De tempos em tempos surgem gerações que têm novas características em relação ao comportamento de consumo, e cabe às marcas compreender e acompanhar essas mudanças.

Não há como negar que a nova geração de consumidores tornou as relações comerciais mais ágeis e dinâmicas. Sabemos que os jovens de hoje já cresceram em um ritmo no qual a tecnologia faz parte de todos os momentos do dia a dia. Esse grupo de pessoas gosta de soluções e negociações rápidas, fazendo com que as empresas tenham que se moldar de acordo com essa forma de agir.

Para que você, gestor, saiba como agir nesse cenário, preparamos este post com dicas especialmente para o contexto atual. Acompanhe e descubra como vender para as novas gerações de consumidores!

Os perfis das novas gerações

As novas gerações se dividem entre Geração Y e Geração Z. As duas têm algumas características semelhantes, como o fato de serem nativos digitais, buscarem praticidade e fecharem negócios mais rápido — no entanto, sem nunca dispensar uma boa pesquisa.

Contudo, vale a pena entender mais a fundo as particularidades de cada uma delas. Veja a seguir os principais pontos que identificam esses grupos de jovens adultos.

Geração Y (Millennials)

Conhecida como geração do milênio, a Geração Y engloba pessoas nascidas entre as décadas de 80 e 90. Esse grupo nasceu em uma época de grandes avanços tecnológicos e acostumou-se com essa tecnologia ao longo da sua vida.

Foram os Millennials que mudaram o jeito de consumir conteúdo e fazer comunicação. Isso porque uma de suas características é viver intensamente a era dos dispositivos móveis.

Veja outros pontos fundamentais que fazem parte do comportamento da Geração Y.

Compras online

Gostam de comprar pela internet, apesar de também fazerem compras em lojas físicas. Com isso, movimentam bilhões no e-commerce.

Redes sociais

Usam as redes todos os dias, compartilhando conteúdos e interagindo com as marcas — e priorizando as empresas que se relacionam via web.

Pesquisa

Têm o hábito de pesquisar os detalhes sobre os produtos antes de comprar. O Google é seu melhor amigo.

Equilíbrio

Estão buscando ser mais saudáveis, consumindo produtos fitness e orgânicos, além de defenderem a responsabilidade ambiental.

Tecnologia

Consomem todo o tipo de tecnologia, de biometria a 3D.

Influenciadores

Seguem indicações e opiniões de influenciadores digitais, como blogueiros, YouTubers e Intagrammers.

Geração Z

Se a Geração Y já é extremamente conectada, a Geração Z é ainda mais. Afinal, estamos falando de jovens que nasceram a partir de 1995. Essas pessoas não diferenciam a vida online da offline; para eles tudo está integrado.

É uma geração autodidata que veio para desafiar as hierarquias. Está acostumada a mudar de opinião com frequência e a lidar com grandes volumes de informação. Como a Geração Z nunca viu um mundo sem computadores, eles são menos deslumbrados com equipamentos e novas tecnologias, absorvendo as inovações com rapidez e naturalidade.

Veja algumas das principais características da Geração Z.

Pragmatismo

São realistas e práticos, pensando de forma lógica e responsável.

Indefinição

Ao contrário de gerações anteriores, não gostam de se definir. Estão sempre quebrando estereótipos e padrões de classe, idade e gênero.

Conversa

Estão abertos ao diálogo, ouvindo e agregando nas conversas com diferentes grupos, chegando a atuar como ativistas em certos campos.

Sinceridade

Essa geração compreendeu que não é possível ser uma pessoa nas redes sociais e outra fora delas. Por isso, procuram ser espontâneos, verdadeiros e transparentes em seus compartilhamentos, expondo suas fragilidades e intimidade.

Comunidade

Valorizam os grupos, chegando a fazer parte de inúmeros círculos sociais ao mesmo tempo.

Linguagem por códigos

Têm seu próprio jeito de se comunicar, usando emojis e memes como forma de conversar com mais humor e leveza.

As dicas de boas práticas de vendas para as novas gerações

Geração Y (Millennials)

Transforme seu produto em serviço

Para a Geração Y, é mais importante desfrutar de uma experiência do que ter um bem material. Por exemplo, muitos preferem utilizar o Uber em vez de ter um carro que gera custos e manutenção. Sendo assim, diversos produtos podem ser transformados em serviços, gerando satisfação junto a esse público.

Seja multicanal

O consumidor dessa geração espera ser atendido de todas as formas possíveis: por e-mail, telefone, na loja física, no e-commerce e pelas redes sociais. A venda pode ser fechada em qualquer meio — de preferência, naquele em que a pessoa já estiver navegando. Por isso, busque maneiras de processar transações nesses canais.

Faça curadoria

Os Millennials valorizam marcas que pesquisam referências e filtram essas informações para seus consumidores, apresentando o que há de mais moderno e atual. Você pode fazer isso tanto com seus produtos como na sua comunicação, buscando dados e mercadorias que são tendência ao redor do mundo e aproximando-os do seu público.

Geração Z

Esqueça os velhos canais

A Geração Z está disposta a buscar o seu produto e comprar online, desde que você atenda por meio de chat, mensagens e redes sociais. Esqueça o telefone! Em vez disso, aposte em vídeos informativos e tutoriais que eduquem o público e ensinem como usar seus produtos. Para essa geração, educar é uma das melhores formas de vender.

Seja ágil nas redes sociais

No universo dessa geração, tudo é muito dinâmico e veloz. Eles ainda estão no Facebook, mas com pouca frequência, já que essa rede social não é tão rápida quanto alguns dos novos canais. Se você se comunica com essa galera, vale mais a pena criar conteúdos curtos no Instagram e Snapchat, por exemplo.

Exponha os valores da sua marca

Toda empresa nasce com um propósito e a Geração Z quer saber qual é. Exponha o que sua marca pensa, quais são seus ideais e que causas você defende. Os jovens de hoje querem comprar de organizações com as quais se identificam. Ah, e não tente manipular ninguém: uma das características mais buscadas por essa geração é a transparência.

Viu só? Compreender as novas gerações nem sempre é fácil, mas com uma dose de análise e pesquisa tudo se torna possível. Aos poucos, as marcas têm condições de se adaptar a esse cenário moderno, veloz e tecnológico, desenvolvendo negociações cada vez mais ágeis.

Se você gostou deste conteúdo, faça como as novas gerações: compartilhe nas redes sociais!