Ações sustentáveis nas empresas: veja os benefícios e como começar

O olhar para o meio ambiente e conceitos como sustentabilidade corporativa tem sido cada vez mais abordados pelas empresas. Sendo assim, é natural que as organizações busquem por maneiras de se diferenciarem a partir de novas práticas. Mas qual é o impacto das ações sustentáveis na construção de um negócio de sucesso atualmente?

Afinal, o termo sustentabilidade é muito conectado ao cuidado com o meio ambiente, mas se trata de um conceito muito mais amplo. Ser sustentável é ter o olhar direcionado para o futuro, o que engloba não só a natureza, mas a própria empresa, seus colaboradores, clientes e demais stakeholders. Nesse contexto, é importante pensar em quais ações adotar para alcançar melhores resultados e contar com uma gestão sustentável de negócios

Seja para criar uma vantagem competitiva, seja para utilizar melhor os recursos financeiros disponíveis, os benefícios são muitos para as empresas que adotam práticas e ações sustentáveis.

Para entender melhor sobre o assunto, a sua importância e o que pode ser feito para que organizações mudem sua mentalidade, conversamos com Luiz Macedo, Gerente Executivo do FGVcev – Centro de Excelência em Varejo e professor de Responsabilidade Social Empresarial e Sustentabilidade dos MBAs da FGV. Continue a leitura deste artigo e veja as considerações do especialista.

Por que a sustentabilidade se tornou tão relevante?

Já faz algum tempo que a sustentabilidade deixou de ser vista apenas como um movimento e passou a ser enxergada como uma necessidade urgente. Não à toa, essas ações são uma preocupação das empresas que desejam crescer e se manter competitivas no mercado. Para tanto, é preciso adotar práticas que promovam o desenvolvimento dos negócios ao mesmo tempo em que asseguram a proteção do meio ambiente e tragam impactos positivos para a sociedade.

No setor varejista, algumas ações de sustentabilidade se popularizaram bastante nos últimos tempos. Entre elas, é válido destacar o uso de materiais reciclados na produção e na comercialização de produtos, a eliminação de plásticos e a chamada "alimentação ecológica", ou seja, que não causa impacto negativo no meio ambiente.

Segundo Luiz Macedo, as ações sustentáveis são muito mais do que pensar no meio ambiente. "Na verdade, investir em uma empresa e em iniciativas mais sustentáveis é muito mais do que ser verde. Implementar ações de sustentabilidade tem a ver com conectar a empresa com a sociedade, com a realidade e o contexto em que ela está inserida, com interesse e visão em relação aos impactos que ela causa na sociedade positiva e negativamente", comenta.

Para isso, o especialista destaca que é necessário adotar um olhar muito além do comércio e dos resultados financeiros da empresa., 

"Isso quer dizer que um negócio é muito mais do que você comercializar, produzir, gerenciar e desenvolver projetos e campanhas sobre o tema. É mais do que reagir a um interesse dos clientes. Uma empresa precisa ser muito mais que isso, precisa demonstrar porque e para que ela existe na sociedade. Uma empresa precisa se preocupar não só com o presente, mas também com o que ela deixa para o futuro e as próximas gerações".

Qual é a relação com o comportamento dos consumidores?

O consumidor moderno tem exigido cada vez mais uma postura sustentável das organizações, como mostra o estudo da McKinsey, em que 85% dos brasileiros dizem se sentir melhor ao comprar produtos considerados sustentáveis.

As ações das empresas, portanto, acabam interferindo diretamente nas suas vendas. Um relatório do Capgemini Research Institute mostra que quase 80% dos consumidores tomam as suas decisões de compra de acordo com as ações de responsabilidade social, inclusão e impacto ambiental de uma empresa. A organização que não se adaptar, portanto, pode ficar para trás.

Por se tratar de um assunto relativamente novo, mais da metade dos consumidores não têm um entendimento completo de quais empresas são sustentáveis, segundo pesquisa da Accenture. Não à toa, 70% dos entrevistados apoiam a ideia de uma rotulagem obrigatória e simplificada em que se indique se aquele produto é ou não sustentável. Todos esses números reforçam a importância de as empresas se adaptarem.

