Conheça as tendências no comportamento do consumidor do futuro

O comportamento do consumidor mudou muito neste último biênio. Com as restrições impostas pela pandemia, as pessoas buscaram novas formas de comprar, o que levou ao uso massivo da tecnologia. Com estabelecimentos fechados, adquirir produtos e contratar serviços pela internet foi a única alternativa. Delivery, take away (retirada de mercadorias) e tele-entrega são opções que se popularizaram recentemente.

Esse novo hábito implica em abordagens duradouras para as empresas, pois a velocidade, a humanização e a digitalização são vitais para lidar com as novas demandas dos clientes. Afinal, eles estão cada vez mais cautelosos e exigentes quanto às suas necessidades de compra.

Neste conteúdo, vamos compreender mais sobre as tendências comportamentais do consumidor do futuro. Confira!

O comportamento do consumidor e a pandemia

No cenário atual, os consumidores estão mais digitais do que nunca. Prova disso é o crescente número de compras on-line, o que mudou não apenas a conduta do público, mas dos fornecedores. Afinal, marcas, clientes e parceiros não estavam preparados para enfrentar esse momento, ainda mais de maneira tão repentina.

Muitas pessoas começaram suas primeiras compras on-line por meio de aplicativos ou sites somente no ano de 2020. Apesar de ser diferente de um estabelecimento físico, a internet se apresenta como a melhor solução, já que oferece multiexperiências, personalização de serviços e interatividade.

Só que, além de as pessoas terem migrado para o ambiente virtual, mesmo sem querer, um outro padrão surgiu com a pandemia: a cautela. Devido às incertezas econômicas do Brasil e do mundo, o cliente atual elegeu as suas prioridades de consumo. As compras passaram a ser mais planejadas, diminuindo, por exemplo, os gastos por impulso.

6 dicas para se adaptar às mudanças

Como o público está mais cauteloso para comprar, é preciso sair da zona de conforto e oferecer algo a mais para ele. Confira as recomendações a seguir.

1. Conheça o seu cliente

O uso de ferramentas de interação e gestão permite conhecer o perfil dos clientes, como faixa etária, gênero, condição socioeconômica, localização, necessidades e hábitos de consumo. Para montar um plano de abordagem eficiente, deve-se compreender todas as informações a fundo.

Assim, é possível oferecer mercadorias e serviços mais adequados à demanda de cada pessoa e solucionar questionamentos que surjam durante as negociações.

2. Conquiste e mantenha a fidelidade

Como os consumidores estão dispostos a testar novos canais e experiências, sua empresa deve unir forças para preservar os melhores clientes e continuar a ser relevante. Neste novo cenário, é necessário tomar cuidado para que os compradores mais assíduos não partam para a concorrência.

A automação comercial aumenta a probabilidade de reduzir o Custo de Aquisição de Clientes (CAC) e favorecer sua recorrência. Programas de fidelidade geram insights estratégicos, identificam mudanças no comportamento do público e trazem resultados financeiros duradouros.

Para isso, o gerenciamento de fidelizações deve focar a personalização do relacionamento. Ou seja, a empresa precisa entregar soluções personalizadas a todo instante. Comunicação, promoções, produtos: quanto mais diferenciada e única for a relação com a clientela, maior o retorno sobre o investimento.

3. Observe as tendências

Companhias de sucesso sabem como identificar os padrões de consumo da sua cartela de consumidores. Para isso, é importante gerenciar dados que permitem avaliar aspectos como em que época do ano um serviço ou produto é mais procurado, se a transação é feita à vista ou a prazo etc.

Nesse caso, uma recomendação é usar ferramentas de análise on-line, que mostram quais são os itens e condições que mais atraem o seu nicho de mercado.

4. Faça atendimentos ágeis

O novo cliente é imediatista, ou seja, não gosta de esperar muito tempo para ser atendido. Por isso, é importante investir em canais de contato ágeis e eficientes, como chat on-line, chatbots, FAQs, aplicativos de mensagem instantânea, entre outros. Também vale treinar a equipe que lida com essa demanda de modo a oferecer um bom suporte com grande possibilidade de gerar fidelizações.

5. Ofereça diversos meios de pagamento

Jornadas comerciais que encantam e fidelizam consumidores são essenciais para obter sucesso. Atrito é tudo o que prejudica o processo de compra e venda: site lento, navegação complexa, ofertas com preços divergentes, dificuldade de efetuar o pagamento... Quanto mais problemas, menos vendas ocorrem.

Na busca para favorecer a etapa de aquisição de produtos ou serviços, otimizar o checkout é indispensável. Aplicativos, carteiras digitais, links de pagamentos, Pix e reconhecimento facial são algumas funcionalidades que agilizam as transações. Afinal, cada vez mais a clientela deseja comprar da forma que acha mais conveniente. Soluções seguras e instantâneas de pagamentos eletrônicos oferecem essa conveniência.

6. Providencie a transformação digital da sua equipe de vendas

O consumidor atual (e do futuro) descobre soluções on-line, pesquisa e seleciona as mercadorias que deseja comprar. Ou seja, na maioria dos casos, o público está mais bem preparado e informado do que os próprios vendedores.

Para lidar com essa realidade, o time comercial precisa ser informatizado e proativo. Os profissionais devem usufruir das características comportamentais dos clientes no ambiente digital e abraçar a tecnologia para interagir com eles. Live streaming, mídias sociais e WhatsApp precisam fazer parte do pacote de abordagens da equipe.

A digitalização de processos também surge em outro ponto: para compreender melhor o hábito dos consumidores. A integração entre software de gestão, CRM e programas de fidelidade identifica que o usuário que entrou no estabelecimento (ou acessou o site) é um comprador fiel, que compra várias vezes por ano e, nos últimos dias, pesquisou por mercadorias X, Y e Z. Portanto, a personalização em escala será essencial para aumentar as vendas e alinhar os vendedores diante da transformação mercadológica.

A digitalização e os processos eletrônicos como aliados

Uma instituição com procedimentos totalmente manuais e físicos já era inviável antes e agora é ainda mais, com a consolidação do comportamento digital devido à pandemia. As novas ferramentas tecnológicas potencializam a experiência do cliente e precisam ser implementadas tanto para monitorar os hábitos dos consumidores quanto para otimizar processos internos.

Atividades analógicas de rotina são desgastantes e sujeitas a erros, pois causam deslizes de atenção e esquecimentos. Um programa que controla as demandas da empresa e dos consumidores e as organiza, por exemplo, garante precisão e produtividade — sem falar que o tempo economizado com a automação pode ser direcionado para desenvolver atividades estratégicas para o negócio.

Como a mentalidade do mercado mudou, você, gestor de vendas, precisa realizar investimentos para digitalizar funções e tarefas para adaptar a sua empresa ao comportamento do consumidor do futuro de forma planejada.

Com o auxílio do DocuSign Agreement Cloud, o setor comercial só tem a ganhar. Feche negócios de forma rápida e amigável, acelere as transações, encante seus compradores e melhore a produtividade dos representantes comerciais.

Gostou deste post? Entre em contato com a gente e entenda tudo sobre a nossa suíte de soluções.

Publicados
Temas relacionados