O desenvolvimento de novas tecnologias impactou diretamente na mudança dos hábitos e comportamento social. Com isso, novas áreas de negócios e empresas surgiram para complementar o mercado.

O que é economia criativa

A ideia da Economia Criativa é a junção das duas áreas que formam o nome. Ou seja, um conjunto de atividades rentáveis resultados do capital intelectual e cultural. Com essa união, a tecnologia e inovação se tornaram a base para que houvesse crescimento desse mercado.

Para entender melhor o que faz parte da Economia Criativa, podemos citar os designers, que utilizam de criatividade para inovar em diversos aspectos – seja com produção de arte, produtos ou desenvolvimento de negócios – e ganham dinheiro com essa atividade.

Pois bem, a Economia Criativa engloba profissionais como designers, artistas, atores, assim como, museus, softwares, jogos, entre outros produtos que consumimos. Isso inclui também as atividades que fornecem algum serviço ou material para esses profissionais, ou contribuem para essa indústria.

Com os avanços tecnológico, essas atividades se tornam ainda mais importantes, pois são parte fundamental do que chamamos de inovação. Porém, muitas atividades analógicas e burocráticas tomam grande parte do tempo desses profissionais.

Isso ocorre porque a criatividade precisa de tempo para sair da cabeça e se transformar em algo concreto. Ou seja, todas essas atividades burocráticas, que em sua maioria envolvem o uso de documentos em papel, acabam atrapalhando o mais importante: o resultado.

A assinatura eletrônica e seus benefícios para a Economia Criativa

Porém, com os avanços tecnológicos, hoje temos diversas ferramentas digitais que podem automatizar processos e ganhar cada vez mais tempo para aprimorar ideias e gerar resultados mais criativos. Uma dessas soluções é a assinatura eletrônica. Ela permite que um documento seja assinado em poucaos minutos. Contratos finalizados e inícios de projetos mais rápido fazem toda a diferença.

Por isso, a Transformação Digital ganhou tanto espaço nos últimos tempos, afinal, o primeiro passo para essa mudança é a eliminação do uso de papel, ou seja, a implementação da assinatura eletrônica.

A DocuSign oferece essa solução, que habilita um processo totalmente digital, por meio de praticamente qualquer dispositivo móvel apto e de, praticamente, todos os lugares. Assim, muitos projetos, pesquisas e contratações de serviços podem ser realizadas à distância economizando tempo e dinheiro, uma vez que o espaço físico de armazenamento e a impressão, transporte e xerox de folhas de papel são inexistentes.

Outro fator que está diretamente atrelado à Economia Criativa é a sustentabilidade, já que ela é desenvolvida culturalmente e criativamente, diferente da indústria tradicional. A assinatura eletrônica também permite maior consciência sustentável para a sua empresa, primeiro, porque ajuda a salvar as florestas, com a economia de papel, além de evitar o transporte do papel, emitindo menos gás carbonico.

As iniciativas da DocuSign e dos seus clientes já pouparam 20 bilhões de folhas de papel e 2 milhões de galões de água, e, ainda, 6M kg de CO² foram economizados de serem liberados no nosso ar.

Com um negócio mais digital e impacto positivo no meio ambiente, a sua empresa pode economizar em gastos e tempo de trabalho dos funcionários e desenvolver cada vez mais o papel da Economia Criativa no mercado.

Para saber mais como a DocuSign pode ajudar nesse processo, converse com a nossa equipe de vendas e teste grátis a solução de assinatura eletrônica.