Por outro viés, apesar de consumidores se tornarem mais conscientes, trata-se de um processo gradual - no Brasil ainda há muito o que melhorar. O pesquisador aponta que empresas possuem um papel importante, inclusive, no ganho de conscientização sustentável de seus consumidores.

 "Um aspecto difícil e comum a praticamente todos os segmentos é colocar o consumidor no centro dos processos e decisões de negócio. Dito isso, as empresas, visto que se preocupam com o consumidor, precisam se preocupar também com o papel do consumidor na adoção de ações sustentáveis. O que acontece, como é o caso do Brasil, é que ainda temos uma lacuna. Temos uma legislação voltada para descarte de resíduos sólidos, por exemplo, que diz que a responsabilidade dos descartes e seus processos é compartilhada entre indústria, distribuidores, varejistas, outros agentes que podem aparecer nesse processo e o consumidor. O dilema é que o consumidor ainda não participa muito desse processo."

De um lado, portanto, temos organizações pouco preocupadas com o consumo consciente, mas outras tentando estimulá-lo, e de outro, consumidores que desejam a conveniência e rapidez ao consumir - o que pode não condizer com os compromissos de sustentabilidade. Aí vem a importância das organizações no processo de mudar a mentalidade do público-alvo.

Quais são os benefícios de ter ações sustentáveis na empresa?

A seguir seguem algumas vantagens de se implementar ações sustentáveis na sua empresa.

Vantagem competitiva

Um importante benefício de adotar ações sustentáveis em uma empresa é ter uma vantagem competitiva. O mercado está cada vez mais exigente em relação ao que as organizações podem ou não fazer. Afinal, as pessoas não admitem mais que um empreendimento tenha lucros gigantescos e um impacto negativo tão grande na sociedade como um todo.

Para Luiz Macedo, investir em ações sustentáveis é abrir uma série de oportunidades de negócio. "Torna-se também uma vantagem corporativa para empresas que adotam práticas ambientais e sociais. É uma possibilidade de se diferenciar dos demais e ter várias oportunidades de negócio pela frente. Ao não adotar essas práticas, a tendência é que uma empresa não consiga acessar uma série de mercados ou até mesmo de consumidores que exigem uma postura diferente".

Redução de custos

Antes de mais nada, é preciso entender que o pilar financeiro da sustentabilidade não significa que as empresas não têm que lucrar. Elas precisam ter resultados financeiros positivos e visão de longo prazo, ou seja, necessitam obter lucro com o comportamento social e ambiental.

"A adoção de ações sustentáveis pode impactar os custos de uma empresa. Com a diminuição do consumo de gás, papel e de água, por exemplo, é possível usar o melhor do conceito de capitalismo consciente e sustentável, obtendo bons resultados e, ao mesmo tempo, impactando a sociedade ao seu redor de forma mais positiva do que negativa", menciona Luiz Macedo.

Além disso, é importante entender que os resultados nem sempre são diretamente atrelados aos indicadores econômicos.

"As empresas têm resultado com as práticas de sustentabilidade. O resultado, às vezes, não é só do ponto de vista do volume de lucro que é gerado. Ele é medido por meio de práticas conscientes, responsáveis e sustentáveis que não gerem outros passivos que comprometam o lucro futuro da empresa, os acionistas e os demais stakeholders".

Melhoria da imagem da empresa

Uma organização que produz somente excelentes resultados financeiros não é mais tão bem-vista pela sociedade. Ignorar questões ambientais e sociais pode gerar um tipo de pressão por parte da população, dos governos, da imprensa e até mesmo de ONGs. A comunidade como um todo está mais exigente e vigilante, impulsionando companhias a adotarem ações que fortaleçam a imagem da marca e o compromisso com a sociedade.

"A sustentabilidade significa exercer um papel mais ativo dentro da sociedade e, a partir disso, com um comportamento mais responsável, não só pensando em resultado, vendas e números, adotar iniciativas sustentáveis que provem para os seus stakeholders que existe uma conexão entre as partes, o que vai impactar positivamente a imagem da companhia", esclarece Luiz Macedo.

Entrada em novos mercados

Ao mesmo tempo, adotar uma postura mais sustentável contribui diretamente para negócios que querem expandir a sua atuação. Novos mercados e o maior alcance do público podem ser atingidos quando a organização coloca em prática ações sustentáveis, de acordo com o professor da FGV.

