Compras internacionais: quais as particularidades e desafios para as empresas?

Afinal de contas, como otimizar o processo de compras internacionais? Essa é uma curiosidade comum para as gestões, que estão sempre em busca de novos métodos e soluções para tornar as rotinas mais rápidas, simples e práticas.

Hoje, desenvolvemos um artigo exclusivo sobre o tema. Aqui, você aprenderá os principais desafios e particularidades das compras corporativas internacionais para adaptar sua gestão ao adotar meios e ferramentas para contornar cada um desses dilemas. Então, não perca tempo e acompanhe!

Quais os desafios das compras internacionais?

Burocracia, logística, custo e autenticação: esses são os principais obstáculos à maioria das compras internacionais. Falamos maioria, pois alguns fatores não influenciam determinadas compras, como a contratação de software, que dispensa as preocupações com logística. Abaixo, explicamos cada um desses pontos em detalhes.

Burocracia

A começar pelo maior empecilho, esse é um detalhe especialmente válido para empresas brasileiras que importam matéria-prima de fornecedores estrangeiros. Na relação além-fronteira, é preciso de uma equipe atenta a todas as diferenças legislativas entre país de origem e de destino.

Afinal de contas, é esse tipo de cuidado que tende a evitar problemas ainda mais espinhosos e burocráticos, como o confisco das encomendas por motivações fiscais ou sanitárias. Sendo assim, a burocracia e as divergências legais são uma das principais dificuldades do mercado internacional.

Logística

Muitas vezes, as dificuldades logísticas são um apêndice das burocracias que já existem nas modalidades de transporte disponíveis para os dois países. No entanto, o desafio também é causado pela complexidade, pela delicadeza ou pela volatilidade dos materiais a serem transportados.

Um exemplo são as empresas químicas, que importam materiais de base fundamentais à produção dos compostos em suas fábricas. Altamente voláteis e perigosos, o transporte dessas soluções exige uma série de precauções obrigatórias e adicionais, elevando consideravelmente o preço da compra ao final.

Custo

Em relação ao custo, enfatizamos dois aspectos: a variação cambial e a carga tributária. O custo em si é algo para o que as empresas estão preparadas a lidar de maneira relativamente previsível. No entanto, a variação cambial é um fator prejudicial à previsibilidade do orçamento.

Com a desvalorização do Real frente ao Dólar, as compras internacionais caminham para valores cada vez mais caros às empresas importadoras brasileiras. Em paralelo, é preciso considerar o peso tributário incremental sobre cada compra.

Um exemplo emblemático seria o IOF de 6,38% para compras internacionais realizadas no cartão de crédito. Aqui, você poderia argumentar que as compras da sua empresa são feitas, em maioria, por meio de invoice e transferências SWIFT, contornando essa situação.

No entanto, vale notar que boa parte das soluções de anywhere economy para as empresas, as chamadas SaaS (Software as a Service), operam sob um sistema de assinatura mensal, cobrada diretamente do cartão de crédito internacional das contratantes.

Autenticação

Entre 2020 e 2021, a solução ideal ganhou popularidade no mercado. Aqui, falamos da assinatura eletrônica, que agilizou os processos de compra, combinando validade jurídica e otimização. Na ausência dessa tecnologia, a autenticação de termos, contratos e autorizações de compra é mais demorada, pois exige confecção, manuseio e armazenamento de documentos físicos, além da assinatura, que precisa ser realizada a punho.

Como simplificar o processo de compras internacionais?

Em nossa percepção, existe apenas uma forma de agilizar esse processo, que é adotando as tendências de digitalização — inclusive, essa é a resposta para a ampla maioria dos dilemas operacionais que só a tecnologia é capaz de resolver a partir da otimização.

Atualmente, as principais soluções são a assinatura eletrônica e a gestão digital dos contratos. A primeira nada mais é do que uma infraestrutura para assinar oficialmente um documento e agilizar a autenticação de documentos, termos, contratos e acordos na esfera digital.

Como principal referência, destacamos o DocuSign eSignature. Além de promover a redução de custos, economizando cerca de R$190 por contrato, foi comprovado que, com nossa ferramenta, até 80% dos contratos são concluídos em um dia, com 44% destes em menos de 15 minutos.

Já em um segundo momento, destacamos o DocuSign CLM. Como sugere a sigla inglesa, essa é uma plataforma para a gestão do ciclo de vida dos seus contratos. Como indicado pelo relatório Forrester, a ferramenta é capaz de entregar um ROI de até 356% para as suas rotinas de trabalho.

O sistema revoluciona a forma como você gerencia, organiza, consulta e monitora os seus contratos, evitando vencimentos e garantindo a manutenção perfeita do seu relacionamento com fornecedores, perpetuando boas condições contratuais no longo prazo.

Como a tecnologia ajuda nessa otimização?

A começar pela assinatura eletrônica. Caso não saiba, vale notar que essa tecnologia carrega a mesma validade jurídica das assinaturas manuscritas sobre documentos físicos. Aqui, vale notar a ampla legalidade e reconhecimento nos principais países do mundo.

Inclusive, já desenvolvemos um conteúdo informacional completo sobre essa questão, em que destacamos como a nossa ferramenta, DocuSign eSignature, oferece garantia legal de classe mundial para as suas transações realizadas na esfera digital.

Isso reforça a segurança dos seus contratos, que serão assinados remotamente, com legalidade  nas comarcas jurídicas dos principais países mercantes do mundo — o que solidifica sua segurança jurídica no relacionamento com fornecedores estrangeiros.

Já para além da assinatura eletrônica, vale notar como uma plataforma de CLM — Contract Lifecycle Management — aprimora a sua gestão. Na maioria das vezes, relações de fornecimento internacional são celebrados por meio de contratos, sejam provisórios ou permanentes.

No caso daqueles com vigência determinada em curtos prazos, é fundamental contar com um sistema capaz de notificar sobre a aproximação desses vencimentos, garantindo margem de antecipação para que sua equipe negocie renovações, preservando boas condições contratuais.

Além disso, toda essa inteligência aplicada à gestão dos contratos evita que você quebre termos importantes do acordo, promovendo economias que de outra forma seriam gastas no pagamento de multas, indenização por prejuízos ou captação de novos fornecedores.

Como você viu, existem muitas tecnologias fundamentais para otimizar as suas compras internacionais. Agora que você reconhece esse detalhe, chegou o momento de modernizar a sua operação. Para isso, acesse nosso portal e faça o teste gratuito de 30 dias das nossas ferramentas!

Publicados
Temas relacionados