Criatividade e inovação em PMEs: como promover soluções inovadoras?

Criatividade e inovação em PMEs

Quando se fala em criatividade e inovação em uma empresa, você logo imagina algo revolucionário, que nunca foi pensado por ninguém? Sim, faz sentido, mas não se trata apenas de reinventar a roda.

Usar a criatividade em um negócio para trazer inovação também está relacionado a processos simples, que não eram usados antes em uma determinada companhia, e que puderam transformar a realidade de um grupo de pessoas quando colocados em prática. Isso se torna especialmente relevante ao pensarmos em pequenas e médias empresas, pois até as mais modestas inovações podem fazer a diferença no dia a dia e no desenvolvimento dos negócios menores.

Pode-se pensar como exemplo o aprimoramento da experiência dos funcionários de um escritório contábil com o trabalho híbrido. Você melhora a satisfação dos colaboradores e permite que os clientes façam negócios de maneira virtual. Aos poucos, essa inovação específica para a empresa vai permitir menos turnover de funcionários e mais satisfação dos clientes.

Entretanto, para que exista criatividade e inovação, é fundamental que todos na organização estejam vibrando na mesma sintonia e que essas características estejam no DNA da empresa. Quais são os desafios e como incentivar que o ambiente de trabalho seja mais criativo?

É disso que tratamos neste artigo ao conversar com Sandra Turchi, CEO da Digitalents (empresa focada em transformação digital), palestrante do TEDx SP e professora da FGV, Insper e ESPM - sendo que, na última instituição, em breve (entre 21 e 30 de julho) lecionará um curso avançado de Marketing Digital para profissionais que buscam se atualizar e se manter competitivos em um mundo cada vez mais digital.

Confira os insights da especialista e entenda como melhorar seus processos:

A importância da criatividade e inovação nas pequenas e médias empresas

Como dissemos na introdução, você não precisa de uma revolução para melhorar o jeito de fazer seu negócio. “A inovação é a possibilidade de fazer algo de um jeito novo, para atender e encantar o seu cliente. Não necessariamente tem que ser algo super inédito no mercado em que você atua, mas sim, precisa ser inédito para o seu negócio”, aponta Sandra Turchi.

Assim, o foco é fazer a diferença em prol do seu cliente. Para tanto, o jeito é olhar um pouco além dos processos já estabelecidos, pensar nas dores de seu público e entender o que você pode fazer para melhorar o dia a dia dele. Nesse sentido, a inovação acontece quando os colaboradores podem trabalhar usando a criatividade, que é um dos combustíveis para que se possa inovar.

Se na sua empresa apenas o dono e os gerentes têm o direito de opinar, vale começar revendo esse ponto urgentemente. Quando todos os funcionários podem ser criativos e têm as ideias acolhidas, a inovação vem de forma mais natural.

A relação entre inovação, criatividade e tecnologia

Muita gente associa inovação e criatividade à cultura digital nas empresas. Claro que a tecnologia tem participação fundamental nesse sentido, mas inovar também acontece sem envolver a transformação digital.

É sobre esse ponto que Sandra comenta: “se voltarmos ao passado, poderemos verificar que muitas inovações importantes para a humanidade foram criadas sem que estivessem conectadas a alguma nova tecnologia. Por exemplo, você pode ter inovação no atendimento ao seu cliente sem que isso esteja diretamente ligado a um novo aparato tecnológico”.

Ao mesmo tempo, ferramentas digitais são capazes de fomentar a criatividade e a inovação. Quando você aposta em um sistema automatizado e retira tarefas repetitivas da equipe, consegue que os colaboradores sejam mais estratégicos e que novas ideias surjam.

“De certa maneira, uma coisa puxa a outra, tanto que dentre as PMEs que mais cresceram, 78% delas investiram constantemente em tecnologia, segundo estudo da Deloitte”, explica Turchi.

Os desafios da criatividade nas rotinas de trabalho

Hoje, para manter a competitividade de uma empresa, incluindo as pequenas e médias, é essencial pensar fora da caixa e investir em criatividade e inovação. A questão é que nem sempre esse processo é orgânico.

