Há alguns anos, os processos que eram redigidos em máquinas de escrever e os recortes das publicações do Diário Oficial passaram a ser feitos com planilhas e xerox. Tempos depois, o setor jurídico passou por outra transformação, com o uso de softwares, aplicativos e processos eletrônicos, que possibilitam uma rotina mais ágil e focada no core business do escritório.

Se você está pensando que o setor jurídico estagnou no processo de automação e que é o suficiente ter tecnologias como computadores e softwares em seu ambiente de trabalho, está enganado. Ainda que se encontre em processo de Transformação Digital e com a chegada da inteligência artificial, a área está avançando para um novo estágio: o Direito 4.0, no qual a tecnologia conquista espaço em questões que facilitam a análise de dados.

Nesse momento, a forma como se estabelecem as relações internas e externas se modifica por meio do uso de dados e de ferramentas inovadoras, que impactam diretamente no serviço oferecido, gerenciamento de processos e no tratamento para com o cliente.

Por exemplo, o advogado é visto como o detentor do conhecimento das leis e direitos do cidadão. Porém, hoje, com a facilidade de acesso à informação, os clientes podem começar a entender melhor sobre o contexto de seus casos judiciais por meio de sites de buscas.

Por esse motivo, o uso de recursos tecnológicos, além de facilitar e otimizar a rotina do profissional jurídico, também abrange o desenvolvimento estratégico da profissão e a gestão de serviços.

As soluções digitais são essenciais para que o advogado da era do Direito 4.0 se destaque no mercado e tenha vantagem competitiva.

Uma das inovações do setor jurídico é a Jurimetria, definida como “a estatística aplicada ao Direito” pela ABJ – Associação Brasileira de Jurimetria. Ela surgiu com o desenvolvimento da tecnologia de softwares, a fim de tornarem concretas as normas e instituições de forma única para cada processo. Com isso, o advogado pode aprofundar as teses e defesas de cada processo de maneira estratégica e fácil, sem precisar dedicar tanto tempo em atividades operacionais.

Porém, os escritórios e profissionais precisam atualizar-se, para que essa transformação aconteça de fato. Para isso, algumas ferramentas podem ajudar a tornar o ambiente mais produtivo, além de otimizar o tempo e fluxo de trabalhos, como a solução de assinatura eletrônica, por exemplo. Que permitem que os contratos e documentos sejam todos assinados eletronicamente e inclusive via um device móvel.

A suíte de produtos DocuSign Agreement Cloud possibilita que a rotina do advogado seja automatizada e mais eficiente ao eliminar processos burocráticos como a impressão, envio, xerox e transação de processos. Por meio de qualquer dispositivo móvel e de, praticamente, todos os lugares, documentos são assinados em minutos com validade jurídica.

A gestão de inúmeros papéis físicos dentro de uma pasta pode ser trocada pelo armazenamento seguro em nuvem e, a qualquer momento, é possível consultar e enviar documentos para os envolvidos com total controle de acesso ao contrato, economizando tempo para a elaboração de métodos e atividades estratégicas.

Para saber mais como a assinatura eletrônica pode ajudar na atuação do seu escritório com o Direito 4.0, entre em contato com um de nossos vendedores e teste grátis!