"Quem investe em sustentabilidade e responsabilidade social pode se beneficiar de grandes práticas do mercado financeiro, que faz com que muitas empresas não tenham acesso a crédito caso estejam em listas sujas que a relacionem a níveis altos de poluição, processos trabalhistas ou associação com trabalho escravo, por exemplo. No fundo, a sustentabilidade ajuda muito as organizações a desenvolverem e a liderarem um processo de transformação de um mercado, mas também a aproveitarem oportunidades", comenta.

Satisfação dos colaboradores

Outro aspecto importante que a adoção de ações sustentáveis ajuda é a satisfação dos funcionários. O lado social é muito importante, mas o foco não pode ser apenas externo, de acordo com Luiz Macedo.

"As empresas acham que estão sempre falando apenas com os clientes, mas é preciso pensar nos funcionários também. O que está deixando de contribuição para os colaboradores? Quais são as expectativas deles e qual é o compromisso com o desenvolvimento profissional e pessoal deles? E com a família desses colaboradores? Eles não podem ser apenas números, agentes ou ativos; é preciso olhar para as suas expectativas e se preocupar com a questão social interna", menciona.

Esse olhar para os profissionais ajuda a construir um negócio mais sustentável, reduzindo a insatisfação, a rotatividade e outros problemas comuns dentro do mercado.

"Na verdade, a sustentabilidade também tem muito a ver com a questão social, reconhecendo os valores dos colaboradores e a importância dos cuidados com a saúde mental de quem faz parte da companhia. Se trata de se preocupar com os stakeholders, mas principalmente com aqueles que fazem as suas funções para que a organização atinja o seu objetivo", diz Luiz Macedo.

Entenda mais sobre iniciativas sustentáveis e como as implementar nas empresas. Baixe o nosso guia gratuito de gestão sustentável dos negócios! 

Dicas de ações sustentáveis

E o que pode ser feito para posicionar a sua empresa como uma alternativa sustentável dentro do seu mercado de atuação? Confira algumas sugestões:

Tornar-se paperless

Uma das ações sustentáveis mais simples e eficientes de serem colocadas em prática é se tornar paperless. Ou seja, reduzir e eliminar o uso de papel dentro da sua organização, substituindo a versão física pela digital. Em vez de enviar contratos por correio, por que não fazer isso por e-mail? Afinal, se boa parte das suas tarefas na rotina de trabalho são digitalizadas, por que não fazer o mesmo com o restante da companhia?

Trata-se de uma prática muito eficiente não apenas pela contribuição na redução do impacto no meio ambiente, mas também no orçamento das empresas. Um exemplo disso foi na aeronáutica brasileira, em que mais de R$ 13 milhões foram economizados ao longo de um ano por conta da simples substituição do papel por processos e ferramentas digitais.

Adotar o conceito de paperless também contribui para uma gestão mais eficiente de toda a documentação de uma empresa. De acordo com pesquisas, é comum que um trabalhador perca, em média, dez minutos por dia apenas para achar um documento específico em papel. Esse problema é solucionado quando todos os arquivos estão em um sistema prático e eficiente.

Com esse maior controle de todas as informações, a organização ganha em produtividade em sua rotina de trabalho. Na prática, isso significa resultados em suas funções principais ainda melhores. A adoção da mentalidade paperless sintetiza muito bem o que é ser sustentável: impactar menos o ambiente e, ao mesmo tempo, aproveitar uma série de benefícios práticos para a organização.

Ter fornecedores sustentáveis

Para garantir a sustentabilidade em toda a cadeia de produção de uma empresa, é importante contar com parceiros que tenham o mesmo entendimento, o que torna necessário ter fornecedores que também adotem ações sustentáveis. Afinal, os esforços em reduzir os impactos no meio ambiente ou na sociedade podem ser perdidos ao financiar práticas contrárias aos valores e aos propósitos do seu negócio.

De que adianta investir na qualidade de vida dos colaboradores da sua empresa ou até mesmo na redução do impacto negativo dela na sociedade se, na prática, você estimula parceiros que não atuam da mesma forma? Assim, todos os esforços feitos pelo seu negócio financiam práticas ruins de maneira indireta. Por isso, é preciso um trabalho muito cuidadoso na hora de fechar os seus contratos e definir quais serão os seus fornecedores sustentáveis.