“No universo de PMEs existe uma diversidade muito grande. Você encontrará aquelas que têm interesse em sempre buscar formas de inovar e também poderá se deparar com outras que acreditam que em time que está ganhando não se mexe”, aponta Sandra. Assim, é preciso abrir espaço para que todos possam ser mais criativos e inovadores.

Então, como melhorar a criatividade, incentivando a inovação?

É fato que os desafios estão por toda parte. “Pode ser com relação à resistência de outras pessoas da equipe, o que é bastante comum, ou mesmo falta de apoio da liderança”, fala a especialista. Contra essa mentalidade, Sandra comenta sobre a importância de se permitir que as pessoas errem, mas alerta para a necessidade de um ambiente de muita confiança na qualidade do trabalho dos profissionais. 

Outro ponto seria o incentivo a formas de trabalho menos padronizadas, para que as pessoas possam deixar fluir novas ideias. Isso vai desde ambientes menos formais a reuniões de brainstorming, por exemplo, na qual todos têm voz.

Sandra traz outras dicas relevantes, como por exemplo encontrar o equilíbrio na rotina de trabalho entre "os momentos de foco intenso com os de ociosidade criativa. Outra dica é mesclar o lado emocional — para deixar fluir novas ideias — com o racional, que será útil para organizar melhor essas ideias”.

Acima de tudo, um ambiente criativo e aberto à inovação pede estruturas mais horizontais, nas quais a liderança esteja 100% de acordo com o fato de criar para sair do lugar comum.

O que é preciso para implementar uma estratégia de inovação nas empresas

Para Sandra, “o primeiro passo é entender a necessidade de mudança de mentalidade, estabelecendo um mindset voltado para a inovação, em suas diversas possibilidades. Na sequência, é importante colocar a inovação como pauta prioritária para a empresa e fazer desse tema um debate permanentemente, investindo recursos como tempo, pessoas e capital”.

Também se faz necessário contar com ferramentas inovadoras, como softwares que automatizam tarefas ou permitem novas possibilidades — sempre que fizerem sentido ao negócio. Por exemplo, na contratação de novos funcionários, você pode investir em ferramentas que digitalizam o trabalho burocrático do RH, como a assinatura eletrônica. A solução permite a qualquer tipo e tamanho de empresa modernizar sua forma de contratar pessoas, além de trazer mais segurança e rapidez. 

O fato é que criatividade e inovação estão intimamente ligadas. “A criatividade é fundamental para a melhoria das empresas, seja a criatividade utilizada na busca de soluções para problemas complexos ou na gestão do dia a dia e a favor da inovação”, aponta Sandra Turchi. Para manter sua empresa nos trilhos do crescimento, vale a pena colocar todos os insights lidos até aqui em prática.

Não deixe também de se atualizar sobre o mercado e o impacto da transformação digital nos negócios. Confira o curso de marketing digital avançado da ESPM, lecionado pela professora Sandra Turchi, que acontece dos dias 21 a 30 de julho. Clique aqui para saber mais.

A inovação e a gestão de processos eficiente em PMEs 

Como visto, a criatividade e a inovação podem estar presentes de diversas formas nas empresas - na melhoria de estrutura, produtos, operações - e não necessariamente as ideias precisam ser disruptivas para serem geniais. A inovação pode contribuir bastante, por exemplo, para a melhoria na gestão de processos de pequenas e médias empresas.

Aliás, quando pensamos em PMEs, uma boa gestão de processos pode ser divisora de águas para o sucesso dos negócios. Mais do que ter os recursos humanos, financeiros ou técnicos, é preciso aplicá-los estrategicamente - reduzindo custos, economizando tempo e acelerando fluxos de trabalho - para se destacar em um mercado cada vez mais competitivo.

Desenvolvemos um guia completo (e gratuito!) para uma gestão de processos eficiente em PMEs justamente para detalhar aspectos como: o que é a gestão de processos, seus benefícios e importância para PMEs; como uma boa gestão de processos funciona; quais métricas devem ser monitoradas e como calculá-las; além de casos de sucesso de PMEs que otimizaram sua gestão de processos através da inovação e viram grandes resultados.

Clique aqui para baixar gratuitamente o Guia para uma gestão de processos eficiente em PMEs.

Publicados
Temas relacionados