Afinal, como empreender remotamente? Descubra aqui!

Entre as principais tendências para trabalhar remotamente que a transformação tecnológica permitiu está a abertura de negócios online. O público tem buscado não só consumir bens e serviços nesse modelo, como eles são uma opção para quem quer começar sua empresa, mas não pode investir alto.

Mais do que uma alternativa para superar as dificuldades encontradas no mercado de trabalho, ou uma forma de complementar a renda, empreender remotamente é uma oportunidade vantajosa e lucrativa. Entenda como você pode usufruir disso e descubra quais são os primeiros passos. Boa leitura!

O que é o empreendedorismo remoto?

Empreender remotamente é optar por ter uma empresa cujo modelo de negócios funciona por meio do digital. O produto ou serviço comercializado não precisa necessariamente ser desenvolvido dessa forma, mas o foco comercial e operacional deve estar nesse formato.

Uma indústria que faz suas vendas por meio de canais online não é um empreendimento digital, já que sua atividade principal é a produção. Porém, um e-commerce que somente revende esses itens está incluso nessa classificação.

Como funciona um empreendimento remoto?

Existem várias maneiras de empreender remotamente. De acordo com suas habilidades e conhecimentos, você pode estruturar uma empresa para suportá-las e gerar negócios a partir disso.

Como dito, as lojas virtuais são um exemplo que se encaixa nessa categoria. Também há alguns profissionais, como terapeutas, programadores ou consultores, que podem migrar do formato tradicional e atender seus clientes unicamente nesse meio online.

Outra forma é desenvolver um produto ou serviço digital, como cursos online, aplicativos, games, e-books, plataforma etc. Além disso, atividades freelancers diversas são oferecidas assim e podem se tornar um empreendimento. É o caso de redatores e assistentes virtuais que trabalham por tarefa como pessoa jurídica (PJ).

Por fim, há as novas carreiras. Um exemplo são os produtores de conteúdo que ganham dinheiro com a venda de espaços publicitários ou por meio da monetização oferecida pelas plataformas em que disponibilizam seu trabalho. Parceiros ou afiliados que ganham comissões em vendas nos canais digitais também se encaixam aqui.

Por que empreender remotamente?

Empreender remotamente oferece vários benefícios que justificam a escolha por esse modelo. Veja os principais!

Redução de custos

Empreender via internet reduz diversos custos. Primeiro a estrutura de atendimento — loja, escritório, consultório etc. — é eliminada, já que os contatos, mesmo em tempo real, são por canais de atendimento digitais. Valores que seriam gastos com aluguel e estrutura física deixam de existir, e as despesas como luz, internet ou água, apesar de permanecerem, ficam mais baratas.

Flexibilidade e liberdade

Horários e espaços físicos não são mais fatores limitantes. Um empreendedor remoto pode desenvolver suas atividades quando e onde quiser. Os nômades digitais, por exemplo, não ficam presos nem mesmo a uma região, viajando por cidades e até países.

A organização da rotina de trabalho pode ser adaptada às necessidades pessoais sem atrapalhar a dedicação ou a produtividade, pois, qualquer redirecionamento de tempo pode ser compensado em outro momento.

Qualidade de vida

Uma das bases que justificam o crescimento das perspectivas do trabalho remoto para os próximos anos é a qualidade de vida que esse modelo proporciona. Tanto funcionários quanto empreendedores têm valorizado isso.

O home office eliminou o tempo de deslocamento, aumentou as horas de sono ou às atividades que geram satisfação e diminuiu o estresse com trânsito ou preocupações com segurança durante o caminho até a empresa.

De que forma a tecnologia pode ajudar esse formato de negócios?

A tecnologia é preponderante para empreender remotamente, porque viabiliza a mobilidade para realizar esse tipo de trabalho. Muitas soluções podem ser usadas para isso, facilitando as operações empresariais, como:

  • aplicativos de mensagens para a comunicação;
  • redes sociais e sites voltados ao marketing ou vendas;
  • plataformas de intermediação para anúncios e contratações;
  • ambientes virtuais de trabalho para a execução de serviços;
  • computação em nuvem para arquivamento e colaboração;
  • formulários eletrônicos para pesquisas de satisfação;
  • meios de pagamentos digitais para transferência de recursos e emissão de boletos;
  • plataformas de e-commerce;
  • assinatura eletrônica para autenticar documentos mantendo a validade jurídica e com custo reduzido;
  • sistemas desenvolvidos para controle e gestão do negócio.

Como empreender remotamente?

Dar os primeiros passos para empreender remotamente e começar a colocar sua ideia de negócios em prática pode ser difícil sem um guia. Portanto, não perca nossas dicas para isso!

Tenha um plano de negócios

Muitos empreendedores ignoram essa etapa, mas ela tem um papel no sucesso do negócio, direcionando esforços para o que realmente faz a diferença. Em primeiro lugar, é importante pesquisar sobre o mercado e entender as variáveis envolvidas na abertura e manutenção de um empreendimento. Só com essas informações será possível estruturar a sua ideia.

O plano deve incluir as atividades-chave que a empresa pretende executar, sua proposta de valor, o que é necessário para isso, os meios de custeio, canais de distribuição e segmento do mercado que quer atender. Um modelo simples, que pode ser usado de base, é o canvas — nele, a visualização de todos esses fatores é simples e eficaz.

Formalize a empresa

Ter um negócio legalizado oferece diversas vantagens ao empreendedor. Vale destacar desde o recolhimento de valores para aposentadoria até oportunidades de financiamento, passando pela segurança jurídica de seus contratos.

Um contador é o profissional ideal para ajudar nessa etapa, evitando decisões equivocadas ou que alguma burocracia seja esquecida. Afinal, além do CNPJ, licenças e alvarás precisam ser emitidos nesse momento.

Invista em tecnologias de qualidade

Utilizar tecnologias é o que torna um empreendimento digital viável. Mas a qualidade das soluções utilizadas é o que faz toda a diferença. Empreender remotamente exige que os meios utilizados sejam confiáveis, senão a empresa corre riscos. Desse modo, utilizar opções seguras evita diversos problemas, como:

  • perda de informações e documentos;
  • exposição de dados;
  • danos financeiros;
  • uso indevido de imagem.

Conte com assinatura eletrônica da DocuSign

A DocuSign é uma empresa especializada na digitalização de todos os processos que envolvem um contrato. Fundada com o propósito de automatizar negociações para acelerar negócios, atende atualmente mais de um milhão de clientes com suas diversas soluções.

Entre elas está a assinatura eletrônica, que é fundamental para quem quer empreender remotamente. Isso acontece porque ela resolve uma das maiores dificuldades das transações online: a segurança jurídica. Mais do que isso, oferece diversas vantagens:

  • facilidade de implementação e uso;
  • possibilidade de 350 integrações diferentes;
  • agilidade na emissão de contratos;
  • agilização dos processos de negociação;
  • melhor aceitação dos clientes, que aumenta sua satisfação;
  • imagem mais profissional.

Empreender remotamente coloca a tecnologia no centro dos processos de negócios, viabilizando e oferecendo vantagens para as empresas que adotam esse modelo. Para colocar um empreendimento assim em prática, são fundamentais planejamento, formalização e soluções seguras, como a assinatura eletrônica da DocuSign.

Não perca tempo e entre em contato conosco hoje mesmo. Estamos preparados para ajudar você a ter uma empresa digital!

Publicados
Temas relacionados