Manter-se competitivo no mercado é, sem dúvida, um dos principais objetivos de qualquer negócio. No entanto, nem sempre é possível cumprir essa missão com facilidade, tendo em vista os muitos obstáculos com os quais o empreendedor geralmente se depara no universo corporativo. Para contornar esses entraves, é fundamental que o gestor conheça e saiba como enfrentar os desafios das PMEs  (pequenas e médias empresas) no cenário mercadológico atual.

Para ajudar a sua empresa a vencer os percalços que tendem a surgir no caminho rumo ao crescimento e, então, alcançar o tão desejado sucesso, preparamos este post. Vamos mostrar quais são os mais importantes desafios com os quais as companhias de pequeno e médio porte precisam lidar em seu cotidiano administrativo e operacional, bem como de que maneiras é possível superá-los. Não deixe de conferir!

Gestão de pessoas

Contar com uma equipe de colaboradores com alto nível de excelência profissional é o sonho de qualquer companhia, seja qual for o seu tamanho. No caso das PMEs alcançar e manter um time de elevada capacitação e produtividade pode ser mais difícil, uma vez que corporações maiores normalmente têm condições de pagar salários de valores superiores aos seus funcionários e oferecer planos de carreira com possibilidades de crescimento em curto prazo.

Mas as pequenas e médias empresas podem ofertar outras condições que são atrativas para os colaboradores. Isso porque tanto trabalhadores experientes quanto gerações mais novas de profissionais já não vêm a remuneração como o fator mais importante na hora de optar pelo local de trabalho. Cada vez mais, eles levam em consideração aspectos que contribuem para a sua qualidade de vida e possibilitem a sua qualificação técnica contínua.

Portanto, a superação desse desafio depende da implementação de políticas modernas de gestão de pessoas que tenham como base estruturas organizacionais que também estejam focadas nos colaboradores e das quais façam parte a flexibilidade e o incentivo à qualificação. Nesse sentido, o oferecimento de horários de trabalho diferenciados, espaços para descanso laboral e variados formatos de bônus, como folgas extras, são formas de atrair e manter o funcionário.

Investir na capacitação do profissional é fundamental por dois relevantes motivos. Primeiro porque é uma forma de contribuir com a satisfação do colaborador quanto à sua permanência na empresa. E, segundo, em razão das necessidades da companhia, que por ser pequena ou média não dispõe de um grande número de funcionários com especialização em diferentes segmentos técnicos e administrativos.

Carga tributária

Ficar em dia com as obrigações tributárias exigidas pelo governo brasileiro aos empreendimentos corporativos é outro difícil desafio que as PMEs precisam superar. Inclusive, a impossibilidade de entender o funcionamento fiscal e arcar com a alta carga de impostos costuma ser uma das maiores razões pelas quais pequenas e médias empresas passam por dificuldades de operação e, em muitas situações, precisam ser fechadas em todo o país.

Assim, o passo inicial para contornar esse obstáculo é entender com precisão a legislação fiscal vigente e as regras de operacionalização do regime tributário em que a empresa está inserida, como o Simples Nacional, o que pode ser feito por profissionais internos que tenham essa capacitação ou por meio de assistência externa especializada. Essa compreensão permite que PMEs atuem de forma estratégica a partir de suas condições tributárias específicas.

Estabelecimento de metas

Via de regra, companhias de grande porte trabalham com planejamento para atingir determinados objetivos. Esse exemplo deve ser seguido à risca por PMEs, uma vez que é o estabelecimento de metas que ajuda a direcionar o funcionamento do negócio, de maneira a estipular etapas a serem seguidas e processos que devem ser colocados em prática a cada objetivo buscado.

Ainda que as PMEs possam ter dificuldades para definir essas metas, haja vista questões de infraestrutura, quantidade de colaboradores, volume de negócios e eventuais dificuldades financeiras, é fundamental adotar tal formato de trabalho. A companhia pode iniciar com a fixação de objetivos mais simples, que envolvem um número menor de recursos, para, depois, inserir metas de maior complexidade.

Fidelização de clientes

Quando comparadas a grandes corporações, PMEs tendem a operar localmente ou para um público-alvo mais específico. Assim, para que alcance os níveis de lucratividade desejados, é muito importante que invista em estratégias para reter clientes, uma vez que a fidelização da clientela, em geral, é mais eficiente para empresas de pequeno e médio portes do que a captação contínua de novos consumidores.

Quando não for possível competir com a concorrência no que diz respeito ao oferecimento de preços mais acessíveis, o negócio pode ser investir no oferecimento de promoções, do tipo compre 3 e leve 4, ou na concessão de bonificações baseadas em números de compras, por meio de um cartão fidelidade, por exemplo. A realização de sorteios é outro modo de manter o cliente consumindo.

Otimização de processos

De nada vai adiantar superar os quatro desafios mostrados anteriormente se a empresa não investir na otimização de suas atividades e procedimentos organizacionais, técnicos e administrativos. Tornar os processos das PMEs mais eficientes passa necessariamente pela implantação de tecnologias capazes de aumentar a produtividade ao mesmo tempo em que reduz custos operacionais.

Isso significa que, sempre que possível, a companhia deve substituir os seus processos manuais por tarefas automatizadas que melhoram a qualidade das suas diferentes atividades, como a produção, as operações financeiras e tributárias, a gestão de pessoas, a comunicação com os fornecedores e os serviços de atendimento aos clientes.

A boa notícia é que há varias possibilidades de efetuar essa otimização, sendo a DocuSign para PMEs uma excelente alternativa tanto em termos de preço quanto da eficiência dos serviços oferecidos. Contar com esse suporte é fundamental, já que quanto mais a companhia substitui o papel e toda a burocracia relacionada a ele, mais é capaz de competir de igual para igual com empresas de grande porte que atuam no mesmo segmento de mercado.

Conhecer os principais desafios das PMEs no Brasil e entender como é possível superá-los é uma ação crucial que o empreendedor deve ter na busca pelos melhores caminhos para que o seu negócio não apenas se mantenha vivo no mercado, mas tenha condições de ser produtivo e competitivo. Dessa forma, é muito importante que a empresa adote práticas e use recursos que viabilizem o seu funcionamento eficiente no mundo corporativo.

Depois de entender os desafios que as PMEs precisam superar, entre em contato com a DocuSign e conheça as ferramentas tecnológicas que ajudam nesse processo!

https://go.docusign.com/trial/productshot-brasil-hphero/?Channel=DDCUS000017037994&cName=Blog&ECID=16088&LS=LATAM_Dem_Both_Blog%20-%20Free%20Trial_2018-11&elqCampaignId=16088&utm_campaign=LATAM_Dem_Both_Blog%20-%20Free%20Trial_2018-11