modos por meio dos quais os seus colaboradores lidam com elas passaram a demandar o uso de ferramentas capazes de integrá-las.

É nesse contexto que se insere a integração de software como um recurso tecnológico com grande poder de otimização. Isso porque levando em conta que, em geral, as empresas utilizam diferentes programas computacionais para sistematizar os dados provenientes de fontes variadas, é necessário que essas informações estejam devidamente agrupadas, podendo ser associadas e acessadas com objetividade e precisão pelos usuários autorizados.

Mas como isso é possível? A resposta é simples: o princípio de funcionamento da integração de software se baseia na articulação de variados sistemas operacionais por meio de ferramentas computacionais que agrupam os dados dessas bases em uma só plataforma, para, então, concederem acesso a eles. Ao funcionarem de forma integrada, tais informações podem ser acessadas por todos os colaboradores credenciados de uma companhia.

Por que a integração de software é importante?

A empresa que investe na integração dos softwares utilizados em sua rotina aumenta a sua eficiência operacional de forma significativa. Esse aumento é, em grande medida, o reflexo das melhorias geradas na cadeia produtiva da companhia, que, a partir do agrupamento de dados de diferentes segmentos da sua estrutura organizacional, passa a ser monitorada de forma mais precisa pelos seus gestores.

A otimização das operações de um negócio está diretamente relacionada ao controle dos seus processos produtivos, administrativos, contábeis, financeiros etc. Dessa maneira, quando as informações relativas a essas áreas estão adequadamente articuladas em uma única base, torna-se muito mais simples, fácil e rápido executar tarefas operacionais, já que boa parte dos dados necessários para isso são gerados automaticamente.

No processo de conclusão de uma venda, por exemplo, as informações relativas a essa finalização precisam ser usadas em procedimentos diferentes (como cálculos de impostos, eventuais deduções de descontos e baixas de estoque), o que pode gerar retrabalho. A utilização de softwares integrados possibilita que todos esses processos sejam realizados a partir de uma só ação (como o faturamento), que concretiza as outras de forma automática.

Quais são as integrações mais utilizadas?

A depender do nível de complexidade dos processos envolvidos, dos tipos de equipamentos tecnológicos disponíveis e das diferentes linguagens utilizadas pelos softwares, é possível implementar diferentes formatos de integrações. Cada um deles poderá ser útil às necessidades específicas de uma companhia, tendo em vista as ferramentas computacionais e os dados com os quais ela trabalha.

Uma dessas modalidades de integração  é a comunicação entre dois diferentes sistemas por meio de um recurso intermediador. Embora seja eficiente, a sua desvantagem é o custo extra gerado pelo terceiro sistema. Outro formato bastante utilizado é a troca eletrônica de dados, na qual o primeiro sistema exporta as informações e o segundo as importa. Contudo, nem sempre o processo é automático.

A comunicação banco a banco também está entre as principais alternativas de integração. Nessa modalidade, há o compartilhamento de um mesmo banco de dados entre os sistemas, o que permite a troca de informações entre eles. É fundamental que essa alternativa utilize mecanismos que garantam sua segurança, de modo a evitar o acesso de aplicações externas.

Há ainda a integração por meio de uma API, sigla de Application Programming Interface, ou Interface de Programação de Aplicativos. Essa tecnologia estabelece conexões entre softwares, sistemas, aplicativos e banco de dados com diversas linguagens de programação, operando como um tradutor das suas variadas funcionalidades. Os recursos de API são um diferencial para organizar processos empresariais.

Por que fazer integração de software é uma boa estratégia de TI?

Com a crescente automação de processos nos mais diferentes ramos de mercado, recursos provenientes da inteligência artificial vem sendo utilizados com cada vez mais frequência. No entanto, o uso dessas ferramentas de forma isolada pode tornar o fluxo operacional da empresa mais lento, o que tende a comprometer a eficiência da sua cadeia produtiva.

É aí então que a integração de software surge como uma boa estratégia de TI, influenciando positivamente toda a estruturação tecnológica da empresa. Isso poque a implementação de ferramentas que integram as informações de um negócio otimizam os procedimentos de tratamento de dados eletrônicos, além de otimizarem os processos de comunicação interna e externa.

Nesse contexto, a integração via API permite que diversos recursos tecnológicos interajam e, em conjunto, efetuem tarefas automáticas com diferentes objetivos. Com essa ferramenta, é possível, por exemplo, associar softwares de gestão de finanças, como fluxo de caixa, a programas computacionais que realizam atividades contábeis, como cálculos de tributação.

Em um mundo corporativo cada vez mais digital e dependente de dados armazenados sob o formato eletrônico, a integração de softwares é a peça chave para o desenvolvimento e a implantação de uma estratégia de TI de alta eficiência em um negócio. Efetuar essa implementação tem tudo para ser o diferencial da empresa, uma vez que, integrando os seus recursos computacionais, ela tende a elevar a sua produtividade e a aumentar os seus lucros.

Que tal implementar a integração de software em seu negócio? Entre em contato com a DocuSign, uma plataforma open source e que permite que você integre qualquer sistema com ela para realizar a assinatura eletrônica de documentos.