Dessa forma, é importante analisar o histórico dos seus fornecedores, buscando o máximo de informações sobre como se posicionam diante do assunto e o que realizam no dia a dia para serem mais sustentáveis. A partir disso, você faz a sua escolha com base em critérios técnicos, financeiros e também de sustentabilidade.

Treinar a equipe

Ao longo das décadas, o desenvolvimento econômico sempre foi colocado à frente de outras questões, sejam elas ambientais, sejam elas sociais ou culturais. Sendo assim, é necessário passar por uma mudança completa de filosofia e de comportamento para que uma marca adote práticas sustentáveis, e isso passa por treinar os funcionários.

Apenas criando uma cultura sólida dentro da sua equipe é possível adotar de fato a sustentabilidade como um todo. É um trabalho que deve começar no topo da organização e, a partir de treinamentos e cursos, aprimorar o que é feito em cada área. A ideia é que todos os profissionais entendam a importância do tema, além de quais funções e estratégias precisam exercer para contribuir de forma sustentável.

Reciclar e reutilizar

A reciclagem também é uma prática que deve fazer parte de qualquer planejamento de indústria sustentável. Aproveitar ao máximo cada recurso não representa só a economia financeira, mas ajuda a reduzir consideravelmente o impacto da sua empresa no meio ambiente. Aquele mesmo material que foi entregue ao cliente no final da cadeia pode retornar para ser utilizado em um novo ciclo.

O objetivo é sempre encontrar maneiras de aproveitar ao máximo cada um dos recursos disponíveis. Isso garante que o investimento feito tenha um retorno maior em cada uma das suas operações, independentemente do tamanho ou da importância para a jornada produtiva da empresa.

Empregar energia renovável

Imagine reduzir os gastos com energia na sua empresa? Isso é possível ao investir em fontes de energia renovável. Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), foram mais de 13 bilhões de reais em investimentos no setor em 2020, um crescimento de 52% em relação aos aportes que foram feitos em sistemas de geração — em indústrias, comércio e residências — em 2019.

Com a melhoria do acesso à geração de energia renovável no país tanto para fábricas quanto para residências, a energia solar se torna uma solução cada vez mais sustentável e econômica. Essa é uma das estratégias que ajudam diretamente na redução de custos ao mesmo tempo em que garante um impacto muito menor no meio ambiente.

Descartar adequadamente os resíduos

A destinação de resíduos sólidos e líquidos também precisa ser tratada como prioridade se o que você procura é adotar ações sustentáveis. Afinal, também é a sua responsabilidade não olhar apenas para o que foi produzido, mas para aquilo que foi utilizado durante o processo e não vai ser vendido. Criar uma estratégia para realizar o descarte adequado de cada material é importante.

Reduzir o desperdício

A redução de desperdício deve ser outra prioridade e se estender para áreas de uma empresa, independentemente do seu segmento. Seja um restaurante com os cuidados no desperdício de alimentos, seja uma fábrica no descarte ao longo processo produtivo, toda a operação deve ser revista para encontrar formas de otimizar a produção, fazendo mais com menos recursos ao longo da jornada.

Também é possível encontrar formas de se tornar uma indústria sustentável com um trabalho eficiente de logística. Criar rotas mais inteligentes é um exemplo do que pode ser feito. Outra ação para a redução de desperdícios é a conscientização dos profissionais, garantindo que todos tenham essa mentalidade e saibam qual é o impacto de pequenas decisões em suas rotinas de trabalho.

Usar materiais de origem comprovada

A origem dos materiais utilizados no processo de produção de uma empresa também deve ser observada. Assim, procure por aqueles que sejam frutos de práticas que considerem a preservação do meio ambiente. A ideia é optar por insumos que possam ser reutilizados, especialmente no que diz respeito à embalagem.

Trata-se da mesma lógica do que é feito quando se fala na relação com os fornecedores. É preciso que os seus parceiros também adotem políticas sustentáveis para que toda a cadeia produtiva seja realmente eficiente e gere o menor impacto possível.

Acompanhe indicadores de sustentabilidade

Sim, é possível acompanhar métricas e indicadores sobre o trabalho de uma empresa em relação ao empenho na sustentabilidade, segundo o professor e pesquisador da FGV.

