Não importa mais se a empresa é privada ou agenciada pelo poder público; pequena ou de grande porte – as estratégias de automação e tecnologia de processos já se tornaram uma exigência no mercado mundial. É justamente aí que chegamos ao tema: Assinatura eletrônica de documentos. Assinar documentos usando papel e caneta é algo arcaico, custoso e não faz mais sentido.

Diante do grande crescimento desta tendência surgem muitas dúvidas sobre a validade jurídica dessa assinatura eletrônica, se o Juiz aceita, se é possível comprovar a autoria de quem assinou e etc…

Para esclarecer todas as dúvidas, os advogados Rony Vainzof e Caio César Lima, sócios do escritório Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof, especializado em Direito Digital, preparam um White Paper completo sobre a validade jurídica da assinatura eletrônica. Segundo eles tem sido cada vez mais comum a utilização de assinaturas eletrônica e digital, especialmente diante da flexibilidade da legislação brasileira em relação aos meios que podem ser utilizados para formalizar as contratações.

Tire todas as suas dúvidas sobre o tema neste Whitepaper produzido pelo escritório Opice Blum.

(Visited 858 times, 2 visits today)

Tags