"Primeiro é preciso entender o contexto de cada negócio, já que existem várias categorias de assuntos associados. No Brasil, existe o índice de sustentabilidade empresarial, que é medido pela Bolsa de Valores. A ideia é medir o que as empresas estão fazendo em relação ao tema e, ao mesmo tempo, criar um interesse maior do mercado sobre o assunto".

Que tal um exemplo para entender melhor como esse indicador pode ser utilizado?

"Imagine que você é uma empresa varejista e tem uma parceria com seus fornecedores, certo? Ao contar com parceiros sustentáveis, você está estimulando o desenvolvimento desses clientes também. Isso já serve como um indicador de sustentabilidade. Já grandes empresas podem focar em questões como a quantidade de gases tóxicos emitidos em sua produção ou como melhorar a cadeia logística", comenta Luiz Macedo.

Como a DocuSign ajudou os seus clientes a se tornarem sustentáveis?

Se quiser entender como as ações sustentáveis geram um impacto positivo nas empresas, nada melhor do que analisar exemplos reais. Veja o caso de alguns clientes DocuSign:

Seguros Unimed

Um exemplo de como economizar grandes quantias com a implementação de ações sustentáveis foi o trabalho realizado entre a DocuSign e a Seguros Unimed. O desafio da empresa era reduzir o número de documentos em papel e tornar os processos internos mais simples e práticos, reduzindo a lentidão para a conclusão de cada um deles.

Ao contar com o apoio da DocuSign na transformação digital, a Seguros Unimed economizou R$ 13 milhões em insumos de escritório, além do ganho na parte da produtividade: 70% de redução no tempo para a conclusão de processos e mais de 10 milhões de folhas de papel preservadas em três anos. Hoje em dia, a empresa segue aperfeiçoando as suas ações internas no intuito de se tornar cada vez mais sustentável.

Grupo Sabará

Lembra de que mais acima falamos sobre a importância de pensar em ações sustentáveis para investir na satisfação dos colaboradores? Foi exatamente isso que a parceria entre a DocuSign e o Grupo Sabará viabilizou. Para começar, foi realizada a digitalização dos processos, o que gerou uma economia de 90% apenas com custos com papel, além da redução de tempo de assinatura de documentos de 10 dias para 1 dia.

Sem tempo e com muitos documentos em papel, o Grupo Sabará contou com a DocuSign para otimizar esse problema mesmo sendo uma companhia conhecida como referência em sua área de atuação: mais de 60 anos de história no desenvolvimento de tecnologias, soluções e matérias-primas de alta performance. Embora houvesse iniciativas sustentáveis externamente, faltava a organização interna nesse sentido.

MRV

Como falamos ao longo deste conteúdo, sustentabilidade é atuar de forma mais eficiente ao mesmo tempo em que o impacto ao seu redor é reduzido. No projeto da DocuSign com a MRV, isso foi alcançado com excelência graças ao melhor da transformação digital.

Com a implementação da assinatura eletrônica da DocuSign, a MRV diminuiu de 30 para 2 dias o período médio de aprovação de contratos. Além disso, o uso do conceito de paperless gerou uma redução significativa no impacto ambiental da empresa. Os custos também foram minimizados, como na logística para envio de documentação, alcançando a marca significativa de 43%.

Adotar ações sustentáveis é, portanto, essencial para qualquer negócio que tenha o intuito de se posicionar como autoridade e referência dentro do seu segmento. A partir de algumas práticas, é possível aproveitar uma série de benefícios que vão impactar o seu negócio a curto, médio e longo prazos. Em todos os aspectos, a sua organização pode se tornar ainda mais consolidada.

Agora que você já sabe como as ações sustentáveis são importantes para a sua empresa, o que acha de um olhar ainda mais completo sobre o tema? Preparamos um e-book com todas as informações sobre sustentabilidade no mercado. Baixe gratuitamente e confira um guia completo sobre gestão sustentável de negócios!

O primeiro passo para implementar ações sustentáveis 

Entenda mais sobre iniciativas sustentáveis e como as implementar nas empresas. Baixe o nosso guia gratuito de gestão sustentável dos negócios! 

 

Publicados
Temas